Jornalista/militante LGBT Goiano é assassinado em Pernambuco
   Blog Diversidade   │     19 de novembro de 2012   │     14:24  │  6

O jornalista goiano Lucas Cardoso Fortuna, 28, foi encontrado morto na manhã deste domingo (18/11), na praia de Cabo de Santo Agostinho, próxima à cidade de Recife, no Estado de Pernambuco. Segundo informações de uma amiga próxima do rapaz, o corpo foi encontrado trajando apenas cueca, com sinais de espancamento e todo ensanguentado.

A amiga informou que Lucas teria ido para Cabo de Santo Agostinho a serviço da Federação Goiana de Voleibol, para ser árbitro de um campeonato.

Ele teria sido visto pela última vez no hotel em que estava, na noite de sábado (17/11). Na manhã de domingo,como não foi encontrado no quarto, os amigos suspeitaram que ele estivesse desaparecido e começaram uma busca pela redondeza. A praia em que Lucas foi encontrado fica bem próxima ao hotel.

O pai do rapaz foi até Recife, neste domingo, para tratar da tramitação burocrática e buscar o corpo para fazer o velório na capital goiana. Lucas era presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), no município de Santo Antônio de Goiás, e militante ativo do Movimento Gay, em Goiânia.

Além disso, foi fundador do Grupo Colcha de Retalhos, que luta pela causa LGBT na UFG. Organizou diversas paradas gays na capital goiana e lutou pela aprovação do Projeto de Lei 122, que assegura a punição à homofobia no Brasil. Professores lamentam Em nota enviada por e-mail para professores, alunos e ex-alunos, o Prof. Dr. do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Goiás, Juarez Ferraz de Maia, lamentou a morte de Lucas Fortuna. “Tudo leva a crer tratar-se de um crime homofóbico pelas agressões sofridas. Lucas Fortuna era um militante da causa gay e combatia a intolerância e a violência através de suas ações pacíficas e brilhante oratória . Durante anos foi um dos organizadores em Goiânia da Parada Gay”, escreveu o professor na nota.

Juarez Maia ainda ressaltou que a professora Angelita Lima também lamentou profundamente a morte do ex-estudante de jornalismo da UFG. Em mensagem enviada por e-mail, a professora escreveu que está “profundamente abalada”. A nota segue dizendo: “O Lucas foi o meu braço direito enquanto estive na coordenação do curso e foi o responsável por grandes feitos e vitórias no curso de Jornalismo.

Brilhante, inteligente e inquieto. Foi uma grande liderança social e do movimento estudantil. Sempre muito precoce em tudo. Acho que ele foi feliz”.

Em nota a ABGLT  e a ARTGAY lamentam e pedem rigor nas investigações

Nota de Pesar da ABGLT

ABGLT dá os sinceros pêsames aos(as) amigos(as), parentes, companheiros(as) de militância de Lucas Fortuna (28 anos) pelo seu assassinato ocorrido nas primeiras horas deste domingo (18) em Cabo de Santo Agostinho (PE). Lucas era um militante da causa LGBT e combatia a intolerância e a violência através de suas ações pacíficas e brilhante oratória.

Durante anos foi um dos organizadores em Goiânia da Parada Gay Lucas também era do movimento estudantil e contribuiu para que houvesse uma Secretaria LGBT na Diretoria da UNE. Também foi coordenador da regional Centro-Oeste da Executiva Nacional de Estudantes de Comunicação Social (Enecos) nos anos de 2005 e 2006 Jornalista, Lucas também era presidente do Diretório Municipal do PT de Santo Antonio de Goiás.

Tudo leva a crer tratar-se de um crime homofóbico pelas agressões sofridas. As agressões físicas verificadas no corpo de Lucas caracterizam-se pelos requintes de crueldade típicos dos crimes motivados por homofobia. Desta forma, solicitamos das autoridades de segurança pública do Estado de Pernambuco a apuração dos fatos e elucidação do crime com responsabilização judicial de seus autores.

A incidência de crimes homofóbicos em nosso país, impõe às autoridades constituídas, sobretudo o Congresso Nacional, a necessidade de aprovação de legislação especifica (PLC 122) que coíba essa prática tão naturalizada em nossa sociedade.  A ABGLT  pede  urgência  na apuração  dos  fatos.

Continuamos firmes no  ideal  de uma  sociedade  justa, fraterna  e  sem  discriminação por orientação sexual e  identidade  de gênero pela  memória de LUCAS FORTUNA

Toni Reis Presidente  da  ABGLT

Nota de Pesar da ARTGAY

A Articulação Brasileira de Gays – Artgay e suas 82 afiliadas  Sant’Anna manifesta profundo pesar pela morte do presidente do Partido dos Trabalhadores de Santo Antônio de Goiás, Lucas Fortuna, na madrugada deste domingo, 18, em Cabo de Santo Agostinho, grande Recife (PE), onde ele estava a trabalho. Lucas fortuna atuava profissionalmente como árbitro de voleibol. Gay assumido, Lucas Fortuna foi o fundador do Grupo Colcha de Retalhos da Universidade Federal de Goiás, além de ter sido ex-diretor das ONG ADGLT e AGLT.
Lucas ajudou a construir várias paradas do Orgulho LGBT de Goiás e lutava incansavelmente pela aprovação do PLC 122. O pai dele, Avelino Mendes Fortuna, ex-presidente do Sindicato das Indústrias Urbanas do Estado de Goiás (Stiueg), foi buscar o corpo de Lucas em Pernambuco.
A Artgay espera que Deputados Federais e Senadores do Brasil apressem a votação do PLC 122, pois a omissão com a discriminação aos Homossexuais no Brasil leva a um assassinato a cada dia e meio, de acordo com o GGB, por conta da orientação sexual das pessoas.
 A Artgay sustenta que o Brasil é um Estado Laico e não é possível que Parlamentares Federais cruzem os braços diante de tanta Violencia contra Homossexuais no Brasil com o medo da opressão de religiosos homofóbicos que não aceitam a punibilidade da homofobia no Brasil.
Artgay, aos 18 de novembro de 2012Ver mais

>Link  

COMENTÁRIOS
6

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. PEDRO

    INFELIZMENTE IREMOS VER ESTAS NOTICIAS TODOS OS DIAS, SE A IMPUNIDADE NO BRASIL É GRITANTE, JÁ OUVI MUITO MEUS VIZINHOS FALAREM QUE GAY É PRA SE FODER,MORO EM NATAL DESDE QUE NASCI, NUNCA SAIO PRA BALADAS , PREFIRO MINHA CASA, E MEUS VIZINHOS PASSAM ME PROVOCANDO, ESTE ANO DEI QUEIXA DE 3 DELES , FORAM OUVIDOS NA DELEGACIA E NEGARAM O CRIME DE HOMOFOBIA, MAS SEMPRE QUE PODEM PASSAM ME PROVOCANDO, JÁ NEM LIGO MAIS, SE AS AUTORIDADES COMPETENTES NÃO FAZEM NADA, VOU DEIXAR AS ÁGUAS CORREREM.

    Reply
    1. Blog Diversidade Post author

      Prezado Pedro,

      Fico muito triste ao ouvir depoimentos como o seu, como me dói ver que as autoridades ainda se perdem, em esperar que o pior venha acontecer. Mesmo sabendo que vivemos hen um país FP, com tantos descasos e desprezos pelas minorias, sugiro a você que denuncie, faça os seus direitos valerem, procure uma entidade LGBT mas próxima e busque ajuda e informação… Peço também que denuncia, através do disk 100 .. A ligação é gratuita…. E saiba que eu como militante LGBT e cidadão que se indigna, com todo esse descaso, estarei sempe aqui para ajudar no que for preciso. Um forte abraço e vamos a luta …

      Ai vai o face de Wilson Dantas, Militante LGBT em Natal : http://www.facebook.com/#!/wilson.dantas.106?fref=ts

      Reply
  2. PEDRO

    INFELIZMENTE IREMOS VER ESTAS NOTICIAS TODOS OS DIAS, SE A IMPUNIDADE NO BRASIL É GRITANTE, JÁ OUVI MUITO MEUS VIZINHOS FALAREM QUE GAY É PRA SE FODER,MORO EM NATAL DESDE QUE NASCI, NUNCA SAIO PRA BALADAS , PREFIRO MINHA CASA, E MEUS VIZINHOS PASSAM ME PROVOCANDO, ESTE ANO DEI QUEIXA DE 3 DELES , FORAM OUVIDOS NA DELEGACIA E NEGARAM O CRIME DE HOMOFOBIA, MAS SEMPRE QUE PODEM PASSAM ME PROVOCANDO, JÁ NEM LIGO MAIS, SE AS AUTORIDADES COMPETENTES NÃO FAZEM NADA, VOU DEIXAR AS ÁGUAS CORREREM.

    Reply
    1. Blog Diversidade Post author

      Prezado Pedro,

      Fico muito triste ao ouvir depoimentos como o seu, como me dói ver que as autoridades ainda se perdem, em esperar que o pior venha acontecer. Mesmo sabendo que vivemos hen um país FP, com tantos descasos e desprezos pelas minorias, sugiro a você que denuncie, faça os seus direitos valerem, procure uma entidade LGBT mas próxima e busque ajuda e informação… Peço também que denuncia, através do disk 100 .. A ligação é gratuita…. E saiba que eu como militante LGBT e cidadão que se indigna, com todo esse descaso, estarei sempe aqui para ajudar no que for preciso. Um forte abraço e vamos a luta …

      Ai vai o face de Wilson Dantas, Militante LGBT em Natal : http://www.facebook.com/#!/wilson.dantas.106?fref=ts

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *