Category Archives: Cultura

GGB realizará o 21º Concurso de Fantasia LGBT do Carnaval de Salvador
   Blog Diversidade   │     10 de fevereiro de 2018   │     12:51  │  0

Evento é organizado pelo GGB e acontece nas escadarias do Palácio Thomé de Souza. 

O Grupo Gay da Bahia (GGB) realizará o 21º Concurso de Fantasia LGBT do Carnaval de Salvador, que acontece na segunda-feira , 12/2, nas escadarias do Palácio Thomé de Souza, na Praça Municipal.

A programação começa às 15h e segue até 22h, com DJs e shows de coletivos de atores transformistas, encerrando uma banda. Marcelo Cerqueira, presidente do GGB, explica que a enteidade busca priorizar apresentações de ativistas.  “Buscamos, por meio da arte e do trabalho dos artistas, denunciar os homicídios LGBTfóbicos e o feminicídio”.

 denunciar os crimes contra as mulheres, o ator Ferah Sunshine desenvolveu uma performance caracterizado a partir da música Maria da Vila Matilde, interpretada na voz de Elza Soares. A canção estimula ligar para 180 em casos de violência contra mulher.

Com a finalidade de denunciar os crimes contra mulheres trans, as atrizes Kimberly Portinaly e Naomy Becker utilizaram a música Brasil, na voz de Gal Costa, para denunciar a brutalidade com que a travesti Dandara dos Santos foi executada em março do ano passado, em Fortaleza, no Ceará. Dando continuidade às denúncias, a transformista Scarlet utiliza a música “Que tiro foi esse”, de Jojo Toddynho, para falar dos crimes contra gays. O Coletivo Bonecas Pretas utiliza a arte para denunciar o racismo homofóbico.

O cantor Verciah e a banda Muriquins faz o encerramento da noite a partir das 20h.  A banda leva ao palco muito reggae, ijexá, afrobeat, samba-reggae e muito groove. O 21º Concurso de Fantasia é uma realização do Grupo Gay da Bahia (GGB), Quimbanda Dudu e Bloco Vamos Nessa, com patrocínio da Prefeitura Municipal do Salvador.

Confira a programação:

Praça Municipal s/n – Centro – Salvador, Bahia,

Apresentação
Apresentador: Bagagerie Spilberg
Apresentador: Michelle Loren
Locução de Palco: Jocimar Ramos

PROGRAMAÇÃO COM ELENCO

15h00 – Atração eletrônica de abertura

DJ Chiquinho

Tribal house

15h00 – DJ (intervalos e gestão da programação musical) 

Discotecagem/música eletrônica

DJ Heckel Júnior

Apoio de produção – Otávio Reis

16h20 – Performance Que tiro foi esse!

Artista: Scarlet e balé

Interpretação na voz de Jojo Todynho, performance de Scarlet, personagem feminina criada pelo ator Edson Júnior.

Scarlet ao longo do show faz uma paródia dramática do nome da música com as mortes de LGBT no Brasil em 2017, usando os dados estatísticos do Grupo Gay da Bahia. Ela quer denunciar os tiros errados que afetam as vidas dessa população no Brasil.

16h30 – Leandro Silva. Performance Pablo Vittar Cover.

Sua Cara. Anitta, Pabllo Vittar.

No Chão. Pabllo Vittar

K.O. Pabllo Vittar

O artista, maquiador profissional, aproveita de sua semelhança física com a pop star Pablo Vittar, acrescenta a isso elementos do teatro, da dança, da estética, musicalidade, elementos da dublagem e apresenta um show com muita similaridade, ao que seria do pop star. Os bailarinos do evento Wallace Lima e Felipe se apresentam no espetáculo.

16h40 – Uma viagem no Carnaval de Salvador

Turista de quatro estados, ao chegarem a Salvador, tem as malas extraviadas, e a dona da pousada onde se hospedam é uma drag queen. Na ausência de suas roupas, todos vão para a avenida fantasiados, onde tudo de inusitado vai acontecer. Uma paródia que revela que o pior é ficar de fora do Carnaval de Salvador. Pot-pourri com as músicas Banho de Cheiro, Camelô, Mulamba Mulamba e Cafe Saved.

Elenco

Ginna D’mascar

Nágila Goldstar

Mell Blera

Orleth Ornelas

Milla Hunty

17h00 – Bonecas Fora da Caixa.

Coletivo Bonecas Pretas. Performance que agrega a arte do transformismo à luta contra o racismo que ainda persiste na sociedade.

Elenco/performance:

Alehandra Dellavega

Dandara

Ferah Sunshine

Saphyra Luzz

Ludmilla Black

Sasha Heels

Suzzy D’costa

Yanna Stefens

17h30 – Desfile de Fantasia Categoria Originalidade

Passarela tapete vermelho

18h30 – Performances

Artista Gilvan Oliveira

Bambo do Bambu (Ney Matogrosso)

Tem de Rebolar (Ney Matogrosso)

Performance dos atores Everton Menezes (Suzzy D´Costa), interpretando Elza Soares, e Gilvan Oliveira, interpretando Ney Matogrosso.

Interpretações nas vozes de Elza Soares e Ney Matogrosso.

Marcação: Bambo de Bambu, introdução instrumental

– Performance do Balé

– Entrada de Gilvan Oliveira, interpretando o cantor Ney Matogrosso

– Gilvan e Balé no palco

– Gilvan Oliveira recebe Everton Menezes (Suzzy D´Costa) para performance de Elza Soares

– Maria da Vila Matilde – (Porque se a da Penha é brava, imagine a da Vila Matilde)

– Ferah Sunshine, performance e balé

Na voz de Elza Soares, performance de Ferah Sunshine. Durante o show os bailarinos mostram cartazes de números de feminicídios – Campanha “Sou mulher, mereço respeito, denuncie 180”.

Ativismo social: denúncia à violência contra a mulher. Fala da Secretária Julieta Palmeira, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia. Secretária fala sobre feminicídio. Acompanha balé.

18h45 – Brasil, mostra a sua cara!

Na voz de Gal Costa

Elenco / performance:

Kimberly Portinaly

Naomy Becker

Performance que denuncia a violência contra transexuais no Brasil. Para ilustrar o quadro dramático, as artistas utilizam o caso “Dandara”. A travesti Dandara dos Santos foi espancada, humilhada e assassinada a tiros por um grupo de homens, na cidade de Fortaleza, no Ceará, em março de 2017. Na performance, Dandara ganha minutos de vida na interpretação de Naomy Becker.

19h00 – Desfile Categoria Luxo

Apresentação da categoria luxo

Premiação das categorias

20h30 – Vérciah e Banda Muriquins!

Banda de Música Preta Brasileira, formada pelo cantor e compositor trans, Vérciah, o guitarrista e compositor Gabriel Barros, o baterista, compositor e diretor musical Marcos Santos e o baixista Zé Livera. A banda traz um show dançante, com composições que pontuam questões ligadas à raça, gênero e classe. E ao carnaval, claro.

Tags:, , , , , ,

>Link  

Baby Leclerir traz para Maceió o show cultural Eles e Elas
   Blog Diversidade   │     18 de janeiro de 2018   │     13:46  │  0

 27/1, a partir das 19 horas, no Espaço Cultural Arte Pajuçara, diretamente dos palcos internacionais, a artista  Baby Leclerir, traz para Maceió o show cultural “Eles e Elas “,sobre direção da Atriz e Produtora Cultural,  Dinah Ferreira,  no Cine Arte Pajuçara.  Além de abrir espaço para novos talentos, o show agrega artistas de todo o Brasil,  trazendo atrações  da arte transformista para o palco de Maceió.

Baby Leclerir nasceu em Alagoas, e atualmente mora na suiça. Nos anos, 80 começou sua carreira  na televisão e no teatro da sua cidade, em seguida partiu para o Rio de janeiro, onde trabalhou com Rogéria, Meime dos Brilhos, Kátia Jones, Laura de vision,e Erick Barreto – ator transformista que se apresentava  no programa do Silvio Santos-.  Com o sucesso dos seus números, a artista recebe o convite para sair na revista ‘Staine’ da Alemanha, onde surgiu  proposta de trabalho no exterior. Em 2017, fez uma temporada no lest europeu com um grande show. Em Maceió  realizou  o show Cultural “Noite das Divas” no Teatro de Arena.

ELES & ELAS

Local: Cine Arte Pajuçara

Ás 19:30 hrs

Ingressos: 20,00 reais

Maiores informações: 99930-2603 (whatsapp)

Fonte: ASCOM Eles & Elas

Tags:, ,

>Link  

Presidente do GGAL será um dos agraciados do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana
   Blog Diversidade   │     15 de janeiro de 2018   │     18:55  │  0

Nildo Correia está há 17 anos a frente do segundo maior evento de massa e mobilização social do Estado, a Parada do Orgulho LGBTI+ de Alagoas, que ao longo de mais de uma década e meia promove ações de incentivo a cultura LGBTI+ , a exemplo do Festival de Arte e Cultura LGBTI, e outras ações.
Nildo está na presidência do Grupo Gay de Alagoas – GGAL, no seu primeiro mandato de quatro anos, mas milita em prol da causa LGBTI+ Alagoana desde 97, onde iniciou ações em prol da causa, a convite do fundador do movimento, Marcelo Nascimento.
Correia também se destaca no Estado, quando o requisito é direitos humanos em prol dos LGBTI+ Alagoano. É o militante que mais apresentou sugestões de lei ao parlamento Municipal de Maceió, a exemplo do PL que cria cotas de moradia popular voltada aos casais homoafetivo no município de Maceió, PL que reformula a lei de combate a homofobia em MCZ, PL que torna a praça Rayol , no  bairro histórico Jaraguá , uma referência LGBTI+ na cidade de Maceió, entre outros.
O Prêmio Notáveis da Cultura Alagoana foi instituído em 2005 numa brincadeira, uma sátira aos prêmios de fim de ano que têm meramente interesse monetário, diferente do Notáveis, que homenageia personalidades da Cultura, em Alagoas.
Por tudo isso a Associação Cultural Alagoa do Sul vem premiando as pessoas que realmente contribuíram para a cultura alagoana ao longo dos anos anteriores, desde 2005.
Este ano, a 14ª edição, do Prêmio Notáveis da Cultura Alagoana, ocorrerá no dia 25/1( quarta-feira), a partir das 17 horas, durante a Festa Literária do Por do Sol, na barraca de Praia Pedra Virada – orla de Ponta Verde, Maceió/AL.
RELAÇÃO DOS VENCEDORES DO

14º PRÊMIO NOTÁVEIS DA CULTURA ALAGOANA -2017

GASTRONOMIA
BUDEGA DA MACAXEIRA – Restaurante
ZEPPELIN – Botequim
BAIANA DO MERCADO DE JARAGUÁ – Café da manhã
PEDRA VIRADA – Barraca de Praia
LUIZ EUDES, O REI DOS SUSPIROS – Doce
MARIA BONITA – Tapioca

MÚSICA
IGBONAN ROCHA – Cantor
ANDRÉA LAÍS – Cantora
DYDHA LYRA – Cantor Lírico
ELVIRA REBELO – Cantora Lírica
ELIEZER SETTON – Forrozeiro
CHAU DA PIFE – Músico
JÚNIOR ALMEIDA – Compositor
MAX CARVALHO – Maestro
SOLAR – ANDRÉA LAÍS – CD
CACHORRO URUBU – Grupo Musical
FILARMÔNICA CARLOS GOMES – Orquestra
DE GONZAGA A DOMINGUINHO – Espetáculo Musical
VEM VER A BANDA TOCAR – Programa Musical para Comunidade
RELUZ – Coral
BEIRA-MAR de JURANDIR BOZO – Música
W & k – Orquestra de Frevo

LITERATURA
JOSÉ ARNALDO LISBOA MARTINS – Crônica
RITA CORURIPE – Poesia
FINADOS E DESAFINADOS – Romance – Jorge Tenório
BAIRROS DE MACEIÓ, UMA VISÃO POÉTICA –Livro de poesia – Ari Lins Pedrosa
ALBERTO PASSOS GUIMARÃES– Livro de memória – Geraldo de Majella
DJALMA MELLO – Literatura Esportiva
MIRA DANTAS – Bibliotecária
AILTON VILLANOVA – Literatura Humor
PASSARINHAR – Incentivo à Leitura

IMPRENSA
GENTE DA GENTE – Programa de TV – Claudia Bulhões
VIDA DE ARTISTA – Programa de Rádio
CADERNO B GAZETA DE ALAGOAS – Caderno de Cultura
LARISSA BASTOS – Jornalista de Cultura.
FELIPE CAMELO – Fotógrafo de Imprensa.
FOLHA DA BARRA – Revista
Site Bairros de Maceió
LÉO VILLANOVA – Chargista
LÉO PALMEIRA – Coluna

DIVERSOS
MARIA EMÍLIA CLARK – Dança
CIDA VIEIRA – Escultura
ALEXANDRE HOLANDA – Produtor Cultural
A VELHA – Peça de Teatro
CHICO DE ASSIS – Ator
CARLEANE CORREIA – Atriz
COMPLEXO CULTURAL TEATRO DEODORO – Espaço Cultural
8ª BIENAL DO LIVRO DE ALAGOAS – Evento Literário
1ª FESTA LITERÁRIA DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS – Evento Cultural
QUINTAL CULTURAL – Espaço Cultura Popular
ROGÉRIO DYAS – Agitador Cultural
VIRADA CULTURAL 2017 (SECULT) – Evento Musical
VÂNIA OLIVEIRA: Artesanato
CARLINHOS DA CRUZ DAS ALMAS -Mestre de Folguedos
CIDINHA MADEIRO – Fotógrafa Amadora

PRÊMIOS ESPECIAIS
TEKA RENDEIRA – Prêmio Especial
ARNALDO FERREIRA – Reportagem sobre o Sururu
PEDRO OLIVEIRA – Instituto Cidadão
MARCOS VIEIRA – A Cultura como Economia Criativa
JÚLIO CÉSAR SILVA – Prefeito de Palmeira dos Índios
FÁTIMA MENEZES – Carnavalesca
GERALDO CÂMARA – Prêmio Especial
ISVÂNIA MARQUES – Secretária de Cultura de Palmeira dos índios
ORQUESTRA FILARMÔNICA DE ALAGOAS -Prêmio Especial
EDSON BEZERRA – Prêmio Especial
LULA NOGUEIRA – Pintura Naif
NILDO CORREIA (GGAL)- Ativista Social
GAVIÕES DA PAJUÇARA – Escola de Samba
BLOCO SIRI MOLE – Bloco de Carnaval
PREGO – Carnavalesco
PATAXÓ TOUR – turismo Cultural.

Tags:, , , ,

>Link  

Criador do Glee fará seriado com o maior elenco trans da história da TV
   Blog Diversidade   │     4 de novembro de 2017   │     9:05  │  0

Conhecido por criar as séries Glee e American Horror Story,Ryan Murphy deu uma excelente notícia para a comunidade trans. Ele anunciou que seu próximo trabalho terá o maior elenco com artistas trans em toda a história da TV.

Trata-se da série Pose, exibida pelo canal FX, que terá cinco atrizes e atores trans em papeis de destaque. As gravações para o piloto começam neste mês.

Dentre os artistas confirmados há alguns nomes conhecidos, bem como MJ Rodriguez (Luke Cage e O Diário de Carrie),Hailie Sahar (Mr. Robot e Transparent), Indya Moore(Saturday Church), a modelo Dominique Jackson e Angelica Ross.

O roteiro conta com Our Lady J (a mesma de Transparent) e da militante trans Janet Mock. Pose falará sobre sobre diferentes histórias de pessoas que moram em Nova York na década de 80, enfrentam diversas pelejas e curtem a noite LGBT da metrópole. Curiosos?

Por NLUCON

Tags:, , ,

>Link  

Minas Gerais leva o título no Miss Gay Brasil
   Blog Diversidade   │     21 de agosto de 2017   │     22:57  │  0

A gaúcha Guiga Barbieri, moradora de São Paulo, levou a coroa defendendo o Estado mineiro.

É de Minas Gerais a grande vencedora do Miss Brasil Gay 2017. Numa noite de simpatia, luxo, cores, glamour, vestidos cravejados de pedraria e muito brilho, a gaúcha Guiga Barbieri, moradora de São Paulo, levou a coro defendendo o estado mineiro. A competição de beleza mais importante do mundo LGBT, que existe há 41 anos, ocorreu na noite deste sábado, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

Como tema Masculino e feminino, o universo do transformismo, a 37ª edição do evento foi só animação. O Miss Brasil Gay voltou depois de três edições consecutivas fora do ar. Ao todo, quatro edições (2012, 2014., 2015 e 2016) foram canceladas por falta de recursos.

O concurso mobiliza 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. São 27 candidatos, entre os quais é escolhido o mais belo transformista do país. A principal regra é: os concorrentes devem ser do sexo masculino, não podem ser travesti ou transexual, sendo proibidas as intervenções cirúrgicas estéticas.

O evento é conhecido internacionalmente, fato que lhe rendeu registro como patrimônio imaterial do município em 2007. Neste ano, foi lançada uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para fazer o evento, mas apenas 1% da meta de R$ 126 mil foi alcançada, segundo o site da mobilização.

A Miss Minas Gerais 2017 recebeu a coroa das mãos de Sheila Veríssimo, vencedora da edição 2013 pelo estado do Espírito Santo. O concurso foi criado em 1976, em pena ditadura militar, pelo cabeleireiro Francisco Mota. É o primeiro registro de organização à militância gay do país em prol de um mesmo ideal pela conquista de espaço, direitos e respeito.

Tags:, , , , , ,

>Link