Semana da Diversidade e Parada Gay deve reunir 500 mil participantes em Salvador
   Blog Diversidade   │     14 de agosto de 2013   │     0:00  │  1

Luiz Mott e o cantor baiano Geônimo

Em setembro próximo – de 2 a 8 -, Salvador deve reunir 500 mil pessoas durante a II Semana da Diversidade, que terá como ponto alto a 12ª Parada Gay da Bahia, com o tema ‘Somos milhões: estamos em todos os lugares’. A programação foi apresentada nesta segunda-feira (12), no Centro de Convenções da Bahia, na capital, por representantes do Grupo Gay da Bahia e do Governo do Estado, para o trade turístico, artistas e imprensa.

“Nós conseguimos aperfeiçoar este grande evento turístico, com o acréscimo de uma semana inteira de eventos, a semana da diversidade”, afirmou o secretário do Turismo, Domingos Leonelli. Segundo ele, a iniciativa estimula a vinda e a permanência do turista no estado. “Isso enriquece muito a parada, garante à Bahia uma maior diversidade e, como consequência, os hotéis, bares e restaurantes devem ficar mais cheios, gerando demanda de serviços em toda a cadeia produtiva do turismo”.

O presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, disse que “a Bahia tem saído na frente no combate à homofobia não somente por ter já começado a pensar um conselho LGBT no Estado, mas também por ter criado uma coordenação para o segmento, dentro da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos”. Para ele, o apoio à semana da diversidade é uma extensão das ações já realizadas pelo Estado. “A Bahia tem se mostrado como um estado realmente gay friendly”.

Trade turístico

Representante do trade turístico, Adriano Bernardino afirmou que há uma equipe comercial grande no Brasil, trabalhando em várias capitais, e que está divulgando o evento junto a agências e operadoras. “Assim, esperamos receber pessoas que vêm participar. É um perfil de público que gasta e consome bastante, não somente com hospedagem. A expectativa é um incremento de 15% na ocupação neste período”.

Promoção do evento começou em junho

As ações de promoção do evento baiano começaram a ser feitas na Parada Gay de São Paulo, no último mês de junho, e com a realização de uma pesquisa de demanda LGBT com 1.037 questionários aplicados. O resultado aponta que 16,5% dos entrevistados já participaram da Parada Gay de Salvador, 96,2% esperam conhecer a parada soteropolitana e 91,6% consideram a Bahia um destino gay friendly.

Das pessoas abordadas, 58% são homens, 40,5 % têm entre 25 e 31 anos, 95,6% são brasileiros e 58% paulistanos. Segundo a pesquisa, 58% acham que a segurança é o item principal para o sucesso de uma parada gay e 63,2% admitem que a diversão noturna na cidade também não pode faltar em eventos LGBT.

Potencial

De acordo com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat-GLS), o universo LGBT representa 6% dos consumidores brasileiros e o perfil deste público tem um gasto médio quatro vezes maior que o turista convencional de lazer.

Atrações incluem trios elétricos, teatro, cinema e palestras

O ponto alto da Semana da Diversidade será mesmo o desfile de 12 trios elétricos, com artistas de todos os ritmos, que vão do samba a axé-music, passando pela música eletrônica. Já estão confirmados Cortejo Afro, Jota Velloso, Carla Cristina, Marcia Bellas, Cabeça de Nós Todos, Samba Maria, Cláudia Costa, Aloísio Menezes, Bailinho de Quinta, Gabriel Póvoas, Afro Jhow e Sine Calmon.

Um Festival de Cinema está programado na Biblioteca Pública do Estado, nos Barris, com 25 filmes da mostra competitiva do Mix Brasil, entre curtas, médias e longas-metragens. Os seminários contarão com a participação da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e do ex-ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Promovida pelo Grupo Gay da Bahia e Bahiatursa conta com o apoio das secretarias estaduais do Turismo (Setur), da Cultura (Secult), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), de Comunicação Social (Secom), da Saúde (Sesab), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), da Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) e da Prefeitura de Salvador.

 

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *