Madonna compara preconceito de idade com racismo e homofobia
   Blog Diversidade   │     8 de março de 2015   │     0:00  │  0

“Ainda é o único assunto que as pessoas podem criticar sem ser punidas”, disse a cantora 

 Madonna mostrou o bumbum durante o Grammy Awards 2015 Reprodução/NYDailyNews

Madonna mostrou o bumbum durante o Grammy Awards 2015 Reprodução/NYDailyNews

Em entrevista à Rolling Stone, Madonna falou sobre o preconceito de idade em defesa de todas as mulheres com mais de 50 anos.

A cantora pop comparou a discriminação de idade a comentários racistas e homofóbicos e declarou: “O assunto idade ainda é o único em que você pode discriminar alguém e falar merda. Somente mulheres sofrem com isso, homens não. Por isso ainda vivemos em uma sociedade muito machista”.

“Ninguém ousaria fazer um comentário maldoso sobre ser negro ou fazer uma observação degradante no Instagram sobre alguém ser gay, mas podem falar sobre a minha idade”, desabafa a cantora.

Madonna assume que reflete sobre o comportamento das pessoas que a criticam. “Sempre penso comigo mesma ‘por que isso é aceito’? Qual é a diferença entre isso e racismo ou qualquer tipo de discriminação? Eles me julgam pela minha idade. Eu não entendo, ainda estou tentando, mas não consigo”.

Aos 56 anos, Madonna expressou sua paixão por abraçar a sexualidade de uma forma muito natural e continua quebrando as regras. “Porque as mulheres, em geral, quando atingem uma certa idade, aceitam que não estão mais autorizadas a se comportar de uma certa maneira. Mas eu não sigo regras, nunca o fiz e eu nem quer começar”.

Em referência ao seu modelito usado no Grammy deste ano, a cantora disse orgulhosa: “Isso é como uma mulher de 56 anos deve ser, seus malditos. Se eu tenho que ser a pessoa que abre as portas para as mulheres acreditarem e abraçarem a ideia que elas podem ser sensuais, terem boa aparência e serem tão relevantes em seus 50 ou 60 ou mesmo quanto tinham apenas 20 anos, então que assim seja”.

O décimo terceiro álbum de estúdio de Madonna será lançado no dia 6 de março.

Fonte: NY Daily News

Tags:, , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *