Category Archives: Filmes

Claudio Bruno roda mais de 90 países como Bento Alves de “A Todo Vapor”
   Blog Diversidade   │     29 de dezembro de 2020   │     21:50  │  0

O ator paulistano Claudio Bruno não foge de um bom desafio e está rodando o mundo, virtualmente, com a série “A Todo Vapor”, que acaba de chegar a mais de 90 países pela Amazon Prime Video. É a primeira série brasileira de steampunk e tem criação de Felipe Reis e Enéias Tavares, com produção da Cine Kings Produções e de Brasiliana Steampunk, e co-produção da Blues Content e Anim All.

Steampunk, também conhecido como Vapor Punk ou Tecnavapor (abreviação de ”Tecnologia a Vapor”) é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990.

São ao todo oito episódios com personagens clássicos da Literatura Brasileira como Capitu (“Dom Casmurro”), Juca Pirama (do poema de Gonçalves Dias) e Bento Alves (“O Ateneu”), interpretado por Claudio Bruno com uma releitura bem moderna como personagem gay nesta trama, com direito a formar casal com Sérgio Pompeu, interpretado por Pedro Passari.

O enredo traz os detetives paulistanos Juca Pirama e Capitu Machado indo à Vila Antiga dos Astrônomos para investigar uma série de crimes rituais. Para os ajudar, os heróis do Parthenon Místico são chamados.

E este time conta também com outras presenças ilustres que incluem a misteriosa viúva Aurélia Camargo (“Senhora”), o padre Eugênio Guimarães (“O Seminarista”) e o ambicioso industrial Henry McHell. No centro desse mistério, os arcanos do tarô e uma seita profana envolvendo Pamu o Venerável! No elenco também estão: Thais Barbeiro, Pamela Otero, Luiz Carlos Bahia, Antônio Destro, Paulo Balteiro, Bruna Aiiso, Alessandro Imperador e Yoram Blaschkauer.

“Na primeira reunião com os outros atores, conheci o Pedro Passari, ator que ia interpretar Sergio Pompeu. De cara, tivemos uma conexão por termos vários amigos em comum do meio do teatro musical aqui em São Paulo. Tive a ideia de marcar ‘um laboratório’ com ele em casa. Como o Sergio Pompeu e o Bento Alves haviam se conhecido no colégio, pedi para o Passari trazer fotos de álbuns de infância e adolescência dele para trocarmos nossas experiências pessoais. Isso foi muito importante para ficarmos à vontade em cena”, conta Claudio Bruno.

O ator conta que sentiu uma grande responsabilidade ao interpretar Bento Alves “ porque sempre que você faz papel de alguém que existiu ou de alguma coisa clássica, é preciso ter uma certa responsabilidade para manter veracidade no que você está fazendo. Eu tive essa liberdade de o personagem vir 30 anos depois do que está no livro”.

Claudio detalha que, a pedido do diretor, seu personagem é seco, frio, com exceção das cenas em que ele está com Sérgio, onde mostra um pouco mais de afetividade. “O que eu acho mais legal é justamente este contraste. O Sérgio Pompeu na série é muito delicado, arrumadinho, chique. O Bento Alves é exatamente o oposto, mais rústico, isso que eu acho divertido”, conta.

Sobre a relação entre os dois personagens, é como se 30 anos tivessem se passado e os dois já tivessem resolvido muito bem sua relação, que é de amor, respeito e companheirismo. É o primeiro papel gay da carreira de Claudio Bruno, que buscou fazer um personagem sem esteriótipos, mais natural, próximo da realidade.

Mais novidades
Mas não para por aí o desafio de Claudio Bruno, que está com três projetos andando. “Eu estou fazendo o personagem de um jornalista em ‘O Mímico’, que vai ser uma série também. Já foi livro, já virou história em quadrinhos também e agora série. É sobre um anti-herói, um policial que tem a mulher assassinada no dia do casamento e ele se revolta e decide ter uma identidade secreta. Ele quer se vingar de tudo o que aconteceu e acaba descobrindo corrupção, um monte de coisas a partir disso. É uma figura paralela à polícia”, adianta.

Corajoso
Claudio Bruno é também artista plástico e designer gráfico e teve sua formação em Teatro na Flórida, Estados Unidos, onde morou para avançar nos estudos de design. Mas os palcos o chamaram em uma voz impossível de ser ignorada. Claudio se lançou em diversos peças de teatro, principalmente o teatro musical, nos EUA e hoje conta em seu currículo com nove peças de teatro.

Já participou de diversos curtas-metragens e gravou comerciais de TV. Sua paixão e inspiração são o cinema italiano e os clássicos de Hollywood. Fala fluentemente inglês, italiano espanhol e francês. Pratica musculação, natação e luta jiu-jitsu.

Instagram:
@claudiobrunoator
@atodovapor.oficial


Tags:, , , , , , , , ,

>Link  

Saiu o Trailer Oficial de Divinas Divas, Assista!
   Blog Diversidade   │     31 de maio de 2017   │     0:00  │  0

Estréia do Filme Documentário, será no próximo dia 22 de Junho.

As Divinas Divas são ícones da primeira geração de Artistas Travestis no Brasil dos anos 1960. Um dos primeiros palcos que elas se apresentaram, foi o Teatro Rival, dirigido por Américo Leal, na época, avô da atual diretora do documentário, Leandra Leal.

Estréia do Filme Documentário, será no próximo dia 22 de Junho.

O filme traz para a cena a intimidade, o talento e as histórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral e o conservadorismo de uma época, iniciando a história da Travestilidade no Brasil.

Hoje o termo “Travesti”, se tornou uma identidade de gênero no país, e essa história foi iniciado por essas Divinas Divas.

Tags:, , , , ,

>Link  

Conheça Lukas Jesus, a nova estrela gay portuguesa
   Blog Diversidade   │     13 de fevereiro de 2017   │     1:32  │  0

Lukas Jesus tem 25 anos e é a mais nova aposta da produtora de filmes gay adulto Hot Gay

Lukas Jesus tem 25 anos e é a mais nova aposta da produtora de filmes gay adulto Hot Gay

Lukas Jesus é o novo nome a reter no panorama do cinema gay para adultos. A sua estreia vai acontecer no Eros Porto, que decorre de 9 a 12 de março, salão onde fará parte do elenco da Hot Gay, a área LGB do festival. Natural de Aveiro, Lukas Jesus é formado em Hotelaria, tem 25 anos e mudou-se há quatro anos para Colónia, na Alemanha, onde trabalha num restaurante.

Confessa-se “viciado em sexo” e, apesar de por agora poder “ser visto apenas em vídeos caseiros que realizou com amigos” os convites “para as grandes produções já começaram a chegar”, afirma-se no comunicado de imprensa.

O que mais gosta é de “conhecer novas pessoas e fazer sexo com diferentes parceiros”. A área HotGay do Salão Erótico do Porto, na Exponor, acolhe diversos espetáculos eróticos e porno, nos quais se incluem os trios bissexuais entre dois atores e uma atriz, orgias, fistings, BDSM e pole dance, explica a organização do evento.

Tags:,

>Link