Dor no ânus, o que pode ser?
   Blog Diversidade   │     6 de dezembro de 2014   │     0:00  │  0

O câncer do cólon e do reto têm a mesma origem. Os fatores de risco são semelhantes, ou seja , o processo de surgimento e desenvolvimento do câncer é o mesmo.

O câncer do cólon e do reto têm a mesma origem. Os fatores de risco são semelhantes, ou seja , o processo de surgimento e desenvolvimento do câncer é o mesmo.

Tudo estava indo muito bem, quando de repente você sente um incômodo no anus após a evacuação aí começa os grilos, será uma DST? Será Um machucado? Ou uma hemorróida? Bom há várias causas para as dores no ânus, as mais comuns para quem tem SII, são as hemorróidas internas e externas e fissuras anais, ou em dois casos mais delicados pode ser câncer do cólon ou do reto. Como saber se tenho isso? Apenas uma consulta com o proctologista poderá esclarecer a origem do incômodo, que na maioria das vezes se manifesta com dor e ardência.

Geralmente as fezes ressecadas e as diarréias tão comuns em que tem a SII favorecem o surgimento de traumatismos na região anal.

Os homens geralmente tem vergonha de procurar tratamento médico e procuram nas receitas caseiras o tratamento, muitas vezes isso acaba prejudicando o próprio paciente, pois quanto mais cêdo for diagnosticado e começar o tratamento correto, menores as chances de complicações futuras e a necessidade de cirurgia convencional.

Câncer do cólon e do reto

O câncer do cólon e do reto têm a mesma origem. Os fatores de risco são semelhantes, ou seja , o processo de surgimento e desenvolvimento do câncer é o mesmo.

No entanto, a localização do reto, inserido na pelve óssea, torna a cirurgia do câncer do reto um desafio e um capítulo a parte para o médico especialista.

Outra diferença fundamental entre o câncer do reto e do cólon é que a recidiva ou recorrência do câncer após o tratamento é mais freqüente quando se trata do câncer no reto. É especificamente esse o motivo pelo qual, em alguns casos de câncer de localização no reto, se emprega a radioterapia.

Assim como o câncer do cólon, o câncer do reto desenvolve-se lentamente num período de anos. Acredita-se que a maioria dos tumores malignos surge a partir de um pólipo adenomatoso. Os pólipos do cólon ou do reto são tumores de tecido inicialmente benigno que pode sofrer transformação maligna com o tempo. Quando tornam-se malignos, são chamados de câncer. Após essa transformação maligna inicial, com o tempo, crescem e podem penetrar na parede do reto e invadir outros órgãos como útero, ovário , próstata ou enviar células tumorais para linfonodos regionais e órgãos a distância (mais comumente fígado e pulmões) através da circulação linfática e sanguínea respectivamente, num processo chamado de metástase.

Quais são os sintomas ?

Alguns casos de câncer do reto são assintomáticos e diagnosticados incidentalmente durante um exame proctológico ou durante a colonoscopia. Para esses pacientes, a chance de cura está significativamente aumentada.

Os principais sintomas do câncer de localização no reto são (não ocorrem em conjunto):

  • sangramento anal em pequena quantidade junto com as fezes (hematoquezia)
  • aumento do número de evacuações
  • sensação de evacuação incompleta
  • vontade permentente de evacuar mesmo após ter evacuado recentemente (tenesmo)
  • dificuldade para evacuar
  • dor no ânus, e
  • fezes afiladas.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *