Tag Archives: Estados Unidos

Ser gay e latino em Orlando é mais do que uma luta
   Blog Diversidade   │     15 de junho de 2016   │     0:17  │  0

Orlando é uma cidade localizada no estado norte-americano da Flórida, no condado de Orange, do qual é sede. Foi fundada em 1873 e incorporada em 1875. A cidade está localizada na região central do estado, possuíndo um clima subtropical.

A Florida possui hoje uma população totalizada em 255.483.00 habitantes

A Florida possui hoje uma população totalizada em 255.483.00 habitantes

O massacre em uma boate LGBTT no domingo em Orlando desatou uma onda de solidariedade sem precedentes para com a comunidade gay, e também recordou que ainda restam muitos obstáculos a superar para este grupo, principalmente para os hispânicos.

A ajuda não para de chegar. O pessoal do Center, o maior centro de acolhida da comunidade LGBTT (lésbicas, homossexuais, transsexuais e trangêneros) está distribuindo a todo vapor a comida e a bebida que chegam, mas não está dando conta.

O McDonald’s enviou um novo carregamento, afirma, emocionada, Dee Richter, mãe de Rob Domenico, um dos administradores do centro.

No domingo, respondendo ao chamado do centro, 200 psiquiatras e psicólogos se apresentaram para atender aos familiares das vítimas ou a qualquer pessoa que precisasse de apoio.

O massacre na discoteca gay Pulse deixou 49 mortos – além do agressor – e mais de 50 feridos.

 Uma coleta para arrecadar fundos foi lançada pelos familiares e os feridos através do site gofundme. Já foram arrecadados 257.000 dólares, segundo uma medicação feita até a noite de segunda-feira.

“É incrível ver o número de ligações que recebemos de pessoas que nos perguntam como podem ajudar”, explica, entusiasmado, Rob Domenico.

“Para mim, é uma das razões pelas quais fomos um alvo. Mostramos como as duas comunidades (LGBT e heterossexuais) podem funcionar bem juntas”, observa.

Justo uma semana antes do atentado, Orlando recepcionou os “Gay Days”, um evento festivo pouco conhecido fora da comunidade, mas que atrai cerca de 150.000 pessoas de todas as partes.

O gerente do estabelecimento gay Parliament House, Tim Evanicki, disse ter notado este ano um número significativo de casais heterossexuais durante um show do “Gay Days”.

– O peso da religião –

Essa mistura e a onda de solidariedade a favor da comunidade LGBTT depois do ataque mostram um avanço. Mas o atentado assinala também que inúmeros obstáculos persistem.

“Se você está nas redes sociais, é repugnante ver como os evangélicos (protestantes radicais) postam mensagens de ódio, dizendo que merecemos o que aconteceu”, observa Domenico.

“Tenho a esperança de que tudo isso vá ajudar as pessoas a se dar conta dos danos que causa esse discurso de ódio”, explica o pastor Kathy Schmitz, da First Unitarian Church, igreja conhecida por sua abertura para os LGBTT.

Islã ou cristianismo, o peso da religião continua presente entre os gays, principalmente na comunidade hispânica, da qual faz parte a maioria das vítimas do atentado.

“Em nossos países hispânicos, as pessoas são geralmente mais fechadas em relação aos gays”, explica Angel Garmendi, gay de origem porto-riquenha que trabalha em um hospital no qual foram atendidos os feridos depois do atentado.

Geralmente entre os hispânicos, “o homem heterossexual é muito machista e o homossexual se sente ainda mais intimidado”, explica.

Garmendi perdeu onze amigos no ataque. Em três casos, as famílias souberam ao mesmo tempo da morte e da homossexualidade de seus entes queridos.

“Foi um duplo choque para eles. Eles não aceitam”, conta. “Mas esse é o problema: por que não sabiam? Sem dúvida, é a discriminação que existe em nossa famílias”.

Para Mark Krueger, militante gay do estado da Geórgia, a religião está em franca oposição aos homossexuais, principalmente no sul dos Estados Unidos.

Para ele, o problema não é o grupo Estado Islâmico. “São os cristãos daqui, que dizem que os gays são pessoas ruins”.

Ele conta que um grupo de jovens o agrediu violentamente na saída de um bar de sua cidade, Savannah, sul do estado de Geórgia, em 2000.

Seu carro é regularmente alvo de danos durante a noite e foi salpicado com tinta rosa.

“A única razão pela qual continuo lá é peo clima”, afirma, algo decepcionado.

Até mesmo a cidade de Orlando, que parece tão aberta, tem seus problemas.

“Se você pega na mão de outro homem, se mostra afeto na rua, melhor ter cuidado”, alerta.

“As coisas evoluíram um pouco, mas apenas um pouco”, conclui.

Tags:, , ,

>Link  

Conheça mais 10 destinos gay friendly do mundo
   Blog Diversidade   │     5 de maio de 2016   │     0:00  │  0

Receber e atender de maneira adequada o publico gay é um diferencial que tem rendido muito a destinos turísticos pelo mundo todo. Trate-se da mítica San Francisco ou da descolada Berlim, da liberal Amsterdã, da boêmia Praga ou da exótica Bangkok, comprova-se um esforço por atender cada vez melhor as necessidades específicas deste público, considerado exigente e bastante sofisticado.

1. São Francisco, Estados Unidos
São Francisco, Estados UnidosSão Francisco é a cidade gay-friendly por excelência. Bandeiras arco-íris enfeitam as janelas dos apartamentos em vários bairros da cidade. O bairro de Castro provavelmente é o reduto gay mais conhecido do mundo: tem quase todos seus bares e lojas voltados para esse público. A semana do orgulho gay é coroada pela Parada do Orgulho Gay, Lésbico, Bissexual e Transgênero (GLBT), em que cerca de meio milhão de pessoas se divertem durante o último domingo de junho. Também durante o mês de junho ocorre o festival de cinema gay.

2. Sydney, Austrália
Em Sydney, gays e lésbicas são uma parte vital, bem-organizada e colorida da sociedade. Anfitriã dos Jogos Gays em 2002, Sydney também recebe o maior evento turístico do país, o Mardi Gras. A parada hedonista com tons políticos é seguida por mais de quinhentas mil pessoas. A vida de praia também ajuda a apimentar esta cidade australiana, cheia de corpos bronzeados.

3. Brighton, Inglaterra

Foto do site www.viagemnafoto.com.

Talvez seja por causa da associação de longa data de Brighton com a cena teatral, mas, por mais de 100 anos, a cidade tem sido um paraíso gay. A comunidade gay é formada por mais de 40.000 habitantes, quase um quarto de toda a população local. O bairro de Kemptown é onde tudo acontece, com uma série de bares, hotéis, cafés, livrarias e saunas com proprietários gays.

 4. Amsterdã, Holanda Conhecida como a capital gay e lésbica na Europa, Amsterdã teria uma população gay que chegaria a 30%. As estatísticas são provavelmente exageradas, mas o número de locais voltados para o público gay não são: mais de 100 bares, baladas, hotéis, livrarias, academias e todo tipo de serviço. Amsterdã recebe também a única parada gay a ser realizada sobre a água, nos canais da cidade. Em 2010, o evento reuniu, aproximadamente, 500 mil pessoas. Ainda maior é o Dia da Rainha, no dia 30 de abril, ao redor do Homomonument, dedicado àqueles perseguidos pelo nazismo em razão de suas preferências sexuais.

5. Berlim, Alemanha
Berlim, AlemanhaO liberalismo lendário de Berlim gerou uma das maiores cenas gays e lésbicas no mundo. O prefeito Kmaus Woxereit declarou: “eu sou gay, e isso é uma coisa boa”. Como convém a uma cidade descentralizada como Berlim, não há um distrito gay, embora exista um certo número de áreas gay friendly. Grandes multidões se voltam no início de junho para o Schwul-Lesbisches Strassenfest (a feira de rua gay e lésbica, em tradução literal), que serve de aquecimento para o Christopher Street Day, celebração GLBT que ocorre em várias cidades da Europa em junho.

6. Puerto Vallarta, México
Puerto Vallarta, MéxicoPuerto Vallarta, no México, tem se tornado um destino gay friendly nos últimos anos. Muitos hotéis, tours e cruzeiros na região estão voltados para o mercado homossexual. Encontre amigos e amigas na cidade em muitos dos bares de martini, boates de strip-tease e shows de drag queen.

7. Nova York, Estados Unidos
Os bairros de Chelsea e Greenwich Village em Nova York são sinônimos de vida gay. Um bom número de baladas tranquilas e bares gay continua a nascer no centro de Chelsea. Todos os movimentos, sejam de arte ou de moda, são fortes em Nova York, e o movimento gay não é exceção. A parada gay, realizada em junho, foi a primeira desse tipo no mundo e atrai visitantes dos mais distantes locais à cidade.

8. Rio de Janeiro, Brasil
A cena gay no Rio de Janeiro é muito ativa, apesar de ser menos visível do que em cidades como São Francisco ou Sydney. Eleito em 2009 o melhor destino gay, à frente de cidades como Buenos Aires, Londres e mesmo Sydney, o Rio conta com um grande número lojas, cinemas e baladas GLBT. A rua Farme de Amoedo, em Ipanema, é considerado point gay na capital carioca e é um excelente local para fazer amizades, relaxando com uma bela vista para o mar.

9. Praga, República Tcheca
Praga, República TchecaA boêmia cidade de Praga tem muita história e cultura. Em novembro, a capital da República Tcheca recebe um festival de filmes GLBT. Apesar da aceitação geral da cidade a casais do mesmo sexo, há uma cena gay segregada, e as demonstrações públicas de afeto não são aconselháveis.

10. Bangkok, Tailândia
Bangkok, TailândiaO movimento gay é único em Bangkok. A cultura tailandesa admite e aceita a homossexualidade. Mas, apesar de não haver discriminação, recomenda-se uma certa reserva em locais públicos. No entanto, você encontrará na cidade grande numero de karaokês, hotéis, saunas e salões de massagem voltados para a comunidade gay.

Fonte: Agência Andrés Bruzzone Comunicação

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

>Link  

Enquete mapeia preconceito e discriminação homo/lesbo/transfóbico e sexista no ambiente escolar
   Blog Diversidade   │     28 de fevereiro de 2016   │     23:23  │  0

Enquetes semelhantes estão sendo realizadas em outros oito países: Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, México, Estados Unidos e Israel.

Enquetes semelhantes estão sendo realizadas em outros oito países: Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, México, Estados Unidos e Israel.

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) e o Grupo Dignidade estão realizando uma enquete virtual com o objetivo de mapear a percepção de estudantes da educação básica sobre o preconceito e a discriminação no ambiente educacional relacionados a questões de gênero, orientação sexual e identidade de gênero.

O questionário pode ser acessado pelo endereço tinyurl.com/abgltpesquisa. As perguntas, voltadas principalmente a estudantes do Segundo Ciclo do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, abordam questões como a ocorrência de comentários homo/lesbo/transfóbicos e sexistas, outras situações de agressão e violência, conhecimento de políticas ou regras das escola no enfrentamento das discriminações, sentimentos dos/as próprios/as estudantes que respondem à enquete em relação à instituição educacional e em relação a si mesmos no ano letivo de 2015. A participação é anônima, sigilosa e se dá integralmente pela internet.

 Enquetes semelhantes estão sendo realizadas em outros oito países: Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, México, Estados Unidos e Israel. De acordo com os organizadores da enquete no Brasil, a ação visa “reunir subsídios para fundamentar políticas públicas que possam transformar as instituições educacionais em lugares mais seguros e acolhedores para estudantes LGBT”. Ainda conforme os organizadores, a enquete deverá ser repetida a cada dois anos a fim de monitorar eventuais mudanças nas instituições educacionais.

Tags:, , , , , , , ,

>Link  

Vai viajar para os EUA ? Veja a nossa dica de hotéis gay friends nos Estados Unidos
   Blog Diversidade   │     23 de fevereiro de 2015   │     0:00  │  0

Pesquisas recentes mostram que os gays gastam 30% a mais com turismo do que os heterossexuais. Para não perder este nicho, cada vez mais hotéis pelo mundo estão se especializando em atender o público LGBT. Os  Estados Unidos não fica de fora, e já há muito tempo as redes hoteleira voltada ao publico gay em USA, é umas das que mais crescem, investem e acreditam no poder de compra da comunidade gay, com o pensamento de por a mão no famoso Pink money.

Pensando em proporcionar um frisson mais que positivo em sua alma, e simplificar a sua ida aos Estados Unidos, segue a baixo a nossa dica de hotéis  Gay-Friend.

hotel Park Hyatt Washington

hotel Park Hyatt Washington

Localizado no centro da cidade de Washington, este hotel de luxo fica perto do aeroporto e perto de Francis Pool e Hospital da Universidade George Washington. George Washington University (0,7 km) e Casa Branca (1,5 km). Park Hyatt Washington oferece um restaurante e piscina interna, além de um spa de serviço completo e um bar/lounge. Os quartos oferecem TVs de tela plana com canais a cabo premium, além de banheiras, acesso de cortesia à internet sem fio e acesso de cortesia à internet de alta velocidade (com fio).  É um Hotel de luxo 5 estrelas em Washington (Dupont Circle), perto de George Washington University.

The Quincy Hotel

The Quincy Hotel

Localizado no coração de Washington, este hotel ideal para famílias fica perto de Farragut Square, Charles Sumner School Museum and Archives e Catedral de São Mateus Apóstolo. Francis Pool (1 km) e Lafayette Park (0,7 km). The Quincy oferece um restaurante, um bar/lounge, acesso de cortesia à internet sem fio e um mensageiro. Além de cozinhas americanas e acesso de cortesia à internet sem fio, os quartos também têm acesso de cortesia à internet de alta velocidade (com fio), geladeiras e micro-ondas a sua disposição.

Capitol Hill Hotel

Capitol Hill Hotel

Este hotel ideal para a família fica em Washington (Capitol Hill), perto de Biblioteca do Congresso, Eastern Market e United States Botanic Garden. Sewall-Belmont House and Museum (0,7 km) e Bartholdi Fountain (0,8 km). Capitol Hill Hotel oferece acesso de cortesia à internet sem fio, acesso de cortesia à internet de alta velocidade (com fio), um mensageiro e serviço de lavanderia e lavagem a seco. Nos quartos, você tem cozinhas americanas, acesso de cortesia à internet sem fio, acesso de cortesia à internet de alta velocidade (com fio), geladeiras e micro-ondas a sua disposição.

The Ritz Carlton New York

The Ritz Carlton New York

Situado na Madison Avenue, no coração de Manhattan, o The Carlton fica a poucos passos de muitas atrações de Nova York como o Empire State Building, o Central Park e a 5ª Avenida. Elegância e requinte caracterizam este hotel, que recebe seus hóspedes com uma cachoeira no lobby e tem móveis e decorações que fazem de cada um de seus quartos uma obra de arte. As diárias com café da manhã num quarto com cama queen-size e TV de 42 polegadas custam em media R$ 690.

The Out NYC Hotel

The Out NYC Hotel

Este resort urbano está localizado no bairro de Hell’s Kitchen, possui um pátio, casa noturna e quartos com TV de tela plana. Está situado a 10 minutos de caminhada da Avenida Times Square, da área de Theater District e da Estação de Metrô 42nd Street. Os quartos de estilo contemporâneo do Out NYC contam com roupa de cama macia, mesa de trabalho e base para iPod. Além disso, os banheiros privativos oferecem amenidades de banho de cortesia e roupão de banho. O elegante restaurante KTCHN espera por você com pratos da culinária americana para o brunch, almoço e jantar. No The Out você pode desfrutar do centro de bem-estar com academia, sauna, sala de massagem e 2 banheiras de hidromassagem espaçosas, localizadas em um saguão coberto por uma estrutura de vidro. Destacam-se também o 42 West com 1.300 m² de entretenimento ao vivo e um jardim reconhecido internacionalmente. O saguão conta com exposições de arte contemporânea. O The Out NYC está a 1,5 km do Rockefeller Center e do Lincoln Center. Já o Central Park fica a 5 minutos de metrô da propriedade. Midtown West é muito recomendado pelos hóspedes para: Compra de Sapatos, Corridas, Degustação de Vinhos.

Sobre Chelsea Inn Hotel

Sobre Chelsea Inn Hotel

Instalado em dois prédios do século 19 renovados, Chelsea Inn tem o ar de uma antiga casa de campo. Os quartos são grandes para Nova Iorque e os studios e suítes gigantes. Chelsea Inn é um prédio de quatro andares, sem elevador, que oferece uma variedade de stuítes e studios, todos com banheiros privativos, ou dormitórios com banheiros semi-privativos (compartilhados com outro quarto). Todos os quartos possuem geladeira, cafeteira e pia. Pratos e talheres são disponibilizados sob pedido, um extra bem-vindo se você está em um orçamento apertado.  O café-da-manhã continental está incluso no preço e é servido pela Nana’s Treats, a cafeteria ao lado, das 7h às 10h, e inclui pães frescos, café, chá, suco ou frutas (recomendamos os deliciosos bolinhos de mirtilo (cranberry) e empanado de maçã). A hospedagem fica localizada em Chelsea, uma das regiões mais badaladas da cidade, com uma variedade tanto sofisticada quanto boêmia de lojas, restaurantes, bares e clubes.

Stiles Hotel South Beach

Stiles Hotel South Beach

Localizado em frente à praia e a 5 minutos a pé dos restaurantes e bares da Ocean Drive (avenida beira-mar), este hotel boutique em South Beach oferece 3 piscinas em um amplo pátio. As acomodações do South Beach Hotel Stiles são coloridas e decoradas em estilo boêmio (artístico) Os quartos são equipados com TV de tela plana e relógio despertador com uma base para iPod. O Stiles Hotel conta com 2 restaurantes no local, o The Gold Bar e o Primrose. O serviço de concierge e a recepção 24 horas estão disponíveis para sua conveniência. O Hotel Stiles fica a 10 minutos de carro do centro de Miami. O resort está situado a 20 minutos de carro do Aeroporto Internacional de Miami. South Beach é muito recomendado pelos hóspedes para: Sushi, Galerias de Arte, Música ao Vivo.

The Clay Hotel

The Clay Hotel

Este hotel está situado no Bairro Art Déco, em Miami Beach, a 5 minutos a pé do Oceano Atlântico. A propriedade possui garrafa de água mineral gratuita e café da manhã continental. Os quartos do The Clay Hotel oferecem decoração branca contemporânea, geladeira, ventilador de teto e TV via satélite. Alguns quartos também dispõem de cofre e varanda. Este hotel foi originalmente construído em 1925 e inclui WiFi gratuito em todos os quartos. Para sua comodidade, a propriedade conta com serviço de mensageiro, recepção 24 horas e lavanderia. O The Clay Hotel fica a menos de 1,6 km do Flamingo Park and Pool (parque aquático), do Museu de Arte Bass e do Memorial do Holocausto em Miami Beach. South Beach é muito recomendado pelos hóspedes para: Sushi, Galerias de Arte, Música ao Vivo.

Casa Luna San Francisco

Casa Luna San Francisco

A Casa Luna San Francisco está localizada no centro da cidade, rodeada por uma variedade de restaurantes, a menos de 1 quarteirão da estação de metrô. Oferece apartamentos privativos com conforto e comodidades de uma casa. A propriedade dispõe de 2 apartamentos grandes com 2 quartos e 2 banheiros, 1 apartamento estúdio e 1 apartamento amplo com 1 quarto. Estes apartamentos privativos apresentam cozinha completa com equipamentos de qualidade. As camas possuem lençóis europeus e colchões firmes. Você pode contar também com máquina de lavar e secar roupa. Depois de um dia agitado, aproveite para assistir um DVD na TV de tela plana ou para usufruir do acesso à internet de alta velocidade. Você pode ainda relaxar na varanda térrea ou no jardim paisagístico.

Agora é só se jogar. E se poder, lembra do blogueiro aqui, trás ao menos uma lembrancinha. Pode ser um DKY Gold Delicious Million Dollar Fragrance Bottle.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,

>Link