Category Archives: Orgulho Gay

Gov. Renan Filho, Min. Marx Beltrão e Grupo Rafael Tenório garantem apoio para Ciclo de Ativismo LGBTI+ de AL
   Blog Diversidade   │     20 de novembro de 2017   │     11:19  │  0

“A luta é lenta, a luta é árdua; a conquista é bela”, esse é o resumo da batalha acirrada, que a comissão organizadora do Ciclo de Ativismo LGBTI+ de Alagoas, atividades que antecedem a Parada de Maceió estão enfrentando este ano, para por as atividades na rua.

As dificuldades são inúmeras, falta estrutura para se trabalhar, e principalmente apoio logístico e financeiro para custeio das ações. Mesmo assim a comissão organizadora do evento promete realizar a maior Parada de todos os tempos, isso graças a grandes apoiadores, a exemplo do Governador Renan Filho, Ministro Marx Beltrão, ,Secretário de Governo da Cidade de Coruripe – Maykon Beltrão, Grupo Rafael Tenório e outros.

Estava sendo programado 17 dias de ações, mas devido as dificuldades, a programação precisou passar por adequações, dando início no dia 11 e encerrando em 17/12, com a décima sexta edição do segundo maior evento de massa do Estado de Alagoas, a Parada do Orgulho LGBTI+ de Maceió, que este ano sairá a orla de Maceió puxada por 3 trios elétrico carreta, terá um palco na concentração, e outro montado no final  do percurso, na praça Multieventos – orla de Pajuçara, e os organizadores trabalham na expectativa de que mais de 70 mil pessoas prestigiem o evento.

A Parada este ano sai a orla com um tom de consciência de formar uma comunidade LGBTI+ em prol de seus direitos, faixas, cartazes e uma chuva de bandeiras do arcos-íris, e falas políticas de autoridades e militantes farão parte deste grande momento.

As atrações ja definidas são: A cantora alagoana Nana Martins, cantora Paty Lima e convidados, Mc Thiaguinho – SP, os Djs John, Guga, e a deejay Nanda Machado – RJ, ainda não se sabe ao certo quem será, ou se terá alguma atração do cenário nacional.

Antecedendo a Pride de Maceió serão realizadas varias ações, entre elas teremos: Coletiva de imprensa, Ciclo de Palestras e debates, II Casamento coletivo LGBTI+ de AL, Prêmio de Direitos Humanos Renildo José dos Santos, Ato Público Cultural no centro da cidade, e a terceira edição do Festival de Arte e Cultura LGBTI+ de Alagoas, que este ano ocorrerá na Multi eventos, e terá a participação de mais de 350 artistas LGBTI+, e da cultura popular alagoana.

Tags:, , ,

>Link  

GGAL faz vaquinha e buscará apoio da iniciativa privada para realizar a Parada de Maceió
   Blog Diversidade   │     29 de setembro de 2017   │     0:16  │  0

Para contribuir com o evento, Clic no link no final da matéria e siga as informações na página que abrirá em seguida

Pensando em superar a crise que assola e fecha as portas de apoio a cada dia, e com isso reduz mais a participação pública do no município de Maceió, Governo do Estado de Alagoas e Governo Federal, nas ações dos movimentos sociais, o Grupo Gay de Alagoas – GGAL, entidade que encabeça a coordenação geral da Parada do Orgulho LGBTI de Maceió/AL, que este ano sai a orla em sua 16ª edição, resolveu renovar, e não se fechará só ao governo público, mas também negociará com a iniciativa privada, parceria para realizar a Pride LGBTI 2017,  e suas atividades em alusão, que este ano terá 17 dias de atividades, tendo como início o dia 01/12, e encerrando em 17 de dezembro, com a Parada.

Grandes e pequenas empresas, como também as de porte médio já estão na linha de visão da comissão organizadora do evento, entre elas se destacam redes de supermercado, lojas, hotéis e restaurantes do Estado, Organização Arnon de Mello, faculdades privadas, bares e boates, e a empresa de caronas Uber, que vem fazendo jus ao seu nome, apoiando grandes iniciativas LGBTI por todo país.

Além da proposta de buscar apoio da iniciativa privada no Estado, a organização do evento, que hoje é encabeçada inicialmente por 6 entidades LGBTI, também se renova, realizando outras formas de captação de recurso, como a realização de pequenos eventos de entretenimento que serão realizados, em parceria com artista alagoano parceiros da causa.

Outra iniciativa e forma inovadora que a organização do evento encontrou como forma de captação de apoio, foi a montagem de uma vaquinha virtual, que tem como objetivo angariar pequenos apoios para custeio do evento, iniciativa está já utilizada em várias capitais, como forma de captação de apoio, a exemplo de Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e outras.

Os interessados em apoiar o evento através a vaquinha, contribua, é muito simples. Com apenas um clic  você estará ajudando a fortalecer o segundo maior evento de massa do Estado, e a maior manifestação LGBTI de Alagoas.

Para doar clic AQUI , e siga as orientações na pagina que abrirá em seguida.

Não está podendo contribuir? Não tem problema! compartilhe em suas redes sociais, comente com amigos e conhecidos sobre a iniciativa, ou então seja um voluntário da Parada.

Maiores informações, via whatzapp: 82 99644-1004

Tags:, ,

>Link  

Minas Gerais leva o título no Miss Gay Brasil
   Blog Diversidade   │     21 de agosto de 2017   │     22:57  │  0

A gaúcha Guiga Barbieri, moradora de São Paulo, levou a coroa defendendo o Estado mineiro.

É de Minas Gerais a grande vencedora do Miss Brasil Gay 2017. Numa noite de simpatia, luxo, cores, glamour, vestidos cravejados de pedraria e muito brilho, a gaúcha Guiga Barbieri, moradora de São Paulo, levou a coro defendendo o estado mineiro. A competição de beleza mais importante do mundo LGBT, que existe há 41 anos, ocorreu na noite deste sábado, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

Como tema Masculino e feminino, o universo do transformismo, a 37ª edição do evento foi só animação. O Miss Brasil Gay voltou depois de três edições consecutivas fora do ar. Ao todo, quatro edições (2012, 2014., 2015 e 2016) foram canceladas por falta de recursos.

O concurso mobiliza 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. São 27 candidatos, entre os quais é escolhido o mais belo transformista do país. A principal regra é: os concorrentes devem ser do sexo masculino, não podem ser travesti ou transexual, sendo proibidas as intervenções cirúrgicas estéticas.

O evento é conhecido internacionalmente, fato que lhe rendeu registro como patrimônio imaterial do município em 2007. Neste ano, foi lançada uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para fazer o evento, mas apenas 1% da meta de R$ 126 mil foi alcançada, segundo o site da mobilização.

A Miss Minas Gerais 2017 recebeu a coroa das mãos de Sheila Veríssimo, vencedora da edição 2013 pelo estado do Espírito Santo. O concurso foi criado em 1976, em pena ditadura militar, pelo cabeleireiro Francisco Mota. É o primeiro registro de organização à militância gay do país em prol de um mesmo ideal pela conquista de espaço, direitos e respeito.

Tags:, , , , , ,

>Link  

Pabllo Vittar fará participação em A Força do Querer, diz Gloria Perez
   Blog Diversidade   │     20 de agosto de 2017   │     14:21  │  0

A autora Gloria Perez anunciou neste sábado em seu Twitter que a cantora Pabllo Vittar fará uma participação na novela

A Força do Querer‘, da Globo. “Pabllo Vittar também vai estar em A Força do Querer”, escreveu Gloria.

A notícia chega um dia após Pabllo cancelar sua participação no Criança Esperança devido a uma infecção no siso. Para seu lugar foi escalado o ator Silvero Pereira, que interpreta uma travesti na novela.

A novela ‘Força do Querer’ tem sido responsável por elevar os índices de audiência do horário nobre da Globo. Um dos assuntos abordados na trama é a identidade de gênero, mas ainda não há detalhes sobre a participação de Pabllo na novela.

A cantora drag queen também está no topo das paradas. Depois de hits próprios como Todo Dia e K.O, ela participou do hit Sua Cara, com Anitta e Major Lazer, e, na última semana lançou uma parceria com Preta Gil na música Decote.

Pabllo Vittar de volta a Maceió

Para os viciados em Vittar, a boa é q (mais…)

Tags:, , ,

>Link  

Lideranças criarão a 1ª casa de acolhimento para LGBT de Alagoas
   Blog Diversidade   │     6 de agosto de 2017   │     22:37  │  0

Com a cara e a coragem, os militantes LGBT: Nildo Correia – presidente do Grupo Gay de Alagoas-GGAL, Laffon Pires – Presidente do Grupo Gay do  Tabuleiro-GGT, Messias Mendonça – Presidente do Grupo Gay de Maceió-GGM e Maria Santos – Presidente do Grupo de Mulheres Negras e lésbicas de Alagoas-DANDARA, estarão abrindo até o final do mês em curso, ou início de setembro, a primeira casa de acolhimento voltada para a população LGBT e pessoas vivendo com HIV/AIDS do Estado de Alagoas.

O espaço chamará, Casa de Acolhimento e Apoio Ezequias Rocha Rego, em homenagem a um dos fundadores do GGAL, assassinado em 2011. 

A casa será no centro da cidade de Maceió, e contará com a prestação dos serviços em assistência jurídica, psicológica, social; cursos profissionalizantes; entrega de preservativo, gel lubrificante e material informativo; espaço para encontros de convivência, além de oferecer abrigo a lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais espulsos  de casa por seus familiares, LGBT idoso e pessoas vivendo com HIV/AIDS.

A iniciativa será feita na raça, mas já conta com o apoio e doações de simpatizantes da causa.

Para Maria Santos – presidente do Dandara, a iniciativa chega a Alagoas para somar na luta contra a exclusão da população LGBT alagoana. “Tomamos está iniciativa, porque se não for a gente a darmos a cara a bater de início, as coisas não andarão”

Para Laffon Pires – Presidente do GGT, são iniciativas como está que fazem a diferença, e vamos em frente, promovendo ações nas áreas da saúde, geração de emprego e renda, educação, cultura e outras necessidades que fortaleça a equiparação de direitos civis e sociais para lésbicas,  gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas vivendo com HIV/AIDS.

Messias Mendonça – Presidente do GGM, fala na importância e impacto social na vida do público assistido. “Você aí que está lendo esta matéria, sabe a importância de se dá colhida a um jovem LGBT que foi espulso de casa, que se encontra sem chão e desnorteado, com medo do que encontrará pela frente?, Reflita!”.

Já Nildo Correia- presidente do GGAL, aproveitou o momento para convidar toda a militância LGBT alagoana, simpatizantes da luta a se engajar em prol desta causa. “Causa está limpa, sem fins lucrativos, cheia de sede de igualdade de direitos”.

Os interessados em contribuir com doações como: cama; colchão; roupa de cama, mesa e banho; remédios, ou outros donativos, além de serviço voluntário, deverão entrar em contato pelo whatzapp: 82 99644-1004.

Tags:, , , , , , , , , ,

>Link