Como ajudar um amigo religioso que não consegue se assumir gay?
   Blog Diversidade   │     2 de junho de 2014   │     0:00  │  20

Artigo.

Por: Fátima Protti – psicóloga, terapeuta sexual e de casal. Pós-graduada pela USP e autora do livro “Sexo, Amor e Prazer”.

Sexóloga Fátima Protti explica que é possível ajudar no processo de aceitação da homossexualidade de alguém, mas é preciso respeitar o tempo de cada pessoa

Sou gay assumido, minha família me aceita e me respeita. Tenho um amigo que não vive a mesma situação, infelizmente. Ele é homossexual, já se relacionou com homens, mas não consegue se aceitar. Tanto ele quanto a família são muito religiosos, acho que isso interfere na maneira dele lidar com a própria sexualidade. Tenho vontade de ajudá-lo. Como posso fazer isso?

Caro leitor, qualquer atitude insistente da sua parte pode ser entendida e sentida como uma grande pressão ou agressão. Às vezes, nossa boa intenção em ajudar prejudica uma grande amizade, enterrando de vez a mínima possibilidade de estar ao lado desse amigo para poder apoiá-lo no momento oportuno. No seu caso, acredito que é melhor deixá-lo à vontade. Torcer para que num futuro muito próximo ele se liberte dos grilhões que o aprisionam.

No entanto, se existe entre vocês intimidade e cumplicidade, você pode ajudá-lo nesse processo de aceitação, mesmo que seja de uma maneira sutil. Aos poucos, promova saídas e atividades de lazer com a presença de outros amigos gays. Isso facilita a identificação e a troca de ideias.

Conversas gerais sobre o tema também auxiliam na reflexão. Uma publicação sobre diversidade sexual ou homossexualidade pode ser um presente útil, fornecendo temas para esses bate-papos. Indico para você um livro legal neste sentido. A obra “O Armário – Vida e Pensamento do Desejo Proibido” (Editora Independente), de autoria de Fabrício Viana.

É preciso entender que a sociedade ainda trava uma luta com seu próprio preconceito em relação à homossexualidade. Para um número grande de pessoas, ela é entendida, equivocadamente, como uma patologia ou uma anormalidade, apesar de a Associação Americana de Psiquiatria ter tirado esta orientação homossexual do quadro das doenças mentais, em 1973. A Organização Mundial de Saúde fez o mesmo em 1993.

O preconceito em nossa sociedade tem raízes profundas, pois ao longo do tempo foram construídas ideias e crenças sobre nossa sexualidade, sem fundamentos, e com a intenção de controle e dominação.

A família, a religião, o trabalho e os amigos podem facilitar ou dificultar a saída do armário. Aliás, está é uma maneira precisa que descrever o ato de assumir publicamente uma orientação sexual.

Mas a saída do armário fica muito difícil se a pessoa ainda não aceitou plenamente a própria orientação homossexual, entendendo que é normal desejar e se relacionar afetivo e sexualmente com outra pessoa do mesmo sexo.

Todo esse processo é delicado e, na maioria das vezes, longo. É único, pois implica vários aspectos da história de vida de uma pessoa. O medo, a culpa e a vergonha estão sempre presentes, principalmente quando o desejo aparece. É preciso tempo para ressignificar aquilo que a impede de assumir de fato a sua homossexualidade.

É a partir daí que o seu amigo ou qualquer pessoa na mesma situação que a dele vai construir seus relacionamentos, uma vida emocional e sexual saudável.

>Link  

COMENTÁRIOS
20

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

    1. thay

      E você, “cidadão”, deve ser mais um, que se incomoda com a vida alheia, porque não tem coragem de assumir o que gosta, ou não entende os preceitos bíblicos de respeitar o próximo, mesmo sem concordar com eles! As diferenças existem para tornar o mundo ainda melhor. Mas, gente intolerante como você é que exala violência e hipocrisia! Você deveria se tratar… Deve haver um tratamento pra quem não aceita diferenças! VIVA À DEMOCRACIA!

      Reply
      1. Cidadão

        Vc é quem deve se tratar. Pouco me importa a vida alheia, a não ser que isso venha a me prejudicar no futuro, como anda acontecendo CLARAMENTE nos tempos de hoje. Não há de se mudar costumes DA MAIORIA pq uma minoria se sente ofendida. Sou à favor da FAMÍLIA e não da desmoralização que pregam esses ativistas homossexuais feito vc! Respeito contanto que não queiram destruir a palavra de DEUS (como eles sempre fazem) e hostilizar o cidadão de bem. Vc é só mais uma que não tem noção do que fala. A palavra de DEUS CONDENA o homossexualismo e se vc não sabe disso, LEIA. TODOS somos iguais perante a lei e ninguém tem que ter privilégios na aplicação da justiça (como vcs querem) e na casa de DEUS NUNCA haverá essa prostituição.

        Reply
  1. Futura Psicologa.

    Olha só, se ele tem dúvida sobre a sua sexualidade, ele deveria seguir o caminho que se sinta bem. Pois, prazeres todo mundo tem, não só em relação a sexualidade, de repente ele só teve curiosidade… Um amigo gay conduzi-lo para o ato, você não acha forçar a decisão?! Cada um deve seguir o seu caminho. O psicologo lhe mostra e orienta sobre os dois caminhos, ele segue o que lhe faz “bem”, nem tudo que a gente gosta faz bem para nós, o caminho certo vem do interior, e as consequências são suas, e depois não culpe a ninguém por suas atitudes.

    Reply
  2. Eduardo

    Isso é uma verdadeira contradição, o movimento LGBT conseguiu com alguns partidos nanicos a cassação do registro de uma psicologa que orientava homossexuais que não desejava permanecer gay, como é que agora uma sexóloga pode ajudar a pessoas sairem do armário. Fala-se em preconceito mais é preciso mesmo rever os conceitos. Preconceito é ir para uma porta de uma igreja para estarem se beijando, está chamando parlamentar de bicha enrustida e achar que todo mundo deve aceitar a causa homossexual, uns gostam de carne outros são vegetarianos, porém nem todo mundo é igual, por isso que vivemos numa democracia, você poder ser o que for, porém não pode obrigar ninguém a nada. Espero que este comentário seja publicado.

    Reply
    1. Cidadão

      Cassaram o registro dela tb com a desculpa de que ela se dizia CRISTÃ em suas consultas. Acredita? Pesquise e verá! Eles (ativistas gays) dizem que querem direitos iguais mas isso é BALELA, HIPOCRISIA! Querem ter muito mais direitos do que a gente e SÃO INTOLERÁVEIS com nossas opiniões. Só precisa vc dizer que não se identifica com o homossexualismo que já é taxado de homofóbico. São ridículos!

      Reply
    2. Cidadão

      E é essa uma das provas! Ela não podia ajudar um homossexual QUE NÃO ACEITASSE a sua “situação” e A PROCURASSE para pedir ajuda. ISSO NÃO PODE! Se vc se tornar um homossexual, TEM QUE SER e ponto final. PALHAÇADA!

      Reply
  3. Eduardo

    Isso é uma verdadeira contradição, o movimento LGBT conseguiu com alguns partidos nanicos a cassação do registro de uma psicologa que orientava homossexuais que não desejava permanecer gay, como é que agora uma sexóloga pode ajudar a pessoas sairem do armário. Fala-se em preconceito mais é preciso mesmo rever os conceitos. Preconceito é ir para uma porta de uma igreja para estarem se beijando, está chamando parlamentar de bicha enrustida e achar que todo mundo deve aceitar a causa homossexual, uns gostam de carne outros são vegetarianos, porém nem todo mundo é igual, por isso que vivemos numa democracia, você poder ser o que for, porém não pode obrigar ninguém a nada. Espero que este comentário seja publicado.

    Reply
    1. Cidadão

      Cassaram o registro dela tb com a desculpa de que ela se dizia CRISTÃ em suas consultas. Acredita? Pesquise e verá! Eles (ativistas gays) dizem que querem direitos iguais mas isso é BALELA, HIPOCRISIA! Querem ter muito mais direitos do que a gente e SÃO INTOLERÁVEIS com nossas opiniões. Só precisa vc dizer que não se identifica com o homossexualismo que já é taxado de homofóbico. São ridículos!

      Reply
  4. Estudante

    “O preconceito em nossa sociedade tem raízes profundas, pois ao longo do tempo foram construídas ideias e crenças sobre nossa sexualidade, sem fundamentos, e com a intenção de controle e dominação.” SEM FUNDAMENTO SÃO AS SUAS PALAVRAS. SEUS PAIS NÃO TIVERAM FUNDAMENTO GUANDO LHE EDUCARAM? OU ATÉ ELES MESMO QUANDO FORAM EDUCADOS? TODOS SEGUEM A DEUS, E A SUA PALAVRA, MESMO COM FALHAS, POIS ELE É O NOSSO CRIADOR. NINGUÉM PODE MUDAR AS SUAS PALAVRAS,É UMA VERGONHA DIZER NÃO EXISTE FUNDAMENTOS, É UMA PENA VOCÊ NÃO SENTIR DEUS… ATÉ OS GAYS TEM MEDO DE MORRER… DIFICIL É ACEITAR A VERDADE, VERDADE ESTA QUE EXISTE UM CRIADOR, E SE DEUS, E QUE NEM TODOS ACEITAM, MAS, BUSCAM DESCULPAS, ATITUDES DESAPROVADAS. MAS É CULPA DE DEUS TODO O MAL? NÃO! ELE AJUDA AQUELES QUE TOMAM O CAMINHO CERTO, NÃO É PRECISO SER EVANGÉLICO, MAS É PRECISO SEGUIR OS SEUS PRECEITOS E A SUA PALAVRA, SE ARREPENDER E TER VIDA ETERNA. PORÉM, VC SÓ ENCONTRA O ACEITANDO E SEGUINDO O SEU CAMINHO DENTRO DE UMA IGREJA.

    Reply
  5. soldado bombeiro saulo

    Normal?Onde que o sexo entre duas pessoas é normal?Só se for na cabecinha desses psicólogos medíocres que não enxergam um palmo além do nariz e insistem em dizer que tal relação é normal,pois não é,porque o normal é o relacionamento que pode gerar filhos e aí eu pergunto:é da bunda dos homossexuais que vai nascer uma criança ou é do vibrador usado pelas mulheres homossexuais que vai sair o espermatozóide para penetrar no óvulo?

    Reply
  6. soldado bombeiro saulo

    Normal?Onde que o sexo entre duas pessoas é normal?Só se for na cabecinha desses psicólogos medíocres que não enxergam um palmo além do nariz e insistem em dizer que tal relação é normal,pois não é,porque o normal é o relacionamento que pode gerar filhos e aí eu pergunto:é da bunda dos homossexuais que vai nascer uma criança ou é do vibrador usado pelas mulheres homossexuais que vai sair o espermatozóide para penetrar no óvulo?

    Reply
  7. BOBAGENS

    Quanta ignorância. Caro “CIDADÃO”, ninguém é homosexual porque quer. nós nascemos assim e vamos morrer assim. Nossas opções são:escolher assumir o que somos ou sermos enrustidos e vivermos ao lado de pessoas preconceituosas como vc. As vezes não entendo pq as pessoas se sentem tão ofendidas com a homosexualidade. Das duas, uma: são enrustidos e não se aceitam ou são pessoas preconceituosas e intolerantes. Concordo que temos os mesmos direitos, porém lutamos por leis que nos apoie e que não tolere homofóbicos como vc. O mundo precisa de paz e respeito ao próximo e não de preconceito a diversidade.DEUS sabe tudo e sabe o que há nos corações de cada um.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *