Monthly Archives: março 2020

GGAL está arrecadando donativos para pessoas em situação de extrema pobreza
   Blog Diversidade   │     30 de março de 2020   │     14:21  │  0

Interessados em ajudar deverão entrar em contato através do whatsapp 82 99644-1004O grupo GAY de Alagoas – GGAL está arrecadando donativos para doar para pessoas em situação de extrema pobreza e vítimas do desastre de Santana do Ipanema e outras cidades atingidas.

A ideia partiu de voluntários do GGAL, que pensando em amenizar o sufoco de pessoas afetadas pela crise através do surto do COVID-19 e o desastre causado pelas enchentes que deixou várias pessoas desabrigadas na cidade de Santana do Ipanema e região, sertão alagoano.

Os interessados em ajudar poderão doar ( roupas, calçados, alimentos, água mineral, remédios, fraudas descartáveis, móveis usados, materiais de higiene pessoal e limoeza, serviço voluntário, intensificar a campanha nas redes e outros).

Os interessados em contribuir com a ação deverão entrar em contato com a instituição através do whatsapp 82 99644-1004

Tags:, ,

>Link  

Salvador terá a terceira sauna hotel gay do país
   Blog Diversidade   │     12 de março de 2020   │     21:04  │  0

No próximo domingo (15), Salvador ganha sua primeira sauna e hotel gay, com funcionamento durante 24h. O Infinito Hotel Sauna é o terceiro  no Brasil com esse perfil.

A inauguração e todas as novidades da casa serão apresentadas no domingo a partir das 15h .

Serviço:

Avenida Jorge Amado  46 –  Imbui

Ponto de referência ao lado da Agromix.

Funcionamento 24hrs

Estacionamento privativo e gratuito

Tags:, , ,

>Link  

Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas recebe lideranças LGBT+
   Blog Diversidade   │     10 de março de 2020   │     13:05  │  0

Lideranças de grupos LGBTQ+ de Alagoas entregaram, nesta segunda-feira (9), uma agenda de propostas em prol da comunidade para o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Tutmés Airan de Albuquerque. Desde fevereiro deste ano, a Justiça Alagoana conta com uma vara especializada para processar e julgar crimes praticados contra crianças, adolescentes, idosos, deficientes, moradores de rua, negros, índios e LGBTs.

“Abrimos o Tribunal, escutamos, recebemos uma agenda propositiva que vai ser devidamente analisada e naquilo que for possível avançar, nós avançaremos. Eu saio daqui muito satisfeito, estamos dando eco ao desejo dessas pessoas, desejo absolutamente legítimo. É preciso de uma vez por todas entender que ao Poder Judiciário cabe a defesa do direito das pessoas, sejam quais forem essas pessoas. Nossa luta é sobretudo a favor das que mais precisam de nós, vulneráveis seja por opção religiosa, orientação sexual, raça, ou por qualquer que venha a ser o motivo de eventual discriminação, preconceito ou violência”, falou o desembargador.

Ainda segundo o presidente Tutmés Airan, depois da criação de uma vara específica, é importante conhecer os problemas que afligem os grupos. “A gente lançou a ideia da vara de proteção a pessoas vulneráveis, a vara foi criada por lei, já está implantada e para que ela funcione bem, nós precisamos aprender. E só aprendemos escutando quem é vítima desse tipo de violência no cotidiano”, explicou.

Para o presidente do Grupo Gay de Alagoas, Nildo Correia, o encontro pode ser considerado um momento histórico para a comunidade. “Esta é a primeira vez que o Tribunal de Justiça de Alagoas recebe o Movimento LGBT, não só o Grupo Gay de Alagoas, mas também outras instituições. O Movimento aproveitou o momento para entregar uma carta de demandas e anseios na área do Judiciário para que o TJAL possa trabalhar e intervir em relação à questão de crimes”, explicou.

Nildo Correia também avaliou como positiva a criação da vara especializada, apesar de destacar que na maioria dos homicídios motivados por homofobia, não existe suspeito e menos ainda réus confessos. “Acho que partindo para a questão da impunidade, da mora desses casos de assassinato, a criação da 14ª Vara Criminal vem em um momento bom. Atrasado um pouco, infelizmente. Mas a gente não pode deixar de reconhecer o trabalho histórico da atual gestão do Tribunal de Justiça, que tem a frente o desembargador Tutmés Airan. É mais fácil para o Movimento LGBT monitorar e cobrar”, comentou.

A 14ª Vara Criminal da Capital – Crimes Contra Populações Vulneráveis tem à frente a juíza Juliana Batistela, que destacou a importância do papel pacificador do Judiciário e de trazer limites para as ações das pessoas.

“Sempre que a gente especializa uma vara a gente tem o juiz que pode estudar melhor o assunto, pode se dedicar mais a compreender aquelas dinâmicas. Se vai para uma vara criminal comum, você tem o julgamento disso com um roubo, estupro de uma pessoa adulta, tráfico de drogas e diversos outros crimes, daí você tem uma miríade de assunto e não pode se especializar numa demanda tão sensível, que envolve exclusão social, preconceito, bullying, situações traumáticas na vida das pessoas, de seus familiares, e tem um reflexo social”, explicou a juíza.

 

Fonte: ASCOM/TJ-AL

Tags:, ,

>Link  

Nota de calento e pesar

O Grupo Gay de Alagoas vem hoje aqui publicar nota de calento aos amigos e familiares, da mesma forma declarar pesar pela morte de dois grandes militantes LGBT+ históricos do Estado de Alagoas, Jadson Andrade, um dos fundadores do Grupo Afinidades GLSTAL e ex voluntário do GGAL.

Lamenta também a morte da militante Letícia Ravache, que prematuramente também faleceu no dia de hoje.

Em nome de todos que fazem o GGAL eu Nildo Correia – presidente do Grupo Gay de Alagoas abraço todos os parentes e amigos de Letícia Ravache e Jadson Andrade, em especial   Júlio Daniel Farias e Robério Fidelis, que como eu eram muito próximos de Jadson.

A vida é o bem mais valioso que temos, e mesmo diante da morte precisamos nos manter firmes em honra e memória dos que se foram.

Jadson e Letícia partiram hoje para um outro plano espiritual, ao mesmo tempo em que ficamos temporariamente neste aqui acreditando que o e a mesma estão melhor que nós, plano este este que não há dor, e não precisarão lutar para serem aceitos como são.

Tristeza e dor resume o sentimento de todo o movimento de Lésbicas,  Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, IntesexIntesexuais e mais do Estado de Alagoas.

Presidente do TJ Alagoas receberá movimento LGBT+ alagoano
   Blog Diversidade   │     5 de março de 2020   │     15:40  │  0

A pedido de entidades LGBT+ de Alagoas, na proxima segunda-feira, 09/03 às 16 horas o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, Desembargador Tutmés Airan receberá em audiência lideranças que atuam na garantia dos Direitos Humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e mais.
A audiência tem como objetivo discutir uma agenda coletiva entre o tribunal e o movimento, além da entrega de uma uma carta com uma série de demandas que venham somar na conquista de Direitos em prol da população LGBT+.

Tags:, , ,

>Link