Crime de homofobia no Brasil, é 80 vezes maior do que no Chile
   Blog Diversidade   │     3 de outubro de 2014   │     1:13  │  2

De acordo com levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), o Brasil registrou 313 homicídios motivados por homofobia. “Comparei esses índices e vi que a chance de um LGBT ser assassinado aqui é 80 vezes maior”, explicou o antropólogo Luiz Mott, um dos pioneiros do movimento no país.

No Chile, onde a população total é quase 18 milhões de pessoas, ocorreram quatro assassinatos de transexuais, travestis, lésbicas, bissexuais ou gays (LGBT) em 2013.
Segundo ele, 44% dos casos de homofobia letal identificados em todo o mundo ocorrem em território brasileiro.
“Nunca se matou tantos gays e, sobretudo, lésbicas, que teve um número muito maior de assassinatos do que em anos anteriores”, lamentou Mott.
O antropólogo explicou que os transexuais são, proporcionalmente, os mais afetados pelos crimes. “Enquanto os gays representam 10% da população, cerca de 20 milhões, as travestis não chegam a 1 milhão e têm número de assassinatos quase igual ao de gays”.
Fonte: Grupo Gay da Bahia

>Link  

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. José Neto

    Tenho uma dúvida, sobre essa conta.
    Quando o(a) homossexual foi assassinado(a) pelo seu (sua) companheiro (a), é homofobia?

    Quando o(a) homossexual é assassinado(a) por envolvimento com o narcotráfico, é homofobia?

    Obrigado desde já.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *