Monthly Archives: dezembro 2020

Claudio Bruno roda mais de 90 países como Bento Alves de “A Todo Vapor”
   Blog Diversidade   │     29 de dezembro de 2020   │     21:50  │  0

O ator paulistano Claudio Bruno não foge de um bom desafio e está rodando o mundo, virtualmente, com a série “A Todo Vapor”, que acaba de chegar a mais de 90 países pela Amazon Prime Video. É a primeira série brasileira de steampunk e tem criação de Felipe Reis e Enéias Tavares, com produção da Cine Kings Produções e de Brasiliana Steampunk, e co-produção da Blues Content e Anim All.

Steampunk, também conhecido como Vapor Punk ou Tecnavapor (abreviação de ”Tecnologia a Vapor”) é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990.

São ao todo oito episódios com personagens clássicos da Literatura Brasileira como Capitu (“Dom Casmurro”), Juca Pirama (do poema de Gonçalves Dias) e Bento Alves (“O Ateneu”), interpretado por Claudio Bruno com uma releitura bem moderna como personagem gay nesta trama, com direito a formar casal com Sérgio Pompeu, interpretado por Pedro Passari.

O enredo traz os detetives paulistanos Juca Pirama e Capitu Machado indo à Vila Antiga dos Astrônomos para investigar uma série de crimes rituais. Para os ajudar, os heróis do Parthenon Místico são chamados.

E este time conta também com outras presenças ilustres que incluem a misteriosa viúva Aurélia Camargo (“Senhora”), o padre Eugênio Guimarães (“O Seminarista”) e o ambicioso industrial Henry McHell. No centro desse mistério, os arcanos do tarô e uma seita profana envolvendo Pamu o Venerável! No elenco também estão: Thais Barbeiro, Pamela Otero, Luiz Carlos Bahia, Antônio Destro, Paulo Balteiro, Bruna Aiiso, Alessandro Imperador e Yoram Blaschkauer.

“Na primeira reunião com os outros atores, conheci o Pedro Passari, ator que ia interpretar Sergio Pompeu. De cara, tivemos uma conexão por termos vários amigos em comum do meio do teatro musical aqui em São Paulo. Tive a ideia de marcar ‘um laboratório’ com ele em casa. Como o Sergio Pompeu e o Bento Alves haviam se conhecido no colégio, pedi para o Passari trazer fotos de álbuns de infância e adolescência dele para trocarmos nossas experiências pessoais. Isso foi muito importante para ficarmos à vontade em cena”, conta Claudio Bruno.

O ator conta que sentiu uma grande responsabilidade ao interpretar Bento Alves “ porque sempre que você faz papel de alguém que existiu ou de alguma coisa clássica, é preciso ter uma certa responsabilidade para manter veracidade no que você está fazendo. Eu tive essa liberdade de o personagem vir 30 anos depois do que está no livro”.

Claudio detalha que, a pedido do diretor, seu personagem é seco, frio, com exceção das cenas em que ele está com Sérgio, onde mostra um pouco mais de afetividade. “O que eu acho mais legal é justamente este contraste. O Sérgio Pompeu na série é muito delicado, arrumadinho, chique. O Bento Alves é exatamente o oposto, mais rústico, isso que eu acho divertido”, conta.

Sobre a relação entre os dois personagens, é como se 30 anos tivessem se passado e os dois já tivessem resolvido muito bem sua relação, que é de amor, respeito e companheirismo. É o primeiro papel gay da carreira de Claudio Bruno, que buscou fazer um personagem sem esteriótipos, mais natural, próximo da realidade.

Mais novidades
Mas não para por aí o desafio de Claudio Bruno, que está com três projetos andando. “Eu estou fazendo o personagem de um jornalista em ‘O Mímico’, que vai ser uma série também. Já foi livro, já virou história em quadrinhos também e agora série. É sobre um anti-herói, um policial que tem a mulher assassinada no dia do casamento e ele se revolta e decide ter uma identidade secreta. Ele quer se vingar de tudo o que aconteceu e acaba descobrindo corrupção, um monte de coisas a partir disso. É uma figura paralela à polícia”, adianta.

Corajoso
Claudio Bruno é também artista plástico e designer gráfico e teve sua formação em Teatro na Flórida, Estados Unidos, onde morou para avançar nos estudos de design. Mas os palcos o chamaram em uma voz impossível de ser ignorada. Claudio se lançou em diversos peças de teatro, principalmente o teatro musical, nos EUA e hoje conta em seu currículo com nove peças de teatro.

Já participou de diversos curtas-metragens e gravou comerciais de TV. Sua paixão e inspiração são o cinema italiano e os clássicos de Hollywood. Fala fluentemente inglês, italiano espanhol e francês. Pratica musculação, natação e luta jiu-jitsu.

Instagram:
@claudiobrunoator
@atodovapor.oficial


Tags:, , , , , , , , ,

>Link  

O blogueiro quer saber. Quem foram os LGBTQI+ alagoanos mais influentes em 2020
   Blog Diversidade   │     26 de dezembro de 2020   │     2:13  │  0

Muita gente pode não saber, mas algumas das pessoas mais influentes de nosso mundo moderno são ou foram gays.     A variedade de perfis dessas pessoas dá uma ideia do quanto a comunidade LGBT+ ao redor do mundo é diversa e do quanto o preconceito ainda é generalizado.    Por mais diferentes que sejam os contextos profissionais e políticos em que essas pessoas atuam, os pontos em comum entre elas são a popularida e como isso mesmo indiretamente possa contribuir com a visibilidade de nossas lutas e bandeiras.

Em Alagoas não é diferente do resto das regiões do Brasil e todo mundo, pessoas como blogueiros, jornalistas, colunistas, políticos , digitais influencers tem um perfil influente nas redes sócias, ferramenta esta que nos tempos modernos como os de hoje notoriam e visibilizam um universo incrível e diverso.

Pensando no contexto acima selecionamos alguns nomes notórios  em uma enquente e através dela apresentaremos  a partir de janeiro quem são os LGBTQI+ alagoanos mais influentes e populares de alagoas.

Então vamos lá, o blogueiro quer saber. Quem foram os LGBTQI+ mais influentes e tiveram destaque nas redes e outros meios de comunicação em Alagoas.

👉 Votação 👈

 

 

Tags:

>Link  

Influenciadores Álvaro ‘Alvxaro ,Gabo Pantaleão e Leydixaro visitam Centro de Acolhimento LGBTQIA+ em Maceió
   Blog Diversidade   │     24 de dezembro de 2020   │     19:10  │  0

  • 7Gabo Pantaleão e Álvaro ‘Alvxaro’ fizeram uma visita no espaço para sensibilizar a população sobre a importância do projeto

Os influenciadores digitais Gabo Pantaleão e Álvaro ‘alvxaro’ visitaram a sede do Centro de Acolhimento Ezequias Rocha Rego (CAERR), durante a tarde desta quinta (24), para ajudar na divulgação das necessidades da casa e divulgar a abertura do espaço, previsto para a primeira semana de janeiro.

Utilizando-se da grande influência adquirida em suas redes sociais, ambos os comunicadores fizeram vários stories sensibilizando a população sobre a importância da criação do espaço, que está precisando atualmente de doações de móveis e uma reforma em sua área interna.

“Viemos aqui no CAERR, um centro de acolhimento LGBTQIA + que irá inaugurar agora no dia 5 de janeiro. Eles ainda estão precisando de doações, como móveis, cadeiras, produtos de higiene e tudo o que puder”, publicou Álvaro em suas redes.

Gabo Pantaleão, a mais recente descoberta humorista alagoana chamou a atenção para o poder de mudança social trazido pelo projeto.

“Essa será a primeira casa de acolhimento LGBTIQ+ de Maceió. Eles precisam de doações de móveis, estão começando tudo do zero. O centro não é só para as pessoas terem um local para dormir, mas dar a ‘vara para as pessoas pescarem’ e não apenas dar o peixe”, explicou Gabo durante a visita

Enquanto gravava alguns stories, ela garantiu que estaria acompanhando o CAERR de perto, para auxiliar na evolução da casa.

“Eu vou estar acompanhando esse projeto de perto, para garantir que tudo se realize, porque é o primeiro, gente, a gente não tem centro de acolhimento aqui em Maceió, para a população LGTBQIA+”, afirmou.

Na ocasião, o presidente do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), Nildo Correia e um de nossos voluntários, Roniel Rodrigues, explicaram um pouco mais sobre o propósito do Centro.

“O CAERR será o primeiro centro de acolhimento em nosso estado, especificamente aqui em Maceió. Estamos aqui com essa casa de acolhimento, que será para pessoas LGBTQIA+. A gente precisa de doações, se você puder nos ajudar, ficaremos muito gratos”, disse Roniel

“O centro nasceu da necessidade de se acolher fisicamente e socialmente a população LGTBQIA+ em situação de vulnerabilidade. Nosso objetivo não é só receber fisicamente as pessoas, mas trabalhar o crescimento social”, explicou o presidente Nildo.

Os interessados em realizar doações, poderão procurar a página oficial do CAERR nas redes sociais @caerr_alagoas ou entrar diretamente em contato através do número (82) 99644-1004.

Tags:, , , , , , ,

>Link