Travesti cearense é a primeira a obter título de doutorado no Brasil
   Blog Diversidade   │     11 de dezembro de 2013   │     16:16  │  0

Luma Andrade tomou posse como professora da Unilab, em Redenção

A professora cearense Luma Nogueira de Andrade, primeira travesti a obter título de doutorado no País, tomou posse ontem como docente da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em Redenção. Ela vai trabalhar no Instituto de Humanidades e Letras (IHL).


Filha de agricultores analfabetos do município de Morada Nova, no Vale do Jaguaribe, Luma enfrentou desafios até chegar o dia de receber a posse da reitora da Unilab, Nilma Lino Gomes. A professora concluiu o seu doutorado em 2012 pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC). Antes de ingressar na Unilab, ela era professora da rede estadual de ensino e trabalhava como superintendente escolar da Secretaria da Educação do Estado do Ceará, no município de Russas.


“Busquei na educação formas de superar as dificuldades financeiras, sociais e, principalmente, o preconceito por ser travesti. Hoje é um dia de vitórias, conquistas e superação. É um momento simbólico de libertação e respeito aos direitos humanos. É um marco para o movimento LGBT. Assim como os negros são discriminados, nós também sofremos discriminação social”, comentou. 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *