Category Archives: Cultura

Exposição Cabeça-girando do fotógrafo espanhol Joan Crisol mostra o nu masculino de uma forma impressionante
   Blog Diversidade   │     1 de março de 2017   │     0:00  │  0

Este slideshow necessita de JavaScript.

Retratos cabeça-girando do fotógrafo espanhol Joan Crisol, com homens extremamente masculinos são nada menos que impressionante. Ele captou os atores em varias formas, e o resultado é verdadeiramente magnifico.

A beleza das imagens ficaram totalmente sem adornos e simplesmente manifesta a beleza masculina de uma forma totalmente sem o dito porno-erótico .

O trabalho de Joan tem-sido destaque em revistas de todo o mundo, e  em vários livros de artes publicados nos diversos continentes.

Tags:,

>Link  

Novo projeto leva entretenimento Gay para o público nos bairros
   Blog Diversidade   │     5 de janeiro de 2017   │     10:52  │  0

                                                                     Sextas Intenções, isso mesmo. É o novo projeto LGBT de promoter’s da capital alagoana, e tem como objetivo levar entretenimento para o público gay do bairro do Jacintinho e entorno.

O projeto é realizado por promoter’s da capital, em parceria com a casa de show Sítios Bar, e já se iniciará amanhã, 6/1, e seguirá a programação realizando sucessivamente todas as sextas

Dando início amanha, sexta-feira, a balada terá o show da Drag alagoana Melyna Ryos, além do subcomando da pista , está com o best Deejay John Dayvisson, e a participação dos DJs Jean Pierre e Walter Leite.

Então meu amor, você que está ai sem saber o que fazer na noite de amanhã, vá a casa e curta um espaço com bar,seg urança,som, iluminação e muita paquera e azaração. 

Informações pelos Whats: 082 98744-2968 ou 98859-6249.

 

Tags:

>Link  

Dj Paulo Pringles agitará hoje Festa de Pré-reveillon em MCZ
   Blog Diversidade   │     30 de dezembro de 2016   │     17:13  │  0

O

Pringles promete estremecer o solo de Jaraguá hoje na noite de hoje.

Pringles promete estremecer o solo de Jaraguá hoje na noite de hoje.

Club Havana Dance Maceió, realiza hoje dia 30/12, e última sextona de 2016, uma grande prévia   de fim de ano.

O evento é uma produção do promoter Alagoano @CristianodeBarros, que promete que o evento será uma party para lá de animada.

Já o controle da pista ficará por conta do Deejay Alagoano, e um dos residentes da casá @MaxxLogan, além da participação mais que mega especial do Dj Paulistano Paulo Pringles.

Então meus [email protected] Você aí mesmo que é mega e hiper Paulo Pringlesmaníaco, chegue cedo para evitar filas, e curta uma party regada à muito espumante e uma pista inflamável de eletrizante.

Tags:, , , , ,

>Link  

Livro conta a história da imprensa Gay no Brasil
   Blog Diversidade   │     2 de dezembro de 2016   │     13:22  │  0

13890301Em 1978 estava sendo lançado no Brasil o primeiro jornal gay, ‘Lampião da Esquina’, tocado por 12 intelectuais e jornalistas que saíram do armário, entre eles um ainda discreto, Agnaldo Silva. Desaba em Florianópoliso advogado João Antônio Mascarenhas, gaúcho de Pelotas, há décadas no Rio de Janeiro, um dos mais ativos militantes da nascente causa gay. Procura o também pelotense,  jornalista Luiz Lanzetta, refugiado na Ilha depois de ter lançado um jornal alternativo na terra natal, chamado ‘Triz’, que contara pela primeira vez as razões da então famigerada fama da cidade. A manchete de capa era: “Frescura?”.

Embora decepcionando João Antônio, pois “não honrava as tradições da terrinha”, Lanzetta ajudou no lançamento do jornal na cidade. E mais: ousadamente, num programa de televisão. João Antônio preocupava-se em como, no horário vespertino, evidenciar a sua causa. Vestiu uma vistosa calça vermelha. Mas, no final da entrevista, saiu espantado: “Ele desmunheca mais do que eu!”. Era o programa do Celsinho Pamplona, na TV Cultura.

Esta é uma das 21 crônicas, reportagens, memórias e outros textos, feitos por 14 autores, que estão no Livro “50 Tons de Rosa, Pelotas no Tempo da Ditadura”, organizado pelo escritor e jornalista Lourenço Cazarre. Também exilado na Ilha depois do Triz, em 1976, autor de mais de 40 livros, Cazarré é mais conhecido hoje como o pai do Juliano. Há também textos do cantor e compositor Kleiton Ramil e do ator José de Abreu que, em sete anos muito loucos, recuperou sua carreira artística a partir de Pelotas.

O repórter investigativo Lúcio Vaz (A Ética da Malandragem – no submundo do Congresso Nacional) narrou, através do fichário do SNI, como a ditaduravia os subversivos pelotenses da época (um trabalho que, feito em Florianópolis, daria resultados interessantes). E ao  contrário do ocorrido com o Triz, 50 Tons de Rosa foi recebido com festa na Feira do Livro de Pelotas.

>Link  

Peça Os Homens do Triângulo Rosa fará curta temporada em Maceió
   Blog Diversidade   │     12 de julho de 2016   │     10:27  │  0

Com direção de Margarida Peixoto e patrocínio da Petrobras, novo espetáculo da companhia de Porto Alegre será apresentado em Maceió nos dias 16 e 17 de julho  

IMG_9800A Cia Teatro ao Quadrado, de Porto Alegre (RS) estará em Maceió para apresentar o espetáculo teatral Os Homens do Triângulo Rosa – a mais recente montagem do grupo, dirigida por Margarida Peixoto – e ainda oferecer gratuitamente uma oficina teatral destinada a grupos e artistas locais. Em curtíssima temporada, serão apenas duas sessões em Maceió, nos dias 16 e 17 de julho, às 20h no Teatro Deodoro, com ingressos a preços populares (R$ 20,00 e R$ 10,00), tradução para LIBRAS e debate após as apresentações sobre homofobia, intolerância e o processo de pesquisa que deu origem ao espetáculo. Já a oficina ocorrerá no dia 18 de julho, das 14h às 18h, também nas instalações do Complexo Cultural Teatro Deodoro, ministrada pela diretora do espetáculo Margarida Peixoto e pelo ator e dramaturgo Marcelo Ádams.

A peça integra o projeto “Os Homens do Triângulo Rosa – Circulação”, financiado pela Lei Rouanet/Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobras, que além de passar por Maceió também realizará a circulação por João Pessoa, na Paraíba.

A montagem traz uma das histórias mais impactantes, mas pouco conhecidas da Segunda Guerra Mundial: a perseguição aos homossexuais pelo regime nazista, na Alemanha das décadas de 1930 e 1940. Triângulo rosa era a forma como eram chamados os prisioneiros homossexuais dos campos de concentração, porque levavam em seus uniformes a insígnia que os discriminava, considerados inferiores a todos os outros prisioneiros, como judeus, ciganos e criminosos comuns. A peça conta a história de homens que sofreram com a brutalidade daqueles tempos, mas que encontraram, mesmo em condições terríveis, um lugar para o amor. Um espetáculo de grande força e contundência dramática, mas que abre espaço para a poesia e a esperança.

A Cia Teatro ao Quadrado, em atividade desde 2002, tem como principais características de suas encenações a investigação dramatúrgica e a ênfase no trabalho do ator. Mantém uma produção ininterrupta em artes cênicas na cidade de Porto Alegre, tendo em seu histórico mais de dez montagens e treze prêmios. Os Homens do Triângulo Rosa conquistou o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz para sua montagem, o Prêmio Braskem em Cena de melhor ator para Marcelo Ádams, o Prêmio Açorianos de melhor ator coadjuvante para Frederico Vasques e o Prêmio Cena Inesquecível, oferecido pela Escola de Espectadores de Porto Alegre.

WEB_OHDTR_circ16_macFBWAINSTA

Tags:, ,

>Link