Gov. Renan Filho, Min. Marx Beltrão e Grupo Rafael Tenório garantem apoio para Ciclo de Ativismo LGBTI+ de AL
   Blog Diversidade   │     20 de novembro de 2017   │     11:19  │  0

“A luta é lenta, a luta é árdua; a conquista é bela”, esse é o resumo da batalha acirrada, que a comissão organizadora do Ciclo de Ativismo LGBTI+ de Alagoas, atividades que antecedem a Parada de Maceió estão enfrentando este ano, para por as atividades na rua.

As dificuldades são inúmeras, falta estrutura para se trabalhar, e principalmente apoio logístico e financeiro para custeio das ações. Mesmo assim a comissão organizadora do evento promete realizar a maior Parada de todos os tempos, isso graças a grandes apoiadores, a exemplo do Governador Renan Filho, Ministro Marx Beltrão, ,Secretário de Governo da Cidade de Coruripe – Maykon Beltrão, Grupo Rafael Tenório e outros.

Estava sendo programado 17 dias de ações, mas devido as dificuldades, a programação precisou passar por adequações, dando início no dia 11 e encerrando em 17/12, com a décima sexta edição do segundo maior evento de massa do Estado de Alagoas, a Parada do Orgulho LGBTI+ de Maceió, que este ano sairá a orla de Maceió puxada por 3 trios elétrico carreta, terá um palco na concentração, e outro montado no final  do percurso, na praça Multieventos – orla de Pajuçara, e os organizadores trabalham na expectativa de que mais de 70 mil pessoas prestigiem o evento.

A Parada este ano sai a orla com um tom de consciência de formar uma comunidade LGBTI+ em prol de seus direitos, faixas, cartazes e uma chuva de bandeiras do arcos-íris, e falas políticas de autoridades e militantes farão parte deste grande momento.

As atrações ja definidas são: A cantora alagoana Nana Martins, cantora Paty Lima e convidados, Mc Thiaguinho – SP, os Djs John, Guga, e a deejay Nanda Machado – RJ, ainda não se sabe ao certo quem será, ou se terá alguma atração do cenário nacional.

Antecedendo a Pride de Maceió serão realizadas varias ações, entre elas teremos: Coletiva de imprensa, Ciclo de Palestras e debates, II Casamento coletivo LGBTI+ de AL, Prêmio de Direitos Humanos Renildo José dos Santos, Ato Público Cultural no centro da cidade, e a terceira edição do Festival de Arte e Cultura LGBTI+ de Alagoas, que este ano ocorrerá na Multi eventos, e terá a participação de mais de 350 artistas LGBTI+, e da cultura popular alagoana.

Tags:, , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *