Elton John pode ter show barrado na Rússia por propaganda gay
   Blog Diversidade   │     6 de dezembro de 2013   │     0:00  │  0

Elton John

Marcado para amanhã, dia 6 de dezembro, o próximo show do cantor britânico Elton John pode ser cancelado, por conta de uma lei russa que proíbe atos que podem ser entendidos como propaganda gay. O segundo show do cantor, previsto para acontecer no sábado, dia 7 de dezembro, na cidade de Cazã, também corre o risco de ser barrado pelo governo. As informações foram divulgadas no site do jornal britânico The Times. De acordo com a publicação, as apresentações correm o risco de não acontecer por conta dos planos do cantor, que além de ser abertamente homossexual, tem intenções de demonstrar apoio a comunidade gay russa.

No mês de setembro, o músico relatou ao jornal britânico The Guardian que agendou os shows para poder apoiar as pessoas que são afetadas pela lei no pai, que pune os cidadãos que manifestam relações sexuais não tradicionais. A lei foi aprovada em junho e é interpretada como uma violação de direitos da comunidade gay, envolvendo ainda lésbicas, bissexuais e transgêneros, de acordo com organizações de direitos humanos.

O cantor chegou a declarar que como um homem gay, ele não poderia deixar estas pessoas sozinhas, mas que não sabia o que iria acontecer quando chegasse a Rússia. No início de 2013, o promotor dos shows de Lady Gaga foi multado por realizar o que foi entendido como propaganda de consumo de álcool e homossexualismo. O tribunal do país respondia à uma queixa apresentada por uma moradora, que chegou a afirmar que sua filha de 13 anos foi exposta a imitação de uma relação sexual entre mulheres em um show de Gaga em dezembro de 2012 em São Petesburgo.

O juiz chegou a determinar que o promotor do show estaria violando uma cláusula no código administrativo da Rússia, que prevê a proteção das crianças a partir de informações que podem ser interpretadas como prejudiciais para seu desenvolvimento e saúde. No início deste ano, uma lei semelhante foi aprovada em São Petesburgo, contra a cantora pop Madonna, depois de um show dela realizado em agosto do ano passado.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *