Baile “Glam Gay”: Fique por dentro de tudo que rolou no evento realizado pelo carnavalesco Milton Cunha
   Blog Diversidade   │     16 de fevereiro de 2015   │     15:24  │  0

Carnavalesco Milton Cunha

Carnavalesco Milton Cunha

O artista plástico, carnavalesco e agitador cultural multimídia Milton Cunha, promoveu no ultimo dia 11 deste mês, na quadra da Escola de Samba Mangueira, a primeira edição do Baile de Carnaval Glam Gay no Rio de Janeiro. Plumas, paetês e muito strass. Foi com todo esse esplendor que os organizadores do Baile Glam Gay, fez sua primeira edição nesta ultima quarta-feira na quadra da verde e rosa.

Um concurso de fantasias abriu o baile às 21h30 e daí para a frente a animação ficou por conta da orquestra Céu na Terra, do grupo Art Jr., do DJ Edu Saad e da Bateria da Mangueira.

Milton Cunha ressalta a importância do evento, na visibilidade massiva dos artistas LGBT durante o carnaval, dai então veio a ideia de incluir na programação um concurso de fantasias de luxo, onde já a partir da entrada, os participantes já entravam desfilando em uma passarela que foi montada na entrada da quadra, para que o público apreciasse as fantasias.

O baile ainda contou com a participação de David Brazil como rei, Rogéria como rainha, Elke Maravilha como musa gay e Samile Cunha como a drag queen oficial.

A festa que teve como júri dos concursos do baile o promoter David Brazil, a apresentadora Elke Maravilha, a atriz Rogéria e a escritora Samile Cunha, votaram nas três seguintes categorias julgadas: luxo, originalidade e boneca, com desfile de biquíni, que escolheu a travesti e a transexual mais bela do baile. Os ganhadores levaram o troféu e prêmio de R$ 1 mil reais.

Cunha diz que a experiência de décadas como destaque de alegoria nas escolas de samba fez o diferencial para dois candidatos ao título de fantasia luxo masculino. Carlinhos Bragança, de 58 anos, e Silvinho Fernandes, 54, já disputaram tradicionais concursos e afirmaram que confeccionar seus próprios figurinos fez e faz toda a diferença. “Há figurinos que levam mais de três meses para ficar prontos”, contou Carlinhos. “Sempre desfilei com fantasias que fiz e foi tudo do meu próprio bolso”, destacou Serginho.

O produtor do baile Glam Gay e destaque da Mocidade, Rodrigo Leocádio, 35, gastou em um figurino, o equivalente a um carro popular. “É muito investimento, mas ver o trabalho pronto compensa”, declarou Rodrigo, que apostou que o novo baile será o evento mais bombado dos principais Carnavais do Rio. “Estamos sem baile com concurso de fantasia há três anos. Este tipo de evento se perdeu, principalmente, porque as últimas versões não tinham credibilidade”, apontou o produtor.

Sem sombra de duvidas o evento retomou o glamour dos grandes bailes de Carnaval, e entrar de vez no calendário da cidade maravilhosa.

Tags:, , , , , , , , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *