Tag Archives: Grupo Gay da Bahia

GGB realizará o 21º Concurso de Fantasia LGBT do Carnaval de Salvador
   Blog Diversidade   │     10 de fevereiro de 2018   │     12:51  │  0

Evento é organizado pelo GGB e acontece nas escadarias do Palácio Thomé de Souza. 

O Grupo Gay da Bahia (GGB) realizará o 21º Concurso de Fantasia LGBT do Carnaval de Salvador, que acontece na segunda-feira , 12/2, nas escadarias do Palácio Thomé de Souza, na Praça Municipal.

A programação começa às 15h e segue até 22h, com DJs e shows de coletivos de atores transformistas, encerrando uma banda. Marcelo Cerqueira, presidente do GGB, explica que a enteidade busca priorizar apresentações de ativistas.  “Buscamos, por meio da arte e do trabalho dos artistas, denunciar os homicídios LGBTfóbicos e o feminicídio”.

 denunciar os crimes contra as mulheres, o ator Ferah Sunshine desenvolveu uma performance caracterizado a partir da música Maria da Vila Matilde, interpretada na voz de Elza Soares. A canção estimula ligar para 180 em casos de violência contra mulher.

Com a finalidade de denunciar os crimes contra mulheres trans, as atrizes Kimberly Portinaly e Naomy Becker utilizaram a música Brasil, na voz de Gal Costa, para denunciar a brutalidade com que a travesti Dandara dos Santos foi executada em março do ano passado, em Fortaleza, no Ceará. Dando continuidade às denúncias, a transformista Scarlet utiliza a música “Que tiro foi esse”, de Jojo Toddynho, para falar dos crimes contra gays. O Coletivo Bonecas Pretas utiliza a arte para denunciar o racismo homofóbico.

O cantor Verciah e a banda Muriquins faz o encerramento da noite a partir das 20h.  A banda leva ao palco muito reggae, ijexá, afrobeat, samba-reggae e muito groove. O 21º Concurso de Fantasia é uma realização do Grupo Gay da Bahia (GGB), Quimbanda Dudu e Bloco Vamos Nessa, com patrocínio da Prefeitura Municipal do Salvador.

Confira a programação:

Praça Municipal s/n – Centro – Salvador, Bahia,

Apresentação
Apresentador: Bagagerie Spilberg
Apresentador: Michelle Loren
Locução de Palco: Jocimar Ramos

PROGRAMAÇÃO COM ELENCO

15h00 – Atração eletrônica de abertura

DJ Chiquinho

Tribal house

15h00 – DJ (intervalos e gestão da programação musical) 

Discotecagem/música eletrônica

DJ Heckel Júnior

Apoio de produção – Otávio Reis

16h20 – Performance Que tiro foi esse!

Artista: Scarlet e balé

Interpretação na voz de Jojo Todynho, performance de Scarlet, personagem feminina criada pelo ator Edson Júnior.

Scarlet ao longo do show faz uma paródia dramática do nome da música com as mortes de LGBT no Brasil em 2017, usando os dados estatísticos do Grupo Gay da Bahia. Ela quer denunciar os tiros errados que afetam as vidas dessa população no Brasil.

16h30 – Leandro Silva. Performance Pablo Vittar Cover.

Sua Cara. Anitta, Pabllo Vittar.

No Chão. Pabllo Vittar

K.O. Pabllo Vittar

O artista, maquiador profissional, aproveita de sua semelhança física com a pop star Pablo Vittar, acrescenta a isso elementos do teatro, da dança, da estética, musicalidade, elementos da dublagem e apresenta um show com muita similaridade, ao que seria do pop star. Os bailarinos do evento Wallace Lima e Felipe se apresentam no espetáculo.

16h40 – Uma viagem no Carnaval de Salvador

Turista de quatro estados, ao chegarem a Salvador, tem as malas extraviadas, e a dona da pousada onde se hospedam é uma drag queen. Na ausência de suas roupas, todos vão para a avenida fantasiados, onde tudo de inusitado vai acontecer. Uma paródia que revela que o pior é ficar de fora do Carnaval de Salvador. Pot-pourri com as músicas Banho de Cheiro, Camelô, Mulamba Mulamba e Cafe Saved.

Elenco

Ginna D’mascar

Nágila Goldstar

Mell Blera

Orleth Ornelas

Milla Hunty

17h00 – Bonecas Fora da Caixa.

Coletivo Bonecas Pretas. Performance que agrega a arte do transformismo à luta contra o racismo que ainda persiste na sociedade.

Elenco/performance:

Alehandra Dellavega

Dandara

Ferah Sunshine

Saphyra Luzz

Ludmilla Black

Sasha Heels

Suzzy D’costa

Yanna Stefens

17h30 – Desfile de Fantasia Categoria Originalidade

Passarela tapete vermelho

18h30 – Performances

Artista Gilvan Oliveira

Bambo do Bambu (Ney Matogrosso)

Tem de Rebolar (Ney Matogrosso)

Performance dos atores Everton Menezes (Suzzy D´Costa), interpretando Elza Soares, e Gilvan Oliveira, interpretando Ney Matogrosso.

Interpretações nas vozes de Elza Soares e Ney Matogrosso.

Marcação: Bambo de Bambu, introdução instrumental

– Performance do Balé

– Entrada de Gilvan Oliveira, interpretando o cantor Ney Matogrosso

– Gilvan e Balé no palco

– Gilvan Oliveira recebe Everton Menezes (Suzzy D´Costa) para performance de Elza Soares

– Maria da Vila Matilde – (Porque se a da Penha é brava, imagine a da Vila Matilde)

– Ferah Sunshine, performance e balé

Na voz de Elza Soares, performance de Ferah Sunshine. Durante o show os bailarinos mostram cartazes de números de feminicídios – Campanha “Sou mulher, mereço respeito, denuncie 180”.

Ativismo social: denúncia à violência contra a mulher. Fala da Secretária Julieta Palmeira, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia. Secretária fala sobre feminicídio. Acompanha balé.

18h45 – Brasil, mostra a sua cara!

Na voz de Gal Costa

Elenco / performance:

Kimberly Portinaly

Naomy Becker

Performance que denuncia a violência contra transexuais no Brasil. Para ilustrar o quadro dramático, as artistas utilizam o caso “Dandara”. A travesti Dandara dos Santos foi espancada, humilhada e assassinada a tiros por um grupo de homens, na cidade de Fortaleza, no Ceará, em março de 2017. Na performance, Dandara ganha minutos de vida na interpretação de Naomy Becker.

19h00 – Desfile Categoria Luxo

Apresentação da categoria luxo

Premiação das categorias

20h30 – Vérciah e Banda Muriquins!

Banda de Música Preta Brasileira, formada pelo cantor e compositor trans, Vérciah, o guitarrista e compositor Gabriel Barros, o baterista, compositor e diretor musical Marcos Santos e o baixista Zé Livera. A banda traz um show dançante, com composições que pontuam questões ligadas à raça, gênero e classe. E ao carnaval, claro.

Tags:, , , , , ,

>Link  

Dia da Visibilidade Trans será comemorado em Alagoas com encontro de Direitos Humanos
   Blog Diversidade   │     26 de janeiro de 2017   │     1:23  │  0

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com o objetivo de debater sobre a realidade social que travestis e transexuais vivem no estado de Alagoas, na próxima segunda-feira, 30 de janeiro, o Governo do Estado de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, em parceria com o Conselho Estadual de Promoção dos Direitos LGBT de Alagoas, estará realizando o I ENCONTRO DE DIREITOS HUMANOS E VISIBILIDADE TRANS DO ESTADO DE ALAGOAS.

O evento ocorrerá na data citada acima, e será realizado no Palácio República dos Palmares, localizado na Rua Cincinato Pinto s/n – Centro – Maceió-Alagoas. O evento será realizado em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro.

A população de transexuais e travestis é reconhecidamente como uma das mais vulneráveis dentre as que compõem os grupos de diversidade sexual e de gênero. É alvo constante de cerceamento de direitos, em especial aqueles ligados à identidade, intimidade, busca da felicidade e vida, explica Laffon Pires – Liderança LGBTI em Alagoas.

A situação alarmante da violência contra as travestis e transexuais no Brasil é preocupante, explica Natasha Wonderfull, Presidente do Grupo de Travestis e Transhow. “O Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo, entre janeiro de 2008 e março de 2014, foram registradas 604 mortes no país, segundo pesquisa da organização não governamental (ONG) Transgender Europe (TGEU), rede europeia de organizações que apoiam os direitos da população transgênero”.

Já em 2016, segundo o antropólogo Luiz Mott, responsável pelo relatório de crimes contra a população LGBTI no Brasil, dos casos de violência que acontecem contra os LGBTI de acordo com matérias e recortes de jornais e sites do páis, já que não há estatística oficial sobre esse tipo de crime – nunca antes na história do Brasil registraram-se tantas mortes desde 1970, quando o GGB começou fazer as estatísticas”. Dos 343 assassinatos registrados em 2016, 173 das vítimas eram homens gays (50%), 144 (42%) trans (travestis e transexuais), 10 lésbicas (3%), 4 bissexuais (1%), incluindo na lista também 12 heterossexuais, como os amantes de transexuais (“T-lovers”), além de parentes ou conhecidos de LGBT que foram assassinados por algum envolvimento com a vítima como foi o caso do vendedor Luís Carlos Ruas, 54 anos, que foi morto ao defender travestis no metrô de São Paulo, e Alagoas ocupa a 5ª colocação sangrenta desta triste estatística, com 17 homocídios.

“Infelizmente, são pouquíssimas transexuais e travestis que conseguem passar dos 35 anos de idade e envelhecer. Quando não são assassinadas, geralmente acontece alguma outra fatalidade”, conta Cininha de Freitas, Militante LGBT e Coordenadora de Politicas Públicas da Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas.

O mais grave problema de uma nação é a violação dos Direitos Humanos. Priorizar nossa agenda é o mais importante ato político e social. Os que pensam contrário, lembrem-se: NADA SE DISTRIBUI SEM DIREITOS, afirma Julio Silva Farias, militante LGBT.

Por Redação: Blog Diversidade

Tags:, , , , , , , , , ,

>Link  

Grupo Gay da Bahia promove a IV Semana da Diversidade LGBT
   Blog Diversidade   │     10 de setembro de 2015   │     0:00  │  0

Grupo Gay da Bahia (GGB) promove entre os dias 6 e 13 de setembro, a IV Semana da Diversidade LGBT, que culminará na 14ª Parada Gay da Bahia, que neste ano tem como tema: “Respeito por direito!”.
Seminários, palestras, música, dança, mostra de filmes, premiação, mostra de artes plásticas, feira de negócios e desfile de trios elétricos fazem parte da programação.
A IV Semana da Diversidade LGBT é realizada pelo GGB e Grupo Quimbanda Dudu, com apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria da Saúde, Secretaria de Cultura, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Secretaria de Turismo e Bahiatursa, Prefeitura Municipal de Salvador, rádio Itapoan FM, site Dois Terços, Laboratório Sabin, Goethe-Institut e Consulado Geral dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro.
Além da 2ª Paradinha Gay do Tororó, realizada no último domingo (6), e a premiação “Muito Obrigado, Axé”, que aconteceu na noite do último domingo (7), no Espaço Xisto Bahia, a IV Semana da Diversidade LGBT ainda conta com um vasta programação. Confira a relação completa dos outros eventos:
TERÇA-FEIRA, 8 DE SETEMBRO
 
§  Coletiva de imprensa do lançamento do Roteiro Turístico LGBT
 
Horário: 10h
Local: Serviço de Atendimento ao Turista (SAT)
Endereço: Rua Maciel de Cima, 75, Terreiro de Jesus – Pelourinho (Ao lado da Igreja de São Domingos)
O roteiro foi construído a partir de uma oficina de roteirizarão promovida pela Bahiatursa em parceria com o Sebrae, revista Pocket, site Dois Terços e GGB em uma ação pioneira com foco no gay-friendly na Bahia.
§  Debate: Diversas Masculinidades Trans
Horário: 14h às 16h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Uma conversa sobre a diversidade e (in)visibilidade das masculinidades trans,  a presença das transmasculinidades em nossa cultura moderna. Dar visibilidade à vivência, à militância do movimento de homens trans, explorar este universo identificando demandas, dificuldades, lutas dessas masculinidades.
Palestrantes:
Francisco Sena e Bento Chastinet membros do IBRAT/BA;
Coordenação de mesa: João Hugo Cerqueira, membro Conselheiro do Conselho Estadual LGBT pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) e membro IBRAT/BA.
§  Debate: Famílias Fora do Armário
Horário: 16h30 às 19h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Debate franco e aberto com mães de LGBTs, para conhecer suas histórias e saber como superaram obstáculos, venceram barreiras do preconceito e hoje são as melhores amigas dos seus filhos e filhas; discussão sobre a responsabilidade que as famílias têm de cuidar e dar afetividade, com o objetivo de dar visibilidade às bandeiras da luta contra a LGBTfobia e a favor da cultura da pluralidade e do respeito no seio das famílias em suas diversas constituições.
Palestrantes:
Maju Giorgi (Coordenadora do Grupo Nacional Mães pela Diversidade), Angela Moysés (Grupo Nacional Mães pela Diversidade – Brasília) e Bethânia Ferreira de Souza, Defensora Pública Titular da Especializada de Direitos Humanos de Salvador.
Coordenação de mesa: Inês Silva (Grupo Mães pela Diversidade – Bahia).
 
§  Exposição de artes plásticas: Palhaços da diversidade
De 8 a 30 de setembro
Horário: 14h às 19h
Local: Armazém 437
Endereço: Rua Jogo do Carneiro, 437- Saúde
Entrada franca
 
Exposição de telas do artista plástico e grafiteiro Zaca Oliveira. Exposição de telas que variam de 1.30 x 0,60 ate telas de 2m x 0,80 em lonas cruas e sobre chassi, nesse trabalho mesclado de acrílica, técnicas mistas e grafite. O artista apresenta trabalho colorido voltado para o tema da diversidade de gênero e suas nuances, tratando a temática de forma descontraída, leve e decorativa.
§  Mostra de Cinema Alemão
Local: Goethe-Institut/ ICBA
Endereço: Avenida sete de Setembro, 1809, Vitória
Gratuito
18h: Acima do Peso (Dicke Mädchen)
Direção: Axel Ranisch, colorido, 76 min, 2011
Sven vive com a mãe, Edeltraut, em um apartamento e divide com ela até mesmo a velha cama de casal. Quando ele vai para o trabalho, Daniel vem e cuida da mulher, que sofre de demência. Um dia, Edeltraut tranca Daniel na sacada e desaparece. Juntos, Sven e Daniel procuram pela desaparecida. Isso bem que poderia ser o início de uma bela amizade, não sentisse Sven tão evidentes inclinações homossexuais – e não tivesse Daniel esposa e filho à sua espera. Desenvolve-se então, uma história de amor tragicômica. Seu final feliz não garante uma união, mas a emancipação de Sven.
20h: Três (Drei)
Direção: Tom Tykwer, colorido, 119 min, 2009-11
A relação do casal se desgastou um pouco ao longo de vinte anos. Hanna e Simon parecem viver mais no passado e poucos acreditam em um futuro em comum. Então eles se apaixonam pelo mesmo homem e nenhum dos dois sabe das aventuras sexuais do outro. Quando a verdade vem à tona, o trio encontra uma solução surpreendente.
QUARTA-FEIRA, 9 DE SETEMBRO
§  Seminários e Debates sobre diversidade  e saúde LGBT
 
Local: UNIFACS – Universidade Salvador/ Laureate International Universities
Endereço: Auditório do Campus Prof. Barros, Torre Norte, 7º andar, Paralela
Curadoria dos professores Elizabeth Carvalho Dantas e Javier Angonoa
Acesso gratuito com certificação para estudantes de graduação.
Abertura:
Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia.
Professora Elizabeth Dantas, Universidade Salvador.
Dra. Fabíola Mansur, Deputada Presidente da Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia.
Dr. Jorge Solla, Ex-Secretário de Saúde da Bahia, Deputado Federal.
 
Mesa I: 14h às 15h30
Acesso a diagnóstico e serviços de prevenção (com foco nas novas tecnologias) para as populações chave (LGBT) na cidade de Salvador
Coordenador da mesa:
Ativista Jurandhyr Theles Matarazo, Ilhéus, BA.
 
Palestrantes:
Dra. Ita de Cássia, Superintendente da Vigilância – SUVISA/ SESAB;
Dra. Érica Luciana Lago de Carvalho Diretora Geral de Vigilância da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde;
Dra. Regiani Nunes, Coordenação de Prevenção e Articulação Social – CPAS Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde, DF;
Dr. Claudilson Bastos, médico infectologista do Laboratório Sabin Salvador, BA.
 
Mesa II: 15h30 às 17h30
Rumo ao fim da epidemia, metas globais para 2020 (90% de todas as pessoas vivendo com HIV saberão que têm o vírus, 90% de todas as pessoas com infecção pelo HIV diagnosticada receberão terapia antirretroviral sustentada, 90% de todas as pessoas recebendo terapia antirretroviral terão atingido supressão viral): panorama dos serviços assistenciais para HIV/AIDS em Salvador.
 
Coordenador mesa:
Moyses Toniolo, Representante da RNP+
 
Palestrantes:
Dr. Jose Antônio Rodrigues Alves, Secretario Municipal de Salvador;
Dra. Ceuci Nunes, Diretora Hospital Couto Maia;
Dr. Roberto Badaró, Infectologista, Sub Secretário da Secretária de Saúde do Estado da Bahia/ SESAB;
Senhora Georgiana Braga-Orillard, Diretora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre Aids –UNAIDS.
§  Mostra de Cinema Alemão
Local: Goethe-Institut/ ICBA
Endereço: Avenida sete de Setembro, 1809, Vitória
Gratuito
18h: Me Sinto Disco (Ich fühl mich Disco)
Regie: Axel Ranisch, Farbe, 95 Min., 2012/13
Hanno não compreende seu filho – pois este é gordo, sonhador, curte música brega e não se interessa por garotas. O menino só é feliz quando seu pai sai e ela tem a oportunidade de dançar pelo apê com a mãe, fantasiado como nos anos 70/80. Mas quando a mãe adoece de repente, os dois homens tem que aprender a lidar um com o outro.
20h: Sascha
Direção: Dennis Todorović, colorido, 101 min., 2009/10.
A vida pode ser muito complicada! Principalmente quando se tem 19 anos e sente que “de algum modo” é gay, proveniente de uma família de imigrantes montenegrinos e se está em segredo loucamente apaixonado por seu professor de piano. Um filme sobre imigrantes em uma grande cidade alemã, o cotidiano de uma família em um bairro multicultural e as dificuldades de se falar abertamente sobre as tendências sexuais.
QUINTA-FEIRA, 10 DE SETEMBRO
§  Seminários e Debates sobre Diversidade  e saúde LGBT
Local: UNIFACS – Universidade Salvador/ Laureate International Universities
Endereço: Auditório do Campus Prof. Barros, Torre Norte, 7º andar, Paralela
Curadoria dos professores Elizabeth Carvalho Dantas e Javier Angonoa
Acesso gratuito com certificação para estudantes de graduação.
Mesa I: DAS 14h às 15h30
Panorama dos serviços em saúde integral para LGBT em Salvador e na Bahia.
 
Coordenadora mesa: Ativista Sandra Muñoz, Coordenadora da Casa Cristal Lilás da Bahia, Membro do Comitê Técnico de Saúde Integral LGBT da Bahia.
 
Palestrantes:
Andrey Lemos, Assessor Técnico do Departamento de Apoio à Gestão Participativa/SGEP/ Ministério da Saúde, DF;
Margarida França. (Guida França), Assistente Social e Técnica da Área de Saúde Integral LGBT da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia/ ESAB;
Amanda Alves, Técnica Campo Temático LGBT da Secretaria de Saúde de Salvador.
Mesa II: das 15h30 às 17h30
Cirurgia de redesignação sexual: referências regionais do Nordeste
 
Coordenador mesa: Ativista Keila Simpson, ANTRA, Salvador, BA.
Palestrantes: Ailton Santos, Doutor em Saúde Coletiva, Pesquisador do Núcleo de
Estudos e Pesquisas em AIDS e outras doenças infecciosas/NEPADI/ISC/UFBA).
Dr. Sérgio Araujo, Gerente do Ambulatório “TT” do Hospital Clemente Fraga, João Pessoa, PB;
 
SEXTA-FEIRA, 11 DE SETEMBRO
 
§  Diversas feminilidades politicas  mulheres trans
Horário: 14h às 18h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Palestrantes: Olivia Santana, Secretária de Politicas para as Mulheres do Estado da Bahia, Deputada Fabíola Mansur, Presidente da Comissão de Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia, Vereadora Aladilce Souza, Presidente da Comissão da Mulher na Câmara Municipal de Salvador, Bethânia Ferreira de Souza, Defensora Pública Titular da Especializada de Direitos Humanos de Salvador, e Monica Kalilie, superintendente municipal de Políticas para Mulheres (SPM), Salete Maria da Silva, advogada, mestre em Direito, Doutora em Estudos de Gênero e Feminismo e professora do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade da UFBA.
Coordenação: Paulette Furação, SJCDH.
Mobilização: Millena Passos, Alessandra Hilary, Bruna Mel, Tuka Perez , Marina Garlen e Keila Simpson.
Peformance / shows
Ferah Sanshine, canção “Geni e o Zepelim” letra de Chico Buarque interpretação de Cida Moreyra ( 1993).
Dion Santiago, intepretação da canção “My Way” imortalizada por Frank Sinatra e Shirley Bassey ( 1987).
Aluvania Putantan, interpretação da canção “Miss Brasil 2000” Rita Lee. (1981)
Scher Marie Mercury, canção Alma Feminina, Daniela Mercury.
Dion Santiago, canção “Mudança” Vanusa (1982).
§  Palestra e mostra de filmes da diversidade: Canal Põe na Roda
Horário: 18h às 21h30
Local: Sala Walter da Silveira, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Endereço: Rua General Labatut, 27 – Barris, Centro
Entrada franca
Mostra de vídeos exclusivos do Canal Põe na Roda considerado o canal de humor de maior destaque no youtube. Vídeos que desvendam de forma bem humorada assuntos relacionados ao universo LGBT de forma geral ajuda desenvolver cidadania e auto-estima dessa população no Brasil.
18h – Palestra interativa. Humor e informação fora do armário
 
Maurício Taváres (FACOM-UFBA), Genilson Coutinho (Site Dois Terços) e os convidados: Felipe Abe e Nelson Shiep  (SP) idealizadores do Põe na Roda hoje considerado o canal de humor e informação de maior destaque no Youtube.
19h – Mostra Põe na Roda “humor e informação fora do armário”
 
Religiosos X LGBT e o ensino de gênero. Põe na roda, vídeo, 7,36min, 2015.
Heterossexuais Perguntam. Gays respondem. “Você acha que já nasceu gay oi virou gay ao longo de sua vida”. Põe na roda, 2014, vídeo 5.18min. (PC Siqueira, André Vasco, Jacaré Banguela, Pedro Lemos, Rodrigo Capella).
Não é por ser lésbica. Põe na roda, vídeo, 2.19min, 2014.  Lésbicas respondem os principais estereótipos negativos que as pessoas têm em relação a elas, tipo não é porque sou lésbica que não use maquiagem.
Não é por ser gay, que necessariamente… Põe na roda, Vídeo, 1.59min, 2014. Vídeo que atingiu a marca de 1 milhão de acessos desconstrói estereótipos relacionados aos gays.
Palavra do Senhor. Põe na roda, vídeo, 4,58min, 2014. Vídeo trata de forma humorada das proibições usadas por religiosos em relação aos LGBTs e outros.
Goy. Põe na roda, vídeo, 3,57min, 2014. Um filho revela a sua mãe que é goy e não gay.
Não basta só ser pai.  Põe na roda, vídeo, 12.25min, 2014. Pais contam como é ser pai de um filho gay.
E fora do armário?. Põe na roda, vídeo, 9.42min, 2014. Gays contam de forma humorada o processo de assumir-se.
Os Nossos Filhos. Põe na roda, vídeo, 15.53min, 2014. Gays e lésbias  relatam a questão de ter filhos nas famílias homoafetivas.
HIV hoje. Põe na roda, vídeo, 14.56min, 2014. Especialista como Dráuzio Varela e outros relatam as formas de prevenção e alertam para o crescimento da doença.
Transexuais e Travestis Respondem – Pt. 1 (Nome / Banheiro Público / Direitos / Lado bom). Põe na roda, vídeo, 16.14min, 2015. Depoimentos de travestis e transexuais sobre uso dos espaços tradicionais do feminino.
E se fosse com você?  Põe na roda, vídeo, 6,26min, 2014. LGBTs que já foram vitimas de violência respondem por que criminalizar a homofobia no Brasil.
Heterossexuais Respondem (Divas Pop / Ativo ou Passivo? / Homofobia).  9,59min, vídeo, 2015. Hetéros respondem o que pensam sobre os gays com base nos temas acima.
6 Maneiras de contar pra família que você é gay. Põe na roda, vídeo, 4,53min, 2014. No café um jovem resolve contar para família que é gay.
SÁBADO, 12 DE SETEMBRO
§  Palestra e mostra de filmes da diversidade: Cinema, identidades, racismo, homofobia e política
 
Horário: 18h às 21h30
Local: Sala Walter da Silveira, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Endereço: Rua General Labatut, 27 – Barris, Centro
Entrada franca
18h – 19h20 – The New Black, de Yoruba Richen. EUA, legendado, 2013, 80min, 16 anos
The New Black é um documentário que narra a história de como a comunidade afro-americana está enfrentando questões relativas aos direitos LGBT à luz do movimento pelo casamento igualitário e da luta pelos direitos civis. O filme documenta o papel de ativistas, de famílias e do clero, em ambos os lados de uma campanha em prol da legalização do casamento gay, examina a homofobia dentro do pilar institucional da comunidade negra – as igrejas negras – e mostra a estratégia da direita Cristã de explorar esse fenômeno para perseguir uma agenda política anti-LGBT.
Debate:
Ivete Sacramento (SEMUR);
Professor Dr. Osmundo Pinho, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
Beata Angelica (Adida de Educação e Cultura do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro).
20h20 – Mostra Põe na Roda “humor e informação fora do armário”
§  III Feira de Negócios da Diversidade
Horário: 9h às 18h
Local: Canteiro central da Avenida Centenário ( lateral ao Shopping Barra)
Comercializando serviços e produtos diversificados envolvendo moda, arte, gastronomia e outros.
Apresentação de DJs
DJ Marcelo Marcs
DJ Jubelissima
DJ Leandro Fretz
DJ Daniel Lopes
§  Show de Lulu Santos (evento paralelo)
Local: Museu Du Ritmo (Comércio)
Abertura dos portões: 21h
Pista: R$ 80 (meia) e R$ 160 (inteira)
Lounge: R$ 120 (meia) e R$ 240 (inteira)
Camarote Open Bar: R$ 210 (valor único)
Pontos de venda:
Balcões A Tarde nos shoppings:
– Iguatemi (1° Piso)
– Paralela (1° Piso)
– Salvador (térreo)
– Salvador Norte (1° Piso)
– Itaigara (térreo)
Classificação: 16 anos
Classificação Camarote Open Bar: 18 anos
Informações: (071) 3032.0083
Realização: Arte Produções e Pida!
Forma de Pagamento: No site da Bilheteria Virtual cartões de crédito: Visa, Master, Elo e Diners. Nos outros pontos de venda: dinheiro, crédito e débito.
Parcelamento: 1° lote de Pista e Longe em até 3x sem juros no cartão.
DOMINGO, 13 DE SETEMBRO
 
§  Coletiva Imprensa da IV Semana da Diversidade e 14ª Parada Gay da Bahia
Horário: 11h
Local: Foyer do Teatro Castro Alves
Endereço: Largo do Campo Grande S/N – Centro
Premiação especial
Agraciados especiais
– Corte dos Estados Unidos pela aprovação do Casamento Civil entre pessoas do mesmo sexo. Senhora Beata Angelica (Adida de Educação e Cultura do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro).
– Site “Facebook” por disponibilizar ferramenta que coloria a foto do usuário com as cores da bandeira do arco-íris, símbolo do movimento LGBT.
§  14ª Parada Gay da Bahia
Horário: 11h às 21h30
Local: Praça do Campo Grande, Centro – Salvador
Palco da diversidade
Horário: 11h às 21h30
Apresentação de Michelle Loren, Scher Marie e João Figuer
 
Shows e Performances
Special kesting stars
 
– Mita Luxx
– Valrie O Hara
– Scarlet Sangalo Caborchard
– Luana Lins e Ivanele Vergma,
– Ferah Sanchine , Suzi di Costa e Kaysha Kurtner
– Natasha Vogue, Aisla Baterfly e Nathalia Strayker
– Bia Matier
 
15h às 21h – Apresentação de Bandas Musicais
Apresentação de João Figuer
 
15h30 – abertura oficial da 14ª Parada Gay da Bahia
Trio Institucional (GGB/Quimbanda Dudu)
Apresentação de Rick Bandeira, mestre de cerimônia
Percurso dos trios: Saída da Praça do Campo Grande, seguindo pela Avenida Sete de Setembro, Mercês, Piedade, São Bento, Praça Castro Alves, Rua Carlos Gomes, Rua Senador Costa Pinto, Avenida Sete de Setembro, Palácio da Aclamação. Saída às 15h30 com término às 20h.
Cortejo de trios
 
Trio Grupo de Mães pela Diversidade
Atração: Mr. Galiza e banda “Mais Amor por Favor”
 
Trio Bahia sem Homofobia
Atração: Musica eletrônica com DJ.
 
Trio Léo Kret do Brasil
Atração: Música eletrônica com DJs.
 
Trio Duzinho Nery Produções – Super D
Atração: DJ Well e convidados.
 
Trio Boate Tropical
Atração: Música eletrônica com DJs.
 
Trio Dion Santiago
Atração: Música eletrônica com DJs.
Trio Rádio Itapoan FM 97,5
Atração: Grupo Saiddy Bamba

Tags:, ,

>Link  

Grupo Gay da Bahia promove a IV Semana da Diversidade LGBT
   Blog Diversidade   │       │     0:00  │  0

Grupo Gay da Bahia (GGB) promove entre os dias 6 e 13 de setembro, a IV Semana da Diversidade LGBT, que culminará na 14ª Parada Gay da Bahia, que neste ano tem como tema: “Respeito por direito!”.
Seminários, palestras, música, dança, mostra de filmes, premiação, mostra de artes plásticas, feira de negócios e desfile de trios elétricos fazem parte da programação.
A IV Semana da Diversidade LGBT é realizada pelo GGB e Grupo Quimbanda Dudu, com apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria da Saúde, Secretaria de Cultura, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Secretaria de Turismo e Bahiatursa, Prefeitura Municipal de Salvador, rádio Itapoan FM, site Dois Terços, Laboratório Sabin, Goethe-Institut e Consulado Geral dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro.
Além da 2ª Paradinha Gay do Tororó, realizada no último domingo (6), e a premiação “Muito Obrigado, Axé”, que aconteceu na noite do último domingo (7), no Espaço Xisto Bahia, a IV Semana da Diversidade LGBT ainda conta com um vasta programação. Confira a relação completa dos outros eventos:
TERÇA-FEIRA, 8 DE SETEMBRO
 
§  Coletiva de imprensa do lançamento do Roteiro Turístico LGBT
 
Horário: 10h
Local: Serviço de Atendimento ao Turista (SAT)
Endereço: Rua Maciel de Cima, 75, Terreiro de Jesus – Pelourinho (Ao lado da Igreja de São Domingos)
O roteiro foi construído a partir de uma oficina de roteirizarão promovida pela Bahiatursa em parceria com o Sebrae, revista Pocket, site Dois Terços e GGB em uma ação pioneira com foco no gay-friendly na Bahia.
§  Debate: Diversas Masculinidades Trans
Horário: 14h às 16h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Uma conversa sobre a diversidade e (in)visibilidade das masculinidades trans,  a presença das transmasculinidades em nossa cultura moderna. Dar visibilidade à vivência, à militância do movimento de homens trans, explorar este universo identificando demandas, dificuldades, lutas dessas masculinidades.
Palestrantes:
Francisco Sena e Bento Chastinet membros do IBRAT/BA;
Coordenação de mesa: João Hugo Cerqueira, membro Conselheiro do Conselho Estadual LGBT pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) e membro IBRAT/BA.
§  Debate: Famílias Fora do Armário
Horário: 16h30 às 19h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Debate franco e aberto com mães de LGBTs, para conhecer suas histórias e saber como superaram obstáculos, venceram barreiras do preconceito e hoje são as melhores amigas dos seus filhos e filhas; discussão sobre a responsabilidade que as famílias têm de cuidar e dar afetividade, com o objetivo de dar visibilidade às bandeiras da luta contra a LGBTfobia e a favor da cultura da pluralidade e do respeito no seio das famílias em suas diversas constituições.
Palestrantes:
Maju Giorgi (Coordenadora do Grupo Nacional Mães pela Diversidade), Angela Moysés (Grupo Nacional Mães pela Diversidade – Brasília) e Bethânia Ferreira de Souza, Defensora Pública Titular da Especializada de Direitos Humanos de Salvador.
Coordenação de mesa: Inês Silva (Grupo Mães pela Diversidade – Bahia).
 
§  Exposição de artes plásticas: Palhaços da diversidade
De 8 a 30 de setembro
Horário: 14h às 19h
Local: Armazém 437
Endereço: Rua Jogo do Carneiro, 437- Saúde
Entrada franca
 
Exposição de telas do artista plástico e grafiteiro Zaca Oliveira. Exposição de telas que variam de 1.30 x 0,60 ate telas de 2m x 0,80 em lonas cruas e sobre chassi, nesse trabalho mesclado de acrílica, técnicas mistas e grafite. O artista apresenta trabalho colorido voltado para o tema da diversidade de gênero e suas nuances, tratando a temática de forma descontraída, leve e decorativa.
§  Mostra de Cinema Alemão
Local: Goethe-Institut/ ICBA
Endereço: Avenida sete de Setembro, 1809, Vitória
Gratuito
18h: Acima do Peso (Dicke Mädchen)
Direção: Axel Ranisch, colorido, 76 min, 2011
Sven vive com a mãe, Edeltraut, em um apartamento e divide com ela até mesmo a velha cama de casal. Quando ele vai para o trabalho, Daniel vem e cuida da mulher, que sofre de demência. Um dia, Edeltraut tranca Daniel na sacada e desaparece. Juntos, Sven e Daniel procuram pela desaparecida. Isso bem que poderia ser o início de uma bela amizade, não sentisse Sven tão evidentes inclinações homossexuais – e não tivesse Daniel esposa e filho à sua espera. Desenvolve-se então, uma história de amor tragicômica. Seu final feliz não garante uma união, mas a emancipação de Sven.
20h: Três (Drei)
Direção: Tom Tykwer, colorido, 119 min, 2009-11
A relação do casal se desgastou um pouco ao longo de vinte anos. Hanna e Simon parecem viver mais no passado e poucos acreditam em um futuro em comum. Então eles se apaixonam pelo mesmo homem e nenhum dos dois sabe das aventuras sexuais do outro. Quando a verdade vem à tona, o trio encontra uma solução surpreendente.
QUARTA-FEIRA, 9 DE SETEMBRO
§  Seminários e Debates sobre diversidade  e saúde LGBT
 
Local: UNIFACS – Universidade Salvador/ Laureate International Universities
Endereço: Auditório do Campus Prof. Barros, Torre Norte, 7º andar, Paralela
Curadoria dos professores Elizabeth Carvalho Dantas e Javier Angonoa
Acesso gratuito com certificação para estudantes de graduação.
Abertura:
Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia.
Professora Elizabeth Dantas, Universidade Salvador.
Dra. Fabíola Mansur, Deputada Presidente da Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia.
Dr. Jorge Solla, Ex-Secretário de Saúde da Bahia, Deputado Federal.
 
Mesa I: 14h às 15h30
Acesso a diagnóstico e serviços de prevenção (com foco nas novas tecnologias) para as populações chave (LGBT) na cidade de Salvador
Coordenador da mesa:
Ativista Jurandhyr Theles Matarazo, Ilhéus, BA.
 
Palestrantes:
Dra. Ita de Cássia, Superintendente da Vigilância – SUVISA/ SESAB;
Dra. Érica Luciana Lago de Carvalho Diretora Geral de Vigilância da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde;
Dra. Regiani Nunes, Coordenação de Prevenção e Articulação Social – CPAS Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde, DF;
Dr. Claudilson Bastos, médico infectologista do Laboratório Sabin Salvador, BA.
 
Mesa II: 15h30 às 17h30
Rumo ao fim da epidemia, metas globais para 2020 (90% de todas as pessoas vivendo com HIV saberão que têm o vírus, 90% de todas as pessoas com infecção pelo HIV diagnosticada receberão terapia antirretroviral sustentada, 90% de todas as pessoas recebendo terapia antirretroviral terão atingido supressão viral): panorama dos serviços assistenciais para HIV/AIDS em Salvador.
 
Coordenador mesa:
Moyses Toniolo, Representante da RNP+
 
Palestrantes:
Dr. Jose Antônio Rodrigues Alves, Secretario Municipal de Salvador;
Dra. Ceuci Nunes, Diretora Hospital Couto Maia;
Dr. Roberto Badaró, Infectologista, Sub Secretário da Secretária de Saúde do Estado da Bahia/ SESAB;
Senhora Georgiana Braga-Orillard, Diretora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre Aids –UNAIDS.
§  Mostra de Cinema Alemão
Local: Goethe-Institut/ ICBA
Endereço: Avenida sete de Setembro, 1809, Vitória
Gratuito
18h: Me Sinto Disco (Ich fühl mich Disco)
Regie: Axel Ranisch, Farbe, 95 Min., 2012/13
Hanno não compreende seu filho – pois este é gordo, sonhador, curte música brega e não se interessa por garotas. O menino só é feliz quando seu pai sai e ela tem a oportunidade de dançar pelo apê com a mãe, fantasiado como nos anos 70/80. Mas quando a mãe adoece de repente, os dois homens tem que aprender a lidar um com o outro.
20h: Sascha
Direção: Dennis Todorović, colorido, 101 min., 2009/10.
A vida pode ser muito complicada! Principalmente quando se tem 19 anos e sente que “de algum modo” é gay, proveniente de uma família de imigrantes montenegrinos e se está em segredo loucamente apaixonado por seu professor de piano. Um filme sobre imigrantes em uma grande cidade alemã, o cotidiano de uma família em um bairro multicultural e as dificuldades de se falar abertamente sobre as tendências sexuais.
QUINTA-FEIRA, 10 DE SETEMBRO
§  Seminários e Debates sobre Diversidade  e saúde LGBT
Local: UNIFACS – Universidade Salvador/ Laureate International Universities
Endereço: Auditório do Campus Prof. Barros, Torre Norte, 7º andar, Paralela
Curadoria dos professores Elizabeth Carvalho Dantas e Javier Angonoa
Acesso gratuito com certificação para estudantes de graduação.
Mesa I: DAS 14h às 15h30
Panorama dos serviços em saúde integral para LGBT em Salvador e na Bahia.
 
Coordenadora mesa: Ativista Sandra Muñoz, Coordenadora da Casa Cristal Lilás da Bahia, Membro do Comitê Técnico de Saúde Integral LGBT da Bahia.
 
Palestrantes:
Andrey Lemos, Assessor Técnico do Departamento de Apoio à Gestão Participativa/SGEP/ Ministério da Saúde, DF;
Margarida França. (Guida França), Assistente Social e Técnica da Área de Saúde Integral LGBT da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia/ ESAB;
Amanda Alves, Técnica Campo Temático LGBT da Secretaria de Saúde de Salvador.
Mesa II: das 15h30 às 17h30
Cirurgia de redesignação sexual: referências regionais do Nordeste
 
Coordenador mesa: Ativista Keila Simpson, ANTRA, Salvador, BA.
Palestrantes: Ailton Santos, Doutor em Saúde Coletiva, Pesquisador do Núcleo de
Estudos e Pesquisas em AIDS e outras doenças infecciosas/NEPADI/ISC/UFBA).
Dr. Sérgio Araujo, Gerente do Ambulatório “TT” do Hospital Clemente Fraga, João Pessoa, PB;
 
SEXTA-FEIRA, 11 DE SETEMBRO
 
§  Diversas feminilidades politicas  mulheres trans
Horário: 14h às 18h30
Local: Auditório do Sind. Dos Trab. Em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (SINDAE)
Endereço: Rua General Labatut, 65 – Barris
Entrada franca
Palestrantes: Olivia Santana, Secretária de Politicas para as Mulheres do Estado da Bahia, Deputada Fabíola Mansur, Presidente da Comissão de Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia, Vereadora Aladilce Souza, Presidente da Comissão da Mulher na Câmara Municipal de Salvador, Bethânia Ferreira de Souza, Defensora Pública Titular da Especializada de Direitos Humanos de Salvador, e Monica Kalilie, superintendente municipal de Políticas para Mulheres (SPM), Salete Maria da Silva, advogada, mestre em Direito, Doutora em Estudos de Gênero e Feminismo e professora do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade da UFBA.
Coordenação: Paulette Furação, SJCDH.
Mobilização: Millena Passos, Alessandra Hilary, Bruna Mel, Tuka Perez , Marina Garlen e Keila Simpson.
Peformance / shows
Ferah Sanshine, canção “Geni e o Zepelim” letra de Chico Buarque interpretação de Cida Moreyra ( 1993).
Dion Santiago, intepretação da canção “My Way” imortalizada por Frank Sinatra e Shirley Bassey ( 1987).
Aluvania Putantan, interpretação da canção “Miss Brasil 2000” Rita Lee. (1981)
Scher Marie Mercury, canção Alma Feminina, Daniela Mercury.
Dion Santiago, canção “Mudança” Vanusa (1982).
§  Palestra e mostra de filmes da diversidade: Canal Põe na Roda
Horário: 18h às 21h30
Local: Sala Walter da Silveira, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Endereço: Rua General Labatut, 27 – Barris, Centro
Entrada franca
Mostra de vídeos exclusivos do Canal Põe na Roda considerado o canal de humor de maior destaque no youtube. Vídeos que desvendam de forma bem humorada assuntos relacionados ao universo LGBT de forma geral ajuda desenvolver cidadania e auto-estima dessa população no Brasil.
18h – Palestra interativa. Humor e informação fora do armário
 
Maurício Taváres (FACOM-UFBA), Genilson Coutinho (Site Dois Terços) e os convidados: Felipe Abe e Nelson Shiep  (SP) idealizadores do Põe na Roda hoje considerado o canal de humor e informação de maior destaque no Youtube.
19h – Mostra Põe na Roda “humor e informação fora do armário”
 
Religiosos X LGBT e o ensino de gênero. Põe na roda, vídeo, 7,36min, 2015.
Heterossexuais Perguntam. Gays respondem. “Você acha que já nasceu gay oi virou gay ao longo de sua vida”. Põe na roda, 2014, vídeo 5.18min. (PC Siqueira, André Vasco, Jacaré Banguela, Pedro Lemos, Rodrigo Capella).
Não é por ser lésbica. Põe na roda, vídeo, 2.19min, 2014.  Lésbicas respondem os principais estereótipos negativos que as pessoas têm em relação a elas, tipo não é porque sou lésbica que não use maquiagem.
Não é por ser gay, que necessariamente… Põe na roda, Vídeo, 1.59min, 2014. Vídeo que atingiu a marca de 1 milhão de acessos desconstrói estereótipos relacionados aos gays.
Palavra do Senhor. Põe na roda, vídeo, 4,58min, 2014. Vídeo trata de forma humorada das proibições usadas por religiosos em relação aos LGBTs e outros.
Goy. Põe na roda, vídeo, 3,57min, 2014. Um filho revela a sua mãe que é goy e não gay.
Não basta só ser pai.  Põe na roda, vídeo, 12.25min, 2014. Pais contam como é ser pai de um filho gay.
E fora do armário?. Põe na roda, vídeo, 9.42min, 2014. Gays contam de forma humorada o processo de assumir-se.
Os Nossos Filhos. Põe na roda, vídeo, 15.53min, 2014. Gays e lésbias  relatam a questão de ter filhos nas famílias homoafetivas.
HIV hoje. Põe na roda, vídeo, 14.56min, 2014. Especialista como Dráuzio Varela e outros relatam as formas de prevenção e alertam para o crescimento da doença.
Transexuais e Travestis Respondem – Pt. 1 (Nome / Banheiro Público / Direitos / Lado bom). Põe na roda, vídeo, 16.14min, 2015. Depoimentos de travestis e transexuais sobre uso dos espaços tradicionais do feminino.
E se fosse com você?  Põe na roda, vídeo, 6,26min, 2014. LGBTs que já foram vitimas de violência respondem por que criminalizar a homofobia no Brasil.
Heterossexuais Respondem (Divas Pop / Ativo ou Passivo? / Homofobia).  9,59min, vídeo, 2015. Hetéros respondem o que pensam sobre os gays com base nos temas acima.
6 Maneiras de contar pra família que você é gay. Põe na roda, vídeo, 4,53min, 2014. No café um jovem resolve contar para família que é gay.
SÁBADO, 12 DE SETEMBRO
§  Palestra e mostra de filmes da diversidade: Cinema, identidades, racismo, homofobia e política
 
Horário: 18h às 21h30
Local: Sala Walter da Silveira, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Endereço: Rua General Labatut, 27 – Barris, Centro
Entrada franca
18h – 19h20 – The New Black, de Yoruba Richen. EUA, legendado, 2013, 80min, 16 anos
The New Black é um documentário que narra a história de como a comunidade afro-americana está enfrentando questões relativas aos direitos LGBT à luz do movimento pelo casamento igualitário e da luta pelos direitos civis. O filme documenta o papel de ativistas, de famílias e do clero, em ambos os lados de uma campanha em prol da legalização do casamento gay, examina a homofobia dentro do pilar institucional da comunidade negra – as igrejas negras – e mostra a estratégia da direita Cristã de explorar esse fenômeno para perseguir uma agenda política anti-LGBT.
Debate:
Ivete Sacramento (SEMUR);
Professor Dr. Osmundo Pinho, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
Beata Angelica (Adida de Educação e Cultura do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro).
20h20 – Mostra Põe na Roda “humor e informação fora do armário”
§  III Feira de Negócios da Diversidade
Horário: 9h às 18h
Local: Canteiro central da Avenida Centenário ( lateral ao Shopping Barra)
Comercializando serviços e produtos diversificados envolvendo moda, arte, gastronomia e outros.
Apresentação de DJs
DJ Marcelo Marcs
DJ Jubelissima
DJ Leandro Fretz
DJ Daniel Lopes
§  Show de Lulu Santos (evento paralelo)
Local: Museu Du Ritmo (Comércio)
Abertura dos portões: 21h
Pista: R$ 80 (meia) e R$ 160 (inteira)
Lounge: R$ 120 (meia) e R$ 240 (inteira)
Camarote Open Bar: R$ 210 (valor único)
Pontos de venda:
Balcões A Tarde nos shoppings:
– Iguatemi (1° Piso)
– Paralela (1° Piso)
– Salvador (térreo)
– Salvador Norte (1° Piso)
– Itaigara (térreo)
Classificação: 16 anos
Classificação Camarote Open Bar: 18 anos
Informações: (071) 3032.0083
Realização: Arte Produções e Pida!
Forma de Pagamento: No site da Bilheteria Virtual cartões de crédito: Visa, Master, Elo e Diners. Nos outros pontos de venda: dinheiro, crédito e débito.
Parcelamento: 1° lote de Pista e Longe em até 3x sem juros no cartão.
DOMINGO, 13 DE SETEMBRO
 
§  Coletiva Imprensa da IV Semana da Diversidade e 14ª Parada Gay da Bahia
Horário: 11h
Local: Foyer do Teatro Castro Alves
Endereço: Largo do Campo Grande S/N – Centro
Premiação especial
Agraciados especiais
– Corte dos Estados Unidos pela aprovação do Casamento Civil entre pessoas do mesmo sexo. Senhora Beata Angelica (Adida de Educação e Cultura do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro).
– Site “Facebook” por disponibilizar ferramenta que coloria a foto do usuário com as cores da bandeira do arco-íris, símbolo do movimento LGBT.
§  14ª Parada Gay da Bahia
Horário: 11h às 21h30
Local: Praça do Campo Grande, Centro – Salvador
Palco da diversidade
Horário: 11h às 21h30
Apresentação de Michelle Loren, Scher Marie e João Figuer
 
Shows e Performances
Special kesting stars
 
– Mita Luxx
– Valrie O Hara
– Scarlet Sangalo Caborchard
– Luana Lins e Ivanele Vergma,
– Ferah Sanchine , Suzi di Costa e Kaysha Kurtner
– Natasha Vogue, Aisla Baterfly e Nathalia Strayker
– Bia Matier
 
15h às 21h – Apresentação de Bandas Musicais
Apresentação de João Figuer
 
15h30 – abertura oficial da 14ª Parada Gay da Bahia
Trio Institucional (GGB/Quimbanda Dudu)
Apresentação de Rick Bandeira, mestre de cerimônia
Percurso dos trios: Saída da Praça do Campo Grande, seguindo pela Avenida Sete de Setembro, Mercês, Piedade, São Bento, Praça Castro Alves, Rua Carlos Gomes, Rua Senador Costa Pinto, Avenida Sete de Setembro, Palácio da Aclamação. Saída às 15h30 com término às 20h.
Cortejo de trios
 
Trio Grupo de Mães pela Diversidade
Atração: Mr. Galiza e banda “Mais Amor por Favor”
 
Trio Bahia sem Homofobia
Atração: Musica eletrônica com DJ.
 
Trio Léo Kret do Brasil
Atração: Música eletrônica com DJs.
 
Trio Duzinho Nery Produções – Super D
Atração: DJ Well e convidados.
 
Trio Boate Tropical
Atração: Música eletrônica com DJs.
 
Trio Dion Santiago
Atração: Música eletrônica com DJs.
Trio Rádio Itapoan FM 97,5
Atração: Grupo Saiddy Bamba

Tags:, ,

>Link  

GGB convida Caetano para ser padrinho da Parada Gay
   Blog Diversidade   │     21 de julho de 2015   │     12:21  │  0

Tudo indica que a 14ª Parada Gay da Bahia – que acontece no dia 13 de setembro, no Campo Grande – será apadrinhada por um tropicalista. O cantor Caetano Veloso foi a personalidade escolhida pelos organizadores para ser o padrinho do evento este ano.

“Além de ser um artista respeitado no mundo todo, Caetano é um homem polêmico e sempre defendeu as minorias. Ficaremos muito felizes se ele aceitar o nosso convite. Será uma honra”, disse o presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira.

Segundo a assessoria de imprensa de Caetano Veloso, até a noite de desta segunda, 20, o cantor ainda não havia se manifestado sobre o convite feito pelo GGB. A assessoria antecipou, no entanto, que o artista, provavelmente, estará fora do Brasil no dia do evento, pois tem um show agendado na Espanha.

Gal Costa

Caso Caetano Veloso não possa estar presente na Parada Gay deste ano, o convite será feito para uma outra tropicalista: a cantora Gal Costa. “Gal é uma outra personalidade maravilhosa que fez parte do tropicalismo, um movimento que tem tudo a ver com a Parada Gay pelo caráter revolucionário”, afirmou Cerqueira.

O slogan deste ano é “Respeito por Direito”, escolhido por terem sido estas as duas palavras mais citadas em uma pesquisa realizada pelo GGB, na qual se perguntou: “O que você mais quer?”.

A 14ª Parada Gay da Bahia contará com dez trios elétricos e 12 atrações. Os nomes dos artistas ainda não foram divulgados. A expectativa é reunir cerca de 900 mil pessoas.

Segundo Marcelo Cerqueira, nesta edição haverá também duas premiações especiais. Uma concedida à Suprema Corte Americana, que legalizou, no dia 26 de junho deste ano o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.

O outro prêmio vai para os organizadores do Facebook, em apoio à causa gay. A rede social disponibilizou uma ferramenta para que os usuários insiram as cores do arco-íris – símbolo da militância LGBT – em seus avatares no dia da decisão da Corte Americana.

“Essas são ações que merecem ser reconhecidas e aplaudidas por todos nós”, diz Marcelo Cerqueira.

Tags:, , , ,

>Link