Ele nasceu menina, ela menino. Hoje são um casal que luta contra o preconceito
   Blog Diversidade   │     11 de setembro de 2013   │     0:00  │  2

Ele nasceu menina, ela menino. Hoje são um casal que luta contra o preconceito

O belo casal adolescente que você vê nas fotos, poderia passar despercebidos nas ruas, se não fosse por uma detalhe: os dois trocaram de sexo, ou seja, são transgêneros.

Katie Hill, de 19 anos, nasceu como menino chamado de Luke, e atualmente namora Arin Andrews, de 17 anos, que nasceu como Emerald, uma linda menina que ganhou concursos de beleza e fazia balé, mas que secretamente queria era pilotar motos, fazer triatlo e escalada. Ambos tiveram infâncias difíceis, pois foram alvo de brincadeiras maldosas na escola e de um conflito interno muito grande, pois não se reconheciam no espelho. Arin disse que não entendia porque tinha que ficar na fila das meninas quando os professores iriam separá-los para alguma brincadeira. “Foi uma tortura todos os dias”, disse Arin.

 

“Tive que dar adeus ao meu filho”disse a mãe da Katie, Jauzlyn, mas também disse não se importar pois o que mais importava era ver sua filha feliz. Ambos começaram cedo a fazer terapia, mas se conheceram anos mais tarde, em um grupo de apoio aos trans, em Tulsa, Oklahoma, EUA, e se apaixonaram. Arin disse ter ficado chocado com a beleza de Katie, e que achava bonita demais para ser transexual. E logo começaram a namorar e a trocar mihares de mensagens no celular e facebook, como qualquer outro casal.

À esquerda, Emerald Andrews antes e à direita atualmente, como Arin Andrews

À esquerda, Luke Hill, e à direita já como Katie Hill, considerada uma mulher legalmente desde os 15 anos.

O processo de aceitação dos pais foi lento e gradual, mas atualmente até a avó de Katie, Judy, entende que a neta “nasceu no corpo errado”. Os dois tem um futuro pela frente, e o apoio da família tem papel crucial nessa história, pois graças aos pais, Arin conseguiu fazer a cirurgia de remoção de seios e posteriormente a de mudança de sexo, e Katie ganhou a cirurgia de um doador anônimo que pagou para ela fazer o procedimento cirúrgico.

O casal diz estar se expondo para ajudar na questão trans, pois sabem que muitas outras crianças e adolescentes passam pelas mesmas dúvidas, constrangimentos e falta de apoio dos pais, o que só dificulta e retarda o início dos procedimentos para a adequação do sexo psicológico para o do corpo em que residem. Nas fotos abaixo, alguns momentos do casal que, notadamente, estão com um grande sorriso estampado e com certeza muito mais felizes agora.

>Link  

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tinah Barbiery

    A história é incrível, e ajuda a promover o entendimento das pessoas, sobre a decisão de uma mudança de sexo, elimina a questão escolha e mostra que se trata de um estado psicológico, onde o indivíduo sente como se vivesse num corpo errado, devido ao sexo que carrega. Que se torne possível para cada vez mais pessoas, que se encontram nessa situação!

    Reply
  2. val

    Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
    Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
    Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
    E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
    …E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
    Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
    Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;

    Romanos 1:24-30

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *