O silêncio revive a homofobia na Espanha
   Blog Diversidade   │     4 de fevereiro de 2014   │     0:00  │  0

A falta de poder de fogo contra a homofóbia teme um retrocesso para uma sociedade intolerante.

Analise Politico

A crise econômica e suas consequências concentra todos os esforços das autoridades. Não há tempo para outras coisas , a priori, pode parecer secundário, como a igualdade, a reconciliação, respeito … “Mas é um erro, porque a maioria silenciosa de questões importantes , como a acima, pode levar a uma sociedade intolerante. Enquanto falamos de desemprego, afalta de alimentos eventos, o desespero das famílias de classe média estão ocorrendo dando sem rodeios ser condenado e não é “, diz José Ignacio Pichardo, professor de Antropologia Social Universidade Complutense de Madrid. É o que está acontecendo, dizem os especialistas, com a aparente apatia das autoridades, e parte da sociedade, para as atitudes e  declarações homofóbicas  que por certos setores.

 

Nos últimos dias, lembre-se, os membros da hierarquia a igreja voltou a se referir aos homossexuais como pessoas que precisam de tratamento a considerar doente, enquanto o catalão Valencia investigando um possível caso de  homofobia  em um instituto e professor de Gandia denunciou a equipe da escola para o disparo de gestão, como ele por seu estado gay.E o caso mais difícil, as circunstâncias em que foram produzidas, a resposta ao anúncio de grupos ultras vereador socialista Pedro Zerolo que tem câncer: ‘Ele pediu para que ela seja queer “é a frase mais suave do que em alguns meios de comunicação social e Twitter foram lançados contra Zerolo estes dias. Nada a ver essa reação ao recebido por outros políticos, de qualquer sinal, anunciaram a sua doença, Esperanza Aguirre, Josep Antoni Duran, Maria San Gil ou barcos Urxue, entre outros.

 

Fonte: Site In Out

Tradução: Blog Diversidade

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *