Beijaço gay, Marcha das Vadias e até “desbatismo” prometem agitar a passagem do papa pelo Brasil
   Blog Diversidade   │     20 de julho de 2013   │     13:18  │  1

Papa Francisco chega ao Rio nesta segunda-feira em meio de muitas manifestações de repúdio

Parece que as orações e cantos religiosos não serão unânimes durante a Jornada Mundial da Juventude, um dos maiores eventos católicos do mundo e que se inicia na próxima semana, no Rio. Pelo menos quatro protestos estão marcados para acontecer durante o evento: pelos direitos da comunidade LGBT, pela laicidade, contra o aumento dos casos de estupros e contra a corrupção e por melhorias nos serviços públicos.

No dia da chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos vai promover um ato contra o uso de recursos públicos em eventos religiosos, em nome da lacidade. O presidente da entidade, Daniel Sottomaior, explica que os ateus também vão realizar uma cerimônia simbólica de desbatismo coletivo, para protestar contra a imposição de uma religião às crianças.

A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transexuais vai aproveitar a ocasião para pedir igualdade de direitos aos homossexuais, a começar pelo direito de demonstrar afeto publicamente, como os outros casais. Para isso, a alternativa escolhida foi o tão famoso “beijaço”. João Pedro Accioly, um dos organizadores, comenta que outras pautas LGBT também virão à tona.

No domingo, está prevista mais uma edição da Marcha das Vadias no Rio. A organização feminista se manifesta contra os altos índices de estupros no país.

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tohfora

    Essas bichas loucas querem que a igreja engula a opinião delas é?Onde fica a tal “liberdade de escolha’?A igreja opta em não aceitar e é direito dela.Agora deu, o para ter que casar viado e sapatão.Homiiiiiiiiii.Depois não sabem o porquê de tantas barbaridades no mundo.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *