Dia dos Pais, Paternidade Gay e Família
   Blog Diversidade   │     10 de agosto de 2013   │     1:31  │  7

Antes de começar o artigo, aproveitarei para desejar que o próximo domingo seja repleto de luz, para todos os pais. Mas acima de tudo quero homenagear e parabenizar os pais gays da vida real, homens que passaram e passa por todas as barreiras possíveis e impossíveis, para simplesmente fazer o que prega o ser superior do mundo, “o bem”.  Cantores, atores, estilistas, pessoas de varias profissões, estilos de vida dos mais diferenciados, que criam seus filhos pra um mundo sem preconceitos.

Feliz e iluminado é aquele ser que é capaz de dá a uma criança, uma nova oportunidade de sorrir.  Feliz dia dos pais.

Não deixem de ver no final da postagem o álbum Também Somos Família. 

Artigo

Por: Toni Reis, 49 anos, é doutor em educação, secretário de educação da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) e diretor-executivo do Grupo Dignidade

 

Com a aproximação do Dia dos Pais que será comemorado no próximo domingo, 11 de agosto, e tendo em vista que agora já sou papai, recebi muitos pedidos de entrevistas. Fiquei surpreso e fui estudar um pouco sobre o assunto. Também fiquei surpreso em saber que o dia foi criado muito anterior à nossa era atual. Diferente das demais datas comemorativas que foram criadas muitas vezes para ajudar o comércio, o Dia dos Pais é comemorado desde há 4 mil anos na antiga Babilônia.
A primeira vez que ouvi a palavra papai do nosso filho Alyson, as lágrimas não foram contidas. Chorei. E realmente é um sentimento indescritível. Hoje ele me chama de Papai e chama meu marido David de Dad, que significa papai em inglês. Quando ele chama David de papai sinto um tiquinho de ciúme. Nada que abale a relação, mas sinto.

A figura do pai ou da mãe na vida de uma criança ou de um adolescente contribuirá com a formação e/ou deformação da sua personalidade e a acompanhará ao longo de toda sua vida. Com a palavra, um dos maiores especialistas do comportamento humano, o pai da psicanálise que explica quase tudo, o Freud, ainda que eu tenha algumas ressalvas a seu respeito: “Não me cabe conceber nenhuma necessidade tão importante durante a infância de uma pessoa que a necessidade de sentir-se protegido por um pai ou uma mãe.”

Fica claro que a figura do pai e da mãe é de grande importância no crescimento e desenvolvimento de um ser humano. David e eu não descuidamos nenhuma semana de visitar ou contatar a escola, verificar a lição de casa, participar da vida do Alyson, sempre criando-o para a autonomia. Afinal chegará o dia que ele falará “Adeus papais, estou indo embora.” Isto já dá um aperto no coração.

Eu mesmo não tive o prazer e a satisfação de conviver com meu velho querido pai, que morreu quando eu tinha um ano de idade. Fui criado por uma mãe maravilhosa que me deu todo o amor, carinho, proteção e exemplo que uma pessoa precisava. “Bingo!”, diz aquele preconceituoso: “Tá aí a causa da homossexualidade dele.” Errou! Meus outros irmãos, que foram criados da mesma forma pela minha mãe, pelo que sei nenhum deles é praticante da homossexualidade.

Neste sentido, acho que esta história de pai gay, mãe lésbica, pai ou mãe hétero… é tudo igual. O que precisamos e ter a responsabilidade da criação, a dedicação e o amor. É isto, independente da orientação sexual e da identidade de gênero.

David e eu estamos criando o Alyson de forma muito tranquila, sempre dando amor, exemplo e dedicação, caráter e atitude, preparando-o para viver em sociedade.

Nunca pensamos em barriga de aluguel ou inseminação artificial, como está em voga, inclusive na atual novela das nove “Amor à vida”. Sempre achamos que há muitas crianças nos abrigos, inclusive aquelas que não preencham o critério mais procurado: serem recém-nascidas, meninas e brancas.

Antes de adotarmos nosso filho, lemos muitos livros, manuais, teses e fizemos vários cursos sobre adoção e adoção tardia. Mas o que está nos ensinando mesmo é a convivência diária.

Tudo é defesa de tese, desde a higiene, a forma que senta à mesa, a rotina do estudo, um dia com mais afeto, outro com mais firmeza. Estamos chegando a uma forma de convivência harmônica.

Neste sentido, vamos constituindo uma família, dentro do conceito de que família são pessoas que se amam, se cuidam e têm responsabilidade.

Viva o dia dos pais, das mães e das pessoas responsáveis, independente de qualquer característica.

ÁLBUM DE FOTOS TAMBÉM SOMOS FAMÍLIA

ISTO AQUI SIM ME ENVERGONHA ! Crianças em orfanatos entregue a própria sorte. E muitas delas condenadas e sentenciadas a nunca ter uma família, Tudo isto graças a um sistema fundamentalista, comandado por sangue-sugas e financiadores e praticantes da desigualdade social.

>Link  

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Adriana Duarte

    Sinceramente, esse blog e um verdadeiro lixo. Só trata de questões inúteis e os textos são péssimos. Escreverei parava faceta para tira-lo do ar.

    Reply
    1. Carla Bispo

      Adriana Duarte querida. Você já gozou hoje ?

      Vai curar essa sua revolta, quem sabe assim, vc possa se descobrir gente.

      Nildo querido, parabéns pela coragem. Esse blog é um tapa na cara de gente como esta louca sem noção ai. Sem sobra de duvidas ela é alguém que não consegue se livrar das barreiras fundamentalista.

      Adorei também o artigo sobre o orgasmo anal, suas postagens são polemicas e são escritas sem agressividade e isto é bom. Sugiro a Adriana, a dá uma olhada no artigo, quem sabe novas experiencias sexuais ajudem a ela se libertar deste atraso de vidinha medíocre.

      Reply
  2. Adriana Duarte

    Sinceramente, esse blog e um verdadeiro lixo. Só trata de questões inúteis e os textos são péssimos. Escreverei parava faceta para tira-lo do ar.

    Reply
    1. Carla Bispo

      Adriana Duarte querida. Você já gozou hoje ?

      Vai curar essa sua revolta, quem sabe assim, vc possa se descobrir gente.

      Nildo querido, parabéns pela coragem. Esse blog é um tapa na cara de gente como esta louca sem noção ai. Sem sobra de duvidas ela é alguém que não consegue se livrar das barreiras fundamentalista.

      Adorei também o artigo sobre o orgasmo anal, suas postagens são polemicas e são escritas sem agressividade e isto é bom. Sugiro a Adriana, a dá uma olhada no artigo, quem sabe novas experiencias sexuais ajudem a ela se libertar deste atraso de vidinha medíocre.

      Reply
    2. Eryka Fayson

      Antes de mais nada parabenizo o Nildo Correia pela sua grande eficiência de postar a realidade da vida , ate pq mostra o que a sociedade é de verdade sem mascara que todos nós temos direito de ser uma família digna , que das maiorias das vezes vcs não são, são fascista, hipócritas e sem DEUS no coração, quanto ao lixo deve ser sua própria vida, que alias vc já deveria ser levada nos caminhões de colheitas de lixo pra ser reciclada, já não deveria estar nos esgoto aguardando a limpeza urbana lhe levar…

      Reply
  3. Cris Stefanny

    O maior lixo da humanidade, se chama preconceito e/ou veadisse enrustida, onde pessoas revoltadas e acorrentadas em seus enormes armários, e ficam ofendendo quem se assume em uma sociedade hipócrita, fajuta e mesquinha, sociedade esta, que ainda não sabe viver com as diferenças e sua diversidade… As pessoas precisam aprender que vivemos em um país laico e democrático,apesar de que na prática isto não funciona por aqui!

    Reply
  4. Cris Stefanny

    O maior lixo da humanidade, se chama preconceito e/ou veadisse enrustida, onde pessoas revoltadas e acorrentadas em seus enormes armários, e ficam ofendendo quem se assume em uma sociedade hipócrita, fajuta e mesquinha, sociedade esta, que ainda não sabe viver com as diferenças e sua diversidade… As pessoas precisam aprender que vivemos em um país laico e democrático,apesar de que na prática isto não funciona por aqui!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *