ARTGAY cobra de Dilma 13 promessas feita para a comunidade Gay
   Blog Diversidade   │     30 de dezembro de 2014   │     0:00  │  0

Para Léo Mendes, coordenador da entidade, " A ARTGAY não é chapa branca

Para Léo Mendes, coordenador da entidade, ” A ARTGAY não é chapa branca

A Articulação Brasileira de Gays – ARTGAY  não participará da posse oficial da Presidenta Dilma e vai cobrar da o cumprimento dos 13 compromissos feitos com a comunidade Gay . A Rede nacional de homossexuais masculinos não participará da posse oficial da Presidenta Dilma, por entender que movimento social precisa ser independente  e autônomo . Para Léo Mendes, coordenador da entidade, ” A ARTGAY não é chapa branca. Os ativistas da nossa rede entendem que devemos apoiar o Governo, mas protestar quando tiver algo errado e cobrar sempre os compromissos assumidos. Apoiamos Dilma porque ela se comprometeu com nossas demandas, mas agora é hora de avançar . “

Conheça a baixo as 13 promessas feita ao movimento LGBT

1- Criminalizar a homofobia com o objetivo de combater todas as formas de violência praticadas contra a população LGBT.

2- Defender o Estado Laico, reafirmando a defesa dos Direitos Humanos como eixo estruturante das políticas públicas.

3- Garantir o Plano Nacional LGBT para a promoção dos direitos do LGBT.

4- Estabelecer comitês técnicos no governo para tratar às políticas públicas LGBT.

5- Fortalecer e expandir o Sistema Nacional LGBT.

6- Reconhecimento da identidade de gênero, orientação sexual e nome social nos programas federais e criação de canais de denúncia do governo federal.

7- Ampliar as políticas públicas e programas governamentais.

8- Ampliar as políticas de formação inicial e continuada em todos os segmentos do governo, priorizando a educação, com a finalidade de promover o respeito às diversidades.

9- Investir em políticas de segurança pública com foco na prevenção e enfrentamento à violência homofóbica.

10- Fortalecer e reconhecer os espaços de interlocução com os movimentos sociais, fortalecendo o Conselho Nacional de Participação Social.

11- Expandir as políticas públicas de saúde integral da população LGBT.

12- Ampliar a participação da população LGBT nos programas de qualificação profissional, geração de emprego e renda, economia, solidária e cooperativismo, visando à autonomia e cidadania plena desta população.

13- Realizar diagnóstico da situação LGBT no mercado de trabalho.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *