Tag Archives: Transexual

Ator trans-homem Tereza Brant entrará na novela A Força do Querer
   Blog Diversidade   │     2 de julho de 2017   │     16:25  │  0

O ator Tereza Brant, natural de Belo Horizonte, foi escalado para fazer parte da novela A Força do Querer, de Glória Perez. No folhetim, que está no ar, Brant vai interpretar ele mesmo como amigo da personagem Ivana, que passa pelo processo de transexualização. O belo-horizontino ganhou visibilidade após aparecer em programas de TV para falar sobre como se descobriu um homem trans. Tereza ainda não mudou de nome, mas adotou um visual masculino que faz bastante sucesso nas redes sociais. Ele mora, atualmente, no Rio de Janeiro.

De acordo com o colunista Daniel Castro, do Notícias da TV, Brant vai entrar na trama no dia 27 de julho, quando será apresentado a Ivana (Carol Duarte). A jovem que passa pelo processo de transexualização vai se assustar quando descobrir que o rapaz se chama Tereza.

Personagem de Carol Duarte, Ivana, se descobre transexual na novela das 21hDivulgação/Globo

“Piada hoje não! Não estou com cabeça pra ouvir gracinha!”, vai dizer Ivana ao ouvir o nome de Brant. “Qual é a piada? Meu nome? Meu nome é Tereza mesmo!”, confirmará ele. “Tem mais nada a ver com a aparência, né? Mas foi o nome que minha mãe escolheu pra mim, não tive coragem de trocar”, dirá o ator. “Quem é que bota o nome de um menino de Tereza?”, retruca.

Além de aparecer na novela, Tereza também conversou com a autora Glória Perez para dar dicas e sugestões para o desenvolvimento da personagem de Ivana. A transexualidade é um dos temas da novela que, em vez de falar de culturas estrangeiras, aborda partes do Brasil ainda pouco conhecidas do grande público, como o Pará, por exemplo.

Tags:, , , , ,

>Link  

O que acontece quando uma travesti vai a uma praia de nudismo ?
   Blog Diversidade   │     22 de fevereiro de 2017   │     20:40  │  0

Artigo

Por: Márcia Rocha – Advogada, militante e travesti. Livre como poucas, vive sua vida o mais intensamente possível, criando suas próprias regras da mesma forma como criou seu corpo escultural. Uma mulher especial com algo a mais, que vive para ser e fazer feliz.

Férias em Florianópolis, piscina de hotel cinco estrelas com direito a torpedinho entregue por garçom, enviado por hóspede advogado em que se lia: ‘apartamento no. tal, apareça’. Só me faltava essa, principalmente porque estava com minha digníssima companheira. Mas, vale a lisonja, ignora-se o machismo reinante e ri-se.

Tínhamos estado na praia da Galheta, em Florianópolis, onde apenas fiz ‘top less’. Na Grécia, há muitos anos, estive em uma praia de nudismo total, mas não era obrigatório, portanto apenas observei a natureza. No Brasil, há muitos anos que ouço falarem sobre a praia do Pinho, em Balneário Camboriú, área de nudismo onde não se pode entrar de biquíni, sunga, roupa, sendo obrigatório o nudismo total ‘top less’. Fomos.

Entramos na praia, alugamos um guarda-sol com duas cadeiras, pedimos uma coca-cola, e logo o rapaz avisou: ‘assim que sentarem, é obrigatório tirar tudo’. Fiquei logo só de viseira, afinal sou uma pessoa que cumpre rigorosamente as regras vigentes. Né?

Caminhada

Depois de um tempo, fomos andar pela praia. Primeiro para um lado, depois para o outro. Muitos casais olhavam tentando não reparar muito. Uma mulher me olhou ao passarmos, e sorriu cúmplice. Dava para ler em seus olhos: ‘Uia, uma travesti!’.

Voltamos às cadeiras, logo a coca-cola acabou, e nada do garçom aparecer. Levantei e fui até o bar, que fica em frente à praia, na rua, onde três garçons conversavam alheios às nossas necessidades. Ficaram pasmos ao me verem ali, completamente à vontade, mulher de peito e outros acessórios completos. Fiz o pedido e retornei ao nosso lugar, ignorando outros olhares que me avaliavam ao passar.

Alguns homens rodeavam, olhavam, e um até pareceu bastante chateado por nossa absoluta indiferença a seus avantajados dotes. Travesti lésbica é algo muito avançado até para o Pinho, talvez.

Tarde caiu

A tarde passava. Três casais passaram à nossa frente caminhando, e uma das mulheres sorriu para mim, ao que retribui. Foram até as pedras, ficaram ali por um tempo, depois retornaram. Ao passarem por nós uma segunda vez, a mulher não se conteve: ‘Parabéns!’. Sorri de volta e agradeci.

Então, voltando-se para os outros do grupo que sorriam: ‘E é ainda é bonita!’. Agradeci novamente. ‘Tudo bonito’, disse, e olhou para os detalhes. Depois sorrindo, seguiram em frente.

Já no final da tarde, o tempo nublando e um vento mais fresco já nos fazia resolver ir embora. Pensativa, durante a estrada de volta à Floripa, sorri comigo mesma, a Carol dormindo ao meu lado. Minha vida às vezes parece um quadro de Salvador Dali: um toque de aparente irrealidade com alguma profunda mensagem subliminar.

Somos nós os primeiros a dizer não a nós mesmos.  Digamos, sim, e assim será! Por que não?

Tags:, , ,

>Link  

Homem trans fala sobre sua experiência de amamentar o filho
   Blog Diversidade   │     11 de julho de 2016   │     0:00  │  0

Trevor MacDonald é um canadense transexual que relatou sua experiência em ser homem e poder amamentar o próprio filho.

O processo de redesignação sexual começou há oito anos. Apesar dos hormônios e da cirurgia para retirada dos seios, ele continua habilitado a engravidar. Junto do marido, decidiu enfrentar o preconceito e aumentar a família.

Todo o processo está no livro “Where’s the Mother?: Stories from a Transgender Dad” (Onde está a mamãe?: Depoimentos de um pai transgênero, em português).

“Ao se ouvir que uma pessoa trans engravidou, a reação é: ‘Isso não faz sentido’. No entanto, as coisas são mais complexas. Somos muito mais diversos”, contou MacDonald ao The Guardian.

O tratamento e a cirurgia, porém, diminuíram a capacidade de amamentar do homem de 31 anos. Por isso, ele mistura o próprio leite com o que é doado pela comunidade. MacDonald conta a experiência no blog Milk Junkies.

Tags:, ,

>Link  

Papa Francisco recebe transexual em audiência no Vaticano
   Blog Diversidade   │     27 de janeiro de 2015   │     20:18  │  0

Encontro aconteceu após Diego Neria Lejarraga, de 48 anos, escrever ao pontífice por ter sido excluído de sua paróquia após cirurgia de mudança de sexo.

No último sábado (24), o Papa Francisco recebeu em audiência privada no Vaticano o transexual Diego Neria Lejarraga, de 48 anos, junto com sua namorada. A informação é do jornal espanhol Hoy.

Lejarraga escreveu ao pontífice por estar sendo excluído de sua paróquia, em Estremadura, na Espanha, após ter feito cirurgia de redesignação sexual. Ele teria sido proibido de comungar, tendo sido chamado pelo pároco local de “filha do diabo”. “Nunca antes havia me atrevido [a escrever uma carta a um pontífice], mas com o Papa Francisco, depois de ouvi-lo em muitas intervenções, senti que ele me escutaria”, disse.

O próprio papa teria ligado para Lejarraga no dia 8 de dezembro. “Era de um número oculto. A verdade é que não sei muito bem porque atendi ao telefone, porque essas chamadas não costumo atender”, lembra. Após se identificar, Bergoglio disse que havia lido a carta e que ligaria dias depois para marcar uma reunião.

A respeito do encontro, realizado de forma privada, como muitos outros de Francisco, na residência de Santa Marta, as fontes oficiais da Santa Sé não quiseram se pronunciar.

Fonte: Revista Fórum

Tags:, , , , ,

>Link