Haddad assina portaria e confirma apoio da Prefeitura à Parada de São Paulo
   Blog Diversidade   │     16 de janeiro de 2013   │     0:00  │  0

Prefeito de São Paulo documenta a realização da 17ª Parada na Avenida Paulista e garante apoio logístico e de infraestrutura do município para a manifestação.

Na foto, o presidente da APOGLBT, Fernando Quaresma e o prefeito de SP Fernando Haddad

Ao completar seu décimo dia de mandato na prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad assinou na última sexta-feira (11) a portaria que garante a realização da 17ª Parada do Orgulho LGBT na Avenida Paulista. O ato ocorreu durante a cerimônia de posso do novo Secretário de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili.
A portaria, além de liberar a principal via da cidade para a realização da manifestação no dia 2 de junho deste ano, também institui a Comissão Organizadora que, no âmbito da Prefeitura, atuará através de subgrupos temáticos com o objetivo de assegurar todo o apoio logístico e de infraestrutura que o governo municipal prestará à atividade.
Para Julian Rodrigues, coordenador Geral de Assuntos da Diversidade Sexual da prefeitura, o ato de hoje assinala o compromisso do prefeito Fernando Haddad e do Secretário Rogério Sottili com a Parada LGBT e com o enfrentamento à homofobia em São Paulo. “Foi um compromisso de campanha de Haddad dar todas as condições para a realização segura e tranquila das Paradas do Orgulho LGBT, que já são símbolo de São Paulo e de sua diversidade”.   Aproximação e diálogo.
Às vésperas da 16ª Parada – que ocorreu no dia 10 de junho de 2012 – o então pré-candidato a prefeito procurou a APOGLBT para uma fazer uma visita à sua sede. Na ocasião, Haddad foi recebido pela direção e coordenadores da entidade que apresentaram o trabalho de organização do Mês do Orgulho LGBT de São Paulo, falaram sobre a relação entre a prefeitura e a Associação e sobre as demandas do movimento.
“Vim aqui para desejar sucesso ao evento e ouvir as reivindicações do grupo”, disse Haddad à imprensa durante o encontro em 6 de junho passado, no qual se comprometeu, caso fosse eleito, viabilizar uma maior aproximação e diálogo aberto entre o Executivo Municipal e a APOGLBT, assim como seguir disponibilizando a infraestrutura e a concessão dos espaços públicos para a realização das atividades.

O combate à homofobia, a valorização da cidadania LGBT e a conquista de direitos para essa população também foram pauta da reunião.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *