Travesti teve dedos arrancados e rosto desfigurado antes de morrer
   Blog Diversidade   │     13 de novembro de 2014   │     10:58  │  0

f585b4650e00286318749f686bde253eNa manhã deste domingo (09), moradores do Km 30 da BR-364 sentido Rio Branco/ Porto Velho, encontraram dentro do igarapé Iquiry o corpo de uma pessoa que ainda não foi identificada.

Os moradores acionaram a Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e o IML para ajudar na retirada de um corpo. Segundo informações, aparentemente pode se tratar de uma travesti. Após a identificação será possível dar início às investigações. A única certeza é que a vítima foi brutalmente torturada antes de morrer ao ponto de ficar com o rosto desfigurado e ainda ser atingido com um tiro a queima roupa no Abdômen.

banner4Como o corpo foi encontrado na região da Judia do município de Senador Guiomard, provavelmente contará com o auxílio da Divisão de Investigação Criminal- DIC.

O corpo foi conduzido para o IML de Rio Branco.

O caso abalou tanto os moradores da região, ao ponto do padre da Diocese de Rio Branco, usar a sua página no Facebook para publicar uma foto da missa e comentar a morte da jovem, que tinha apenas 16 anos.

“Um jovem sem nome, encontrado morto e torturado, dedos decepados, acorrentado num tronco de uma árvore e jogado no fundo do rio Iquiry“,

“Neste caixão ficam enterrados 16 anos de exploração sexual, de tráfico humano, um arquivo de nomes obscuros da sociedade acreana”.

Senhor Jesus, esta morte bárbara não seja em vão. Amem“, disse o padre Mássimo Lombardi na missa de corpo presente que realizou.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *