Criado o Comitê de Enfrentamento à Homofobia em Alagoas
   Blog Diversidade   │     17 de janeiro de 2013   │     0:00  │  4

Na tarde de hoje, 16/01, foi criado o Comitê de Enfrentamento a Homofobia em Alagoas, participaram da criação do mesmo, varias entidades da sociedade civil, além da participação da Secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos e a Secretaria de Educação do Estado de Alagoas, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) e do Ministério Público Estadual também seriam convidados a participar do Comitê.

 

A ação da criação desses comitês nos estados da federação brasileira, é uma proposta sugerida e puxada pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da Republica, com a finalidade de ter mais uma ferramenta em prol do combate a homofobia, em especial, o monitoramento das ações e politicas publica voltadas, para este eixo, em especial a redução e elucidação dos crimes homofóbicos nos estado e melhoramento do Disk 100.

 

Para Maria Alcina Ramos de Freiras – Gestora de políticas públicas, dentro da Secretaria de Estado da educação, esta reunião de hoje servirá, para criar o comitê, cujo lançamento deverá ocorrer ainda neste primeiro semestre.

Além do lançamento do comitê, que esta previsto para 20/02, na ocasião, possivelmente, o governador do estado de Alagoas, Teotônio Vilela Filho e o atual prefeito da cidade de Maceió, Rui Palmeira entre outros governates do interior do estado, estarão assinando o termo de cooperação técnica, em prol do combate a homofobia no estado.

 

Possivelmente o evento terá a participação da Ministra Maria do Rosário – SEDH.

 

Compareceram à reunião também representantes de várias Organizações Não Governamentais (ONGs), a exemplo do Grupo Gay de Alagoas, da Associação dos Travestis e Transexuais, do Grupo de Lésbicas Dandara, do Grupo de Direito à Vida e da Articulação Nacional de Jovens Gays (ArtGay Jovem).

>Link  

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Franklin

    Bom, eu estou de acordo que a sociedade Ainda tem descrimina os Homosexuais. Porém os evangelicos os protegem apenas discordamos no ponto de vista natura que o homem foi feito para a mulher com base nesse ponto vemos que Deus é perfeito o homem foi feito para a mulher a soma dos dois se tornam um.Eu sou contra muitos líderes gay que pregam uma nova raça, com indo além dando previlegios como explicar tudo isso?

    Reply
  2. Franklin

    Bom, eu estou de acordo que a sociedade Ainda tem descrimina os Homosexuais. Porém os evangelicos os protegem apenas discordamos no ponto de vista natura que o homem foi feito para a mulher com base nesse ponto vemos que Deus é perfeito o homem foi feito para a mulher a soma dos dois se tornam um.Eu sou contra muitos líderes gay que pregam uma nova raça, com indo além dando previlegios como explicar tudo isso?

    Reply
  3. Pedro Nunes

    Disponibilizamos, em baixa definição, o vídeo didático Escola sem PREconceitos que trata da violência e homofobia na escola, acessibilidade, Direitos humanos e respeito às diferenças. A produção do vídeo é do NIPAM – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Ação sobre a Mulher e Relações de Sexo e Gênero da Universidade Federal da Paraíba e o apoio do Ministério da Educação. Confiram!
    Escola sem PREconceitos | Dir. Pedro Nunes

    Reply
  4. Pedro Nunes

    Disponibilizamos, em baixa definição, o vídeo didático Escola sem PREconceitos que trata da violência e homofobia na escola, acessibilidade, Direitos humanos e respeito às diferenças. A produção do vídeo é do NIPAM – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Ação sobre a Mulher e Relações de Sexo e Gênero da Universidade Federal da Paraíba e o apoio do Ministério da Educação. Confiram!
    Escola sem PREconceitos | Dir. Pedro Nunes

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *