Monthly Archives: janeiro 2019

Vou estuprar toda sua família e arrancar a cabeça! Veja as ameaças que levaram Jean Wyllys a sair do Brasil
   Blog Diversidade   │     25 de janeiro de 2019   │     18:08  │  0

“Vou te matar com explosivos”, “já pensou em ver seus familiares estuprados e sem cabeça?”, “vou quebrar seu pescoço”, “aquelas câmeras de segurança que você colocou não fazem diferença”. Nos últimos dois anos, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) viveu uma rotina semanal de ameaças de morte . Disparadas pelas redes sociais, no e-mail e telefone do gabinete em Brasília, ou no e-mail pessoal do próprio deputado, os textos levaram a Polícia Federal a abrir cinco investigações sobre as ameaças e obrigaram o deputado a andar com escolta policial desde março do ano passado.

O GLOBO teve acesso nesta sexta-feira ao conteúdo de dezenas de ameaças contra Wyllys. Marcadas por declarações de ódio e de preconceito, elas se avolumaram ao ponto de fazer o parlamentar desistir de assumir o terceiro mandato como deputado federal, para o qual havia sido eleito em outubro passado com pouco mais de 24 mil votos.

 

Tags:, ,

>Link  

Jean Wyllys desiste do mandato e deixará o país após ameaças de morte
   Blog Diversidade   │     24 de janeiro de 2019   │     16:16  │  0

Primeiro parlamentar gay a assumir a bandeira LGBT no Congresso, o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) anunciou nesta quinta-feira (24) que vai abrir mão do novo mandato para o qual foi reeleito em outubro e deixar o Brasil. As duas decisões, segundo ele, foram motivadas por ameaças de morte e perseguições que tem sofrido.

“Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios! Obrigado a todas e todos vocês, de todo coração. Axé! ✊”, publicou o deputado em suas redes sociais.

Jean Wyllys reproduziu, na publicação, a entrevista exclusiva que deu à Folha de S.Paulo em que explica os motivos de desistir da vida política e deixar o país para se dedicar à carreira acadêmica. Ele afirma que não pretende voltar a morar no Brasil. O deputado conta que vive sob escola policial desde o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, também do Psol.

“Nunca achei que as ameaças de morte contra mim pudessem acontecer de fato. Então, nunca solicitei escolta. Mas, quando rolou a execução da Marielle, tive noção da gravidade. Além dessas ameaças de morte que vêm desses grupos de sicários, de assassinos de aluguel ligados a milícias, havia uma outra possibilidade: o atentado praticado por pessoas fanáticas religiosas que acreditavam na difamação sistemática que foi feita contra mim”.

Ele ressaltou que, mesmo sob escolta, foi xingado e empurrado várias vezes publicamente. Segundo Jean, também pesou em sua decisão a informação de que familiares de um ex-PM acusado de liderar o Escritório do Crime, uma falange de milicianos, trabalharam no gabinete do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

“Me apavora saber que o filho do presidente contratou no seu gabinete a esposa e a mãe do sicário”, disse. “O presidente que sempre me difamou, que sempre me insultou de maneira aberta, que sempre utilizou de homofobia contra mim. Esse ambiente não é seguro para mim”, acrescentou.

O parlamentar baiano afirmou que se sente “quebrado por dentro” devido a notícias falsas disseminadas contra ele no período eleitoral pelo deputado eleito Alexandre Frota (PSL-SP) e outros apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que o associavam à pedofilia. Frota foi condenado, em primeira instância, a indenizá-lo em R$ 295 mil, além de prestar serviço comunitário, por dano moral.

“A pena imposta, por exemplo, ao Alexandre Frota não repara o dano que ele produziu ao atribuir a mim um elogio da pedofilia. Eu vi minha reputação ser destruída por mentiras e eu, impotente, sem poder fazer nada. Isso se estendendo à minha família. As pessoas não têm ideia do que é ser alvo disso”, declarou.

Na entrevista à Folha, Jean disse que se ressente da falta de liberdade no Brasil e que sofreu muito para tomar a decisão. “Como é que eu vou viver quatro anos da minha vida dentro de um carro blindado e sob escolta? Quatro anos da minha vida não podendo frequentar os lugares que eu frequento?”, questiona.

“Essa não foi uma decisão fácil e implicou em muita dor, pois estou com isso também abrindo mão da proximidade da minha família, dos meus amigos queridos e das pessoas que gostam de mim e me queriam por perto”, explicou. Jean Wyllys disse que nunca quis virar mártir. “O [ex-presidente do Uruguai] Pepe Mujica, quando soube que eu estava ameaçado de morte, falou para mim: ‘Rapaz, se cuide. Os mártires não são heróis’. E é isso: eu não quero me sacrificar”, declarou.

Tags:, , , ,

>Link  

A fila anda! Tokinho apresenta seu novo mozão
   Blog Diversidade   │       │     14:12  │  0

Na segunda-feira (14), o humorista e influenciador Tokinho apresentou aos seus fãs seu novo namorado, Giovani Bernardino. A revelação foi feita através do seu perfil oficial do Instagram.

Tokinho postou uma foto para contar a novidade para o público, na qual o humorista está abraçado com sua nova paixão, a legenda que acompanhou a foto dizia: A paz se multiplicou! Que bom que você chegou pra somar”.

Para o Pheeno, Tokinho disse que os dois se conheceram através do Instagram e que foi amor à primeira vista e acrescentou: Nós passamos o Natal e Ano Novo juntos. Ele é um fofo”

O comissário de bordo, Giovani, o novo amor do humorista também postou uma foto em seu perfil oficial do Instragram e disse na legenda: “Quando você encontra o real sentido do que é parceria, companheirismo, respeito e admiração”

Parabéns ao mais novo casal, que a felicidade e o amor reine em seus corações.

Tags:, ,

>Link  

Sexo anal: como deve ser a preparação para ter mais prazer
   Blog Diversidade   │     23 de janeiro de 2019   │     11:34  │  0

sexo anal é um tema pouco explorado, cercado por muitos mitos e incertezas. Quem pratica afirma: pode ser muito prazeroso. Por isso, buscamos pelas redes sociais as melhores dicas para você que quer tentar coisas novas na cama. Lembrando que é sempre importante estar atento à saúde íntima antes de se aventurar.           Lembramos que as dicas valem para mulheres, homens gays, e héteros que querem ter novas aventuras com suas parceiras. 

1. Não use anestésicos

Existem muitas pomadas e produtos capazes de anestesiar a região anal, mas o uso desses produtos pode acabar arruinando o momento. Isso porque, com o anestésico, a sensibilidade da região some e pode acontecer de o local ficar machucado com a penetração, dependendo da intensidade da transa. Porém, você só sentirá o resultado quando o efeito do produto passar (ou seja, tarde demais).

Além disso, existem casos também em que o parceiro fica com o pênis anestesiado, por causa do contato com a região em que a pomada foi aplicada. Isso pode fazer com que ele, além de perder a sensibilidade, não consiga chegar ao orgasmo.

2. Posição de controle

Busque posições em que você consiga ficar no controle, ditando o ritmo, a intensidade da penetração e os movimentos. Ficar por cima do parceiro é uma forma de conseguir isso, pois você coloca os limites, assim como a posição de lado, deixando os braços livres para controlar o parceiro e estimular a excitação de outras formas. Nesse último caso, a penetração mais “rasa” facilita o processo.

3. RE-LA-XE

Esta é uma das principais dicas, pois a tensão do corpo dificultará muito a penetração e a sensação de prazer. É nesse momento que surge grande parte das dores sentidas no sexo anal. Portanto, conte com a ajuda do parceiro para relaxar, pedindo para ele caprichar nas preliminares.

4. Treine com um vibrador

Para chegar mais confiante, vale até fazer alguns testes antes usando um vibrador e um gel lubrificante. Sem preocupação e com o corpo mais relaxado, você conseguirá ter mais noção de como vai ser a transa depois de praticar um pouco, o que elimina pelo menos metade das tensões.

5. Lubrifique muito

As pomadas anestésicas não são nem um pouco recomendadas, mas já os lubrificantes são necessários para a maioria dos casos. Não economize na quantidade, ok? Ele que fará o pênis deslizar com mais facilidade, já que o ânus não tem nenhuma lubrificação.

6. Alimentação levinha

Se possível, mantenha uma alimentação leve, equilibrada, mas sem grandes modificações em relação ao que costuma comer. Outro cuidado é não fazer nenhuma refeição por algumas horas antes do sexo. Assim, você evita qualquer desarranjo no trato intestinal, uma das grandes preocupações nesse momento.

7. Converse

Em um momento como esse, a comunicação e a confiança no parceiro é fundamental. Explicar o que está sentindo e orientá-lo vai fazer toda a diferença. Um precisa ouvir e compreender o outro, afinal, o prazer deve ser buscado pelos dois.

8. Faça o “número 2” antes

Se for possível, é interessante evacuar algumas horas antes da transa, evitando uma situação desconfortável. Porém, vale lembrar que acidentes acontecem e os dois devem estar cientes e tranquilos em relação a isso. Duchas íntimas no ânus não só não devem ser feitas, como podem prejudicar a saúde, propagando infecções pelo corpo, ok?

>Link  

SP terá encontro nacional de héteros que curtem homens
   Blog Diversidade   │     22 de janeiro de 2019   │     18:06  │  0

Você já ouviu falar dos g0ys? São homens que se relacionam sexualmente com outros homens e não se consideram gays ou bissexuais. Para se conhecerem melhor, em setembro será realizado o 1º Encontro Nacional G0y.

A brodagem vai rolar solta em um sítio no município de Itatiba (a 87 Km de São Paulo) com 2.500 metros quadrados de área. Há espaço para camping, estacionamento, piscina e churrasqueira e “brincadeira sacana” entre eles.

O evento é aberto a g0ys sozinhos/solteiros ou acompanhados de namorada/esposa.

Interessou? Os ingressos já estão disponíveis.

Tags:, ,

>Link