Category Archives: Sem categoria

Sexo anal: como deve ser a preparação para ter mais prazer
   Blog Diversidade   │     23 de janeiro de 2019   │     11:34  │  0

sexo anal é um tema pouco explorado, cercado por muitos mitos e incertezas. Quem pratica afirma: pode ser muito prazeroso. Por isso, buscamos pelas redes sociais as melhores dicas para você que quer tentar coisas novas na cama. Lembrando que é sempre importante estar atento à saúde íntima antes de se aventurar.           Lembramos que as dicas valem para mulheres, homens gays, e héteros que querem ter novas aventuras com suas parceiras. 

1. Não use anestésicos

Existem muitas pomadas e produtos capazes de anestesiar a região anal, mas o uso desses produtos pode acabar arruinando o momento. Isso porque, com o anestésico, a sensibilidade da região some e pode acontecer de o local ficar machucado com a penetração, dependendo da intensidade da transa. Porém, você só sentirá o resultado quando o efeito do produto passar (ou seja, tarde demais).

Além disso, existem casos também em que o parceiro fica com o pênis anestesiado, por causa do contato com a região em que a pomada foi aplicada. Isso pode fazer com que ele, além de perder a sensibilidade, não consiga chegar ao orgasmo.

2. Posição de controle

Busque posições em que você consiga ficar no controle, ditando o ritmo, a intensidade da penetração e os movimentos. Ficar por cima do parceiro é uma forma de conseguir isso, pois você coloca os limites, assim como a posição de lado, deixando os braços livres para controlar o parceiro e estimular a excitação de outras formas. Nesse último caso, a penetração mais “rasa” facilita o processo.

3. RE-LA-XE

Esta é uma das principais dicas, pois a tensão do corpo dificultará muito a penetração e a sensação de prazer. É nesse momento que surge grande parte das dores sentidas no sexo anal. Portanto, conte com a ajuda do parceiro para relaxar, pedindo para ele caprichar nas preliminares.

4. Treine com um vibrador

Para chegar mais confiante, vale até fazer alguns testes antes usando um vibrador e um gel lubrificante. Sem preocupação e com o corpo mais relaxado, você conseguirá ter mais noção de como vai ser a transa depois de praticar um pouco, o que elimina pelo menos metade das tensões.

5. Lubrifique muito

As pomadas anestésicas não são nem um pouco recomendadas, mas já os lubrificantes são necessários para a maioria dos casos. Não economize na quantidade, ok? Ele que fará o pênis deslizar com mais facilidade, já que o ânus não tem nenhuma lubrificação.

6. Alimentação levinha

Se possível, mantenha uma alimentação leve, equilibrada, mas sem grandes modificações em relação ao que costuma comer. Outro cuidado é não fazer nenhuma refeição por algumas horas antes do sexo. Assim, você evita qualquer desarranjo no trato intestinal, uma das grandes preocupações nesse momento.

7. Converse

Em um momento como esse, a comunicação e a confiança no parceiro é fundamental. Explicar o que está sentindo e orientá-lo vai fazer toda a diferença. Um precisa ouvir e compreender o outro, afinal, o prazer deve ser buscado pelos dois.

8. Faça o “número 2” antes

Se for possível, é interessante evacuar algumas horas antes da transa, evitando uma situação desconfortável. Porém, vale lembrar que acidentes acontecem e os dois devem estar cientes e tranquilos em relação a isso. Duchas íntimas no ânus não só não devem ser feitas, como podem prejudicar a saúde, propagando infecções pelo corpo, ok?

>Link  

Quase 60% dos gays tende a envelhecer solteiro contra 39% das lésbicas
   Blog Diversidade   │     4 de agosto de 2018   │     21:49  │  0

Uma nova pesquisa da AARP, que entrevisou 1.782 LGBTs adultos, concluiu que a maior parte dos homens gays tende a envelhecer fora de um relacionamento estável, já que, segundo os resultados, cerca de 57% dos homens gays com mais de 45 anos está solteiro.

Os relatórios também constataram que, enquanto isso, apenas 39% das lésbicas acima de 45 anos é solteira. Já entre homens e mulheres bissexuais, a taxa chega a  48%.

“A chance de se envelhecer sem estar casado entre homens gays é notavelmente maior e isso influencia diretamente nas necessidades e tipos de serviços direcionados a este público”, conclui a pesquisa em seus resultados.

Outro dado revelado foi quando perguntados sobre os vínculos afetivos das amizades. Dentre os entrevistados, maior parte dos homens gays também tem maior dificuldade de estabelecer relações duradouras do que as lésbicas, seja entre pessoas LGBTs a héteros, de parentes a amigos.

Este não é o primeiro estudo a constatar estas diferenças. Em 2013, uma pesquisa mostrou que 63% dos homens gays acima de 60 anos vivem fora sem um relacionamento.

Em 2011, um outro estudo realizado pela Stonewall Organization do Reino Unido, descobriu que homens gays e bissexuais acima de 55 anos tem três vezes mais chances de estarem solteiros (40%) do que homens héteros (15%).

Por: Pedro HMC

Tags:, , ,

>Link  

Lideranças criarão a 1ª casa de acolhimento para LGBT de Alagoas
   Blog Diversidade   │     6 de agosto de 2017   │     22:37  │  0

Com a cara e a coragem, os militantes LGBT: Nildo Correia – presidente do Grupo Gay de Alagoas-GGAL, Laffon Pires – Presidente do Grupo Gay do  Tabuleiro-GGT, Messias Mendonça – Presidente do Grupo Gay de Maceió-GGM e Maria Santos – Presidente do Grupo de Mulheres Negras e lésbicas de Alagoas-DANDARA, estarão abrindo até o final do mês em curso, ou início de setembro, a primeira casa de acolhimento voltada para a população LGBT e pessoas vivendo com HIV/AIDS do Estado de Alagoas.

O espaço chamará, Casa de Acolhimento e Apoio Ezequias Rocha Rego, em homenagem a um dos fundadores do GGAL, assassinado em 2011. 

A casa será no centro da cidade de Maceió, e contará com a prestação dos serviços em assistência jurídica, psicológica, social; cursos profissionalizantes; entrega de preservativo, gel lubrificante e material informativo; espaço para encontros de convivência, além de oferecer abrigo a lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais espulsos  de casa por seus familiares, LGBT idoso e pessoas vivendo com HIV/AIDS.

A iniciativa será feita na raça, mas já conta com o apoio e doações de simpatizantes da causa.

Para Maria Santos – presidente do Dandara, a iniciativa chega a Alagoas para somar na luta contra a exclusão da população LGBT alagoana. “Tomamos está iniciativa, porque se não for a gente a darmos a cara a bater de início, as coisas não andarão”

Para Laffon Pires – Presidente do GGT, são iniciativas como está que fazem a diferença, e vamos em frente, promovendo ações nas áreas da saúde, geração de emprego e renda, educação, cultura e outras necessidades que fortaleça a equiparação de direitos civis e sociais para lésbicas,  gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas vivendo com HIV/AIDS.

Messias Mendonça – Presidente do GGM, fala na importância e impacto social na vida do público assistido. “Você aí que está lendo esta matéria, sabe a importância de se dá colhida a um jovem LGBT que foi espulso de casa, que se encontra sem chão e desnorteado, com medo do que encontrará pela frente?, Reflita!”.

Já Nildo Correia- presidente do GGAL, aproveitou o momento para convidar toda a militância LGBT alagoana, simpatizantes da luta a se engajar em prol desta causa. “Causa está limpa, sem fins lucrativos, cheia de sede de igualdade de direitos”.

Os interessados em contribuir com doações como: cama; colchão; roupa de cama, mesa e banho; remédios, ou outros donativos, além de serviço voluntário, deverão entrar em contato pelo whatzapp: 82 99644-1004.

Tags:, , , , , , , , , ,

>Link  

Atrações da Pride SP: Anitta, Daniela Mercury, Alex Marie, Naiara Azevedo, Lorena Simpson e Márcia Freire
   Blog Diversidade   │       │     9:07  │  0

A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, considerada o maior evento deste tipo no mundo, ocupa a avenida Paulista amanhã, domingo (18), com shows de Anitta, Daniela Mercury, Alex Marie, Naiara Azevedo, Lorena Simpson e Márcia Freire, essas são algumas das atrações que estarão fazendo o fervor nos 19 trios elétricos, ao longo do percurso do evento.

A expectativa de público este ano é de 3 milhões de pessoas.

O tema da vez é “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado laico”. O Estado precisa garantir que todo cidadão tenha respeito, independentemente do que as religiões acham, diz a presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT, Claudia Regina Santos Garcia. “A festa é importante, mas nós vamos para a avenida reivindicar nossos direitos.”

A parada terá 19 trios elétricos que vão desfilar por 3,5 km –da Paulista até o vale do Anhangabaú, onde a cantora Tâmara Angel faz o show de encerramento.

Tags:, , , , , , , , ,

>Link