Tag Archives: Cross-dressing

Xana Summer. A primeira Cross-dressing da TV brasileira
   Blog Diversidade   │     17 de fevereiro de 2015   │     0:00  │  0

Xana Summer (Ailton Graça) é o primeiro papel da TV brasileira falando sobre a vida dos Cross-dressing

Xana Summer (Ailton Graça) é o primeiro papel da TV brasileira falando sobre a vida dos Cross-dressing

Cross-dressing é um termo que se refere a pessoas que vestem roupa ou usam objectos associados ao sexo oposto, por qualquer uma de muitas razões, desde vivenciar uma faceta feminina (para os homens), masculina (para as mulheres), motivos profissionais, para obter gratificação sexual, ou outras.

Vivenciar a experiência do parceiro ou da parceira é considerado normal e uma ampliação do universo emocional por casais que praticam cross-dressing. Não se trata apenas de uma experiência sexual, mas de uma experiência humana mais profunda. Algo como querer “ser” em lugar de querer “ter” ou de se apropriar dos atributos do outro através das formas usuais usadas pelos casais para se apossar do outro.

O crossdressing (ou travestismo, no Português Europeu, e frequentemente abreviado para “CD”), não está relacionado com a orientação sexual, e um crossdresser pode ser heterossexual, homossexual, bissexual ou assexual. O crossdressing também não está relacionado com a transexualidade.

Os crossdressers tipicamente não modificam o seu corpo, através da terapia hormonal ou cirurgias, mas tal acontece alguns casos, como o de Stu Rasmussen, político americano e presidente da câmara municipal da cidade de Oregon.

Xana Sumer, o personagem de “Aílton Graça” em Império, deixou o público e os seus amigos da novela confusos ao revelar, recentemente, que é crossdresser. O termo novo impressionou e deixou Lorraine (Dani Barros), coitadinha, toda confusa. Mas não era para tanto: crossdresser é simplesmente quando um homem veste-se de mulher. Xana tem e teve um papel mais que fundamental, contribuindo com a visibilidade deste publico, que muita gente acha que só existe no imaginário do autor Agnaldo Silva, mas ao contrário do que muita gente pensa, eles são muitos, por que não dizer “milhares” por todo o mundo.

Para o ator, a discussão ultrapassa a questão da sexualidade do cabeleireiro. “É confuso para mim também, mas tento colocar como na emancipação feminina, quando as mulheres passaram a usar calça, mudar um pouco o gestual, sentar quase de perna aberta. O homem também vem buscando o seu lugar” – disse Aílton aos jornalistas durante gravações da novela Império na Sapucaí .

Próximos capítulos da novela Império

Xana arrasa durante o show idealizado em sua imaginação! (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)

Xana arrasa durante o show idealizado em sua imaginação! (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)

Xana Summer vai realizar o seu grande sonho! O cabeleireiro finalmente se apresentará encarnando sua grande inspiração, Donna Summer, com direito a uma fantasia cheia de glamour. E o ator Ailton Graça arrasou na pele do personagem durante as gravações. Para conseguir dar esse show sensacional, ele precisou suar muito a camisa. Junto ao coreógrafo Marcelo Kaufmann, Ailton fez vários ensaios antes da gravação da cena e se divertiu bastante aprendendo a coreografia inspirada na diva da disco music. “Mais pelo que me parece, tudo não passará de imaginação de Xana”.

O ator mostrou todo o seu talento sobre um salto 15. Mas não foi só isso, ele se empolgou tanto que chegou a brincar com a colega de elenco: “Vou tirar o lugar da Viviane Araújo. Vou tombar ela no Salgueiro (risos)”.

Revelações do Autor de Império – Agnaldo Silva

Por essa, ninguém esperava! Naná (Viviane Araújo), a musa de Santa Teresa, vai “trocar alianças” com ninguém menos do que Xana Summer . É o que garantiu Aguinaldo Silva em entrevista para o Gshow. Mas qual será o motivo? A união civil da manicure com o cabeleireiro crossdresser é, no mínimo, estranha. Mas o autor adianta que tudo terá uma explicação. Vamos aguardar.

“A união da Xana com a Naná já existe e é muito grande. Mas o casamento terá uma razão. Ela está tentando trazer de volta para Xana aquela criança com a qual ele não pôde ficar, que é o Luciano (Yago Machado). Ele está no orfanato agora. A Naná quer trazer, legalmente, o garoto aos cuidados da Xana. Como? Adotando-o”, esclarece Aguinaldo.

Continue ligado em Império e não perca os próximos acontecimentos de Xana Summer! E mais, você que esta achando tudo isto muito bizarro, acredite, o termo de estilo de vida Cross-dressing não é novo, surgiu ao longo dos anos 70 e 80 nos Estados Unidos, eles estão por toda parte e a cada dia este novo estilo de vida cresce.

Tags:, , , , , , , ,

>Link  

“Meu namorado gosta de se vestir de mulher”
   Blog Diversidade   │     30 de maio de 2014   │     12:00  │  5

Taras, fetiches e fantasias. Na sua opinião, há algo errado nisto ? Veja o depoimento abaixo. 
“Fátima”.  Namoro há um ano e meio e nos damos bem na cama. No mês passado fui fazer uma surpresa de aniversário para o meu namorado e descobri dentro do armário umas roupas novas de mulher, com a etiqueta e tudo. Ao pressioná-lo, ele jurou que não tinha uma amante e acabou confessando que gosta de se vestir de mulher, faz isso desde pequeno. Disse que não é gay e que nunca transou com um homem. Fala que gosta de mulher, que gosta de mim. Foi um choque, não sei em que acreditar. O que eu posso fazer? Ignoro esse “gosto” dele ou devo terminar o namoro? Por favor me ajude, obrigada.”Quando esse segredo vem à tona, a situação geralmente é estressante, conflituosa. Nem todo par entende a prática, porque ela se distancia da representação dos papéis de homem e de mulher: comportamentos, gestos, modos de se vestir, de falar.Mesmo num país como o nosso, onde homens e mulheres se expressam de diferentes formas, ainda há o impacto, o choque com a descoberta. Já é complicado entendermos certos aspectos da nossa sexualidade; do outro, é mais difícil. Estamos carregados de tabus e preconceitos que limitam o nosso entendimento, além da falta de conhecimento.Não é diferente quando o assunto é crossdressing ou CD (abreviação). Crossdressing é um termo usado para definir pessoas que usam roupas e objetos associados ao sexo oposto.O termo é atual, mas a história relata mulheres que se travestiam de homens e o inverso também na Antiguidade, e nas idades Média e Moderna. Porém, é difícil dizer o que era por erotização ou uma forma encontrada para participar de segmentos da sociedade exclusivos ao sexo oposto. A prática como hoje acontece, só apareceu no início do século 20.Para a psicóloga Jaqueline Gomes de Jesus, doutora em psicologia social, crossdresser é um termo “variante de travesti, para se referir a homens heterossexuais, comumente casados, que não buscam reconhecimento e tratamento de gênero (não são transexuais), mas, apesar de viverem diferentes papéis de gênero, tendo prazer ao se vestirem como mulheres, sentem-se como pertencentes ao gênero que lhes foi atribuído ao nascimento e não se consideram travestis.” Ainda revela que “a vivência promove uma satisfação emocional ou sexual.”A “montagem”, geralmente acontece em local privado, com ou sem a aprovação da parceira. Na maioriadas vezes é fora da residência e em clubes próprios para a prática, a fim de manter o segredo, pela culpa, medo ou vergonha.A psicóloga Eliane Chermann Kogut, doutorada no assunto, revela que em sua pesquisa encontrou Cross-dressing, heteros e bissexuais. Mas podem existir homossexuais, porém não é comum.Segundo, a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade da Universidade de São Paulo, ainda há muito que conhecer sobre o assunto, mas ela diz que o desejo de se “montar” pode se manifestar em qualquer fase da vida do indivíduo, sumir ou permanecer ao longo dela.

Há casais, que tomam a prática como uma ampliação do universo emocional. Algumas esposas passam a compartilhar o guarda-roupas porque entendem que é uma fantasia e a experiência, muitas vezes, é usada para apimentar a vida sexual do casal.

Cara leitora, reuni de forma bem resumida os dados sobre o assunto para que você tenha um melhor entendimento e para que isso auxilie na sua decisão.

Converse mais com ele e, se possível, tenha alguma convivência no mundo dos CDs ou Cross-dressing. Mas, sinta o seu limite. Às vezes queremos ser descoladas e atiradas para o novo, mas ainda não é possível. Avalie suas expectativas e sentimentos. Só assim terá a resposta.

 
Fonte: Revista Dellas

Tags:, , , , , , , ,

>Link