Tag Archives: Gay

Jovem é estuprado e tem o corpo marcado a faca com ofensas homofóbicas
   7 de junho de 2021   │     21:24  │  0

Na última segunda-feira (31), um jovem gay de 22 anos foi vítima de um crime brutal em Florianópolis, Santa Catarina. O rapaz teria sido violentado com objetos cortantes e sofrido um estupro coletivo por outros três homens. Segundo informações da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso), a vítima ficou extremamente ferida e foi encaminhada em estado grave para um hospital.

Apesar de ter ocorrido no início da semana, o caso só ganhou repercussão nessa sexta-feira (4), após ser tema de uma reportagem do “Cidade Alerta SC”. Segundo o telejornal, o jovem em questão ainda teve ofensas homofóbicas tatuadas a faca em seu corpo pelos criminosos. Horrorizante! A 5ª Delegacia de Polícia da Capital mantém as investigações em sigilo, em proteção da vítima, e trata a ocorrência como um crime de ódio e intolerância.

O episódio bárbaro também passou a ganhar destaque nas redes sociais, visto que ocorreu em pleno mês do orgulho LGBTQIA+. A presidente da Comissão de Diversidade Sexual e Gênero da OAB Santa Catarina, Margareth Hernandes, se manifestou e lamentou o caso em seu perfil no Instagram, aproveitando para registrar também queixas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e outros governantes em seu texto.

“Mais um dia de violência no país que mais mata homo e transexuais no mundo. Essa violência que cresce assustadoramente com o incentivo de algumas igrejas, do presidente da República, de alguns prefeitos, governadores e parlamentares. Discursos de ódio são aplaudidos e, por conta desses aplausos, pessoas morrem de forma cruel, porque seus algozes se encontram legitimados por um governo genocida e homofóbico. Até quando? Minha solidariedade aos familiares e especialmente à mãe da vítima! Na torcida para que ele se salve e se recupere o mais rápido possível”, escreveu.

Tags:, , , , ,

Em áudio, pai ameaça matar filho gay: “Muda ou eu te mato”.
   7 de maio de 2021   │     11:26  │  0

A conversa foi gravada por vizinhos, que denunciaram suposta agressão do homem ao menino, de 14 anos. Caso ocorreu em Goiás

Um homem é suspeito de bater no filho, de 14 anos, por ele ser homossexual, em Jataí, no sudoeste de Goiás. Em áudios, gravados por vizinhos, é possível ouvir o pai ameaçando o menino de morte: “Se você não mudar, eu te mato”.

Ele foi levado a uma delegacia após o adolescente denunciar a situação, por meio de uma carta, a vizinhos. Na gravação, é possível ouvir o menino apanhando enquanto o homem o ameaça.

Ouça o audio:

“Eu estou cansado de te falar. Eu já não falei para você mudar? Você tem que mudar, você sabe por quê? Porque se você não mudar, eu te mato, eu te arrebento”, diz o homem na gravação.

“Raiva”

“Ele disse que não se importa, que aceita e já tinha conversado com o adolescente, mas o pegou acessando vídeos pornográficos pelo celular e não controlou a raiva”, disse a delegada responsável pelo caso, Paula Daniela Ruza.

De acordo com a investigadora, policiais foram até o local após denúncia anônima na última quarta-feira (5/5) e confirmaram que o menino tinha escoriações pelo corpo.

 A mãe falou à Policia Civil que estava ciente das agressões porque o menino “tem tendência à homossexualidade”. Além dos pais e do menino, duas irmãs mais novas do adolescente estavam na casa no momento da briga.

Investigação

O homem, que não tinha passagens pela polícia, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal e foi liberado. A delegada diz que o próximo passo da investigação é ouvir os vizinhos e analisar o conteúdo da carta, que não foi divulgado.

Segundo a investigadora, após a investigação, ele poderá responder por lesão corporal, ameaça e violência doméstica. Questionada se o ato se enquadra como conduta homofóbica, que é igualada ao crime de racismo no Código Penal Brasileiro, Paula afirma que ainda é cedo para confirmar.

Tags:, , , , , ,

Herdeiro do título de príncipe Philip já foi obrigado a declarar que não era gay
   12 de abril de 2021   │     18:51  │  0

A morte do pai, o príncipe Philip, na semana passada, aos 99 anos, jogou luz em seu filho caçula, Edward, de 57 anos, que herdará seu título de duque de Edimburgo. Edward, aliás, já foi obrigado a declarar que não era gay, como lembrou o jornalista Jeff Benício, do blog Sala de TV, do Terra. “Nas décadas de 1980 e 1990, Edward suscitou a atenção dos jornalistas especializados em monarquia por fugir às tradições de sua dinastia. Ele não concluiu treinamento militar, como seus irmãos e antepassados. Abandonou o curso na Marinha para se dedicar ao teatro”, escreve o jornalista. Reprodução “Seu pai, o príncipe Philip, que era o Capitão-geral dos Fuzileiros Navais, teria ficado decepcionado, porém aceitou a decisão. Dedicado a musicais, Edward foi assistente de direção de montagens de ‘Cats’ e ‘O Fantasma da Ópera’. Mais tarde, produziu shows e documentários para TV”.

“Nessa época, o jovem conde de Wessex foi alvo de fofocas a respeito da sexualidade. A imprensa sensacionalista insinuava que ele era gay e não se declarava em público por temer a reação da mãe-rainha, do pai autoritário e dos súditos”. Segundo o blog, “espalhou-se o rumor de que Edward namorava o cantor Michael Ball. Certa vez, abordado por um repórter do jornal The Sun, o príncipe reagiu com fúria. “Eu não sou gay”, disse, exaltado. ‘É ultrajante sugerir isso. Injusto comigo e com a minha família.’

Repercussão bombástica no reino”. Em 1999, Edward se casou com Sophie, de família aristocrata. Os boatos não cessaram completamente. Falou-se em casamento de fachada para encobrir a suposta homossexualidade do caçula de Elizabeth.

Fonte: Jeff Benício, do blog Sala de TV, do Terra

Tags:, , , , , , , , ,

Câmara LGBT apresenta nova Diretoria de Qualificação e Certificação
   2 de fevereiro de 2021   │     10:33  │  0

A Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil anuncia a chegada de Pedro Melo para o cargo de Diretor de Qualificação e Certificação. Advogado formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduado em Processo Civil pela Universidade Cândido Mendes e Administração de Empresas pela FGV/SP, Pedro substituirá Fê Maidel que deixou o cargo para se dedicar a outros projetos. Junto com a chegada do novo diretor está sendo formado um comitê com mais cinco profissionais para atuação nesta diretoria.

Entre os principais desafios da Diretoria de Qualificação e Certificação está a implantação da credenciação de empresas que majoritariamente pertençam à empresários LGBTI+. O programa há anos é esperado por corporações brasileiras ou que estão aqui instaladas que trabalham com diversidade na cadeia de suprimentos. Estas já operam com empresas em nomes de negros, mulheres, indígenas e quilombolas e também querem fazer negócios com empresas em nome de LGBTI+.

O Programa que será implantado pela Câmara LGBT do Brasil também fará parte da rede global da NGLCC – National LGBT Chamber of Commerce (Câmara LGBT Americana) que reúne as câmaras da África do Sul, Áustria, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Equador, Escandinávia, Escócia, Índia, Itália, México, República Dominicana, Uruguai e agora também Brasil.

Mas ainda há outros projetos em construção, como o programa de capacitação e suporte a empresários LGBTI+, em parceria com o poder público e entidades, para facilitar a credenciação e preparação para que suas empresas estejam aptas a prestar serviços e vender produtos para grandes corporações; além de programas e projetos que fomentam a empregabilidade da população LGBTI+.

“Meu trabalho junto à Câmara LGBT é uma oportunidade de conhecer mais profundamente e ajudar no desenvolvimento de políticas afirmativas de inclusão de grupos historicamente excluídos no mercado de trabalho, através da empregabilidade ou da cadeia de suprimentos ligada a grandes corporações”, comentou Pedro Melo.

Para desenvolver o trabalho à frente da Diretoria de Qualificação e Certificação da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, Pedro contará com um comitê formado por mais cinco pessoas, que chegam junto a ele para o quadro de colaboradores da entidade. São eles:

Tiago Milani – Formado em Administração – Comércio Exterior, Pós Graduado pela Unesp em Negociações Econômicas Internacionais e especializado em Gestão de Organizações do Terceiro Setor na FGV, atuou por 15 anos na área de Comércio Exterior coordenando pessoas e processos de importação de diversos segmentos. Há 4 anos trabalha na ABIHPEC, como coordenador de promoção comercial.

Alexandre Alvim – Bacharel em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo, cursa Pós-graduação/MBA em Gestão de Projetos também na USP. Foi chefe de Projetos Sociais na Secretaria de Assistência Social do município de Atibaia/SP e posteriormente trabalhou como Assessor Parlamentar na Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.
Desde o início de 2020 trabalha como Assessor de Imprensa.

Carla J. Bergamini – Formada em Fotografia pela UNICSUL e graduanda em Nutrição na FMU, atuou por cinco anos como servidora pública, chefiando Setor de Fiscalização da Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito em Cascavel/PR. Há sete anos exerce cargo na área de Segurança Pública em São Paulo/SP como Guarda Civil Metropolitana, onde serve ao Programa de Redução de Danos na área da Cracolândia e Ronda Escolar. Atualmente, trabalha no enfrentamento a violência doméstica.

Lucas Duarte – formando em Marketing pela Universidade de São Paulo – USP, atuou no setor bancário, com foco em desenvolvimento de projetos, planejamento comercial, gerenciamento de clientes e também se envolveu nos programas de Diversidade e Inclusão propostos pelo banco. Atualmente trabalha na área de Marketing Digital, com gerenciamento de projetos e comunicação.

William Callegaro – Formado em Direito pelo Centro Universitário Ritter dos Reis/RS e Pós-Graduado em Direito do Consumidor e Direitos Fundamentais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, advoga nas áreas de Direito Civil, Consumidor, Empresarial e Tributário. Atualmente é Advogado Associado nos escritórios Franchi & Galvani Advocacia Empresarial e Andrade Advogados.

Ricardo Gomes, presidente da Câmara LGBT, desejou sucesso aos novos integrantes da diretoria e falou sobre a importância no trabalho a ser desenvolvido: “Dou ao nosso novo diretor Pedro Melo e ao Comitê de Qualificação e Certificação as boas-vindas em nome da diretoria da Câmara LGBT, de todos associados e parceiros da entidade. Espero que vocês encontrem eco para este trabalho tão importante que é a inserção da diversidade na cadeia de suprimentos. Muito obrigado por terem aceito o desafio de implementar este e outros projetos que são aguardados pelo mercado há muitos anos e são fundamentais para uma sociedade mais justa e igualitária”.

Tags:, , , , , , , , ,