Monthly Archives: janeiro 2013

Set Summer Beach 2013 by Dj Paulo Pringles
   Blog Diversidade   │     31 de janeiro de 2013   │     19:45  │  1

Para fazer o download do set Summer Beach 2013 – Clic no link

 

Galera ai esta o novo set Summer Beach 2013 do Dj Paulo Pringles, um dos maiores nomes da cena eletrônica no Brasil.  Neste novo set você ouvirá os sons que estão bombando no verão e que vão tocar muito no carnaval deste ano. Não perca tempo e baixe agora mesmo esta maquina de set.

Set Summer Beach 2013 by Dj Paulo Pringles

 

 

 

 

 

Tags:,

>Link  

Orgasmo anal é possível ?
   Blog Diversidade   │       │     0:30  │  54

Ainda em Fevereiro o artigo: Homens heterossexuais podem e sentem prazer no sexo anal ? “mitos e verdades”

O assunto é meio polêmico mas há um monte de gente que chega ao extremo do prazer com o sexo anal. Gozar pelo ânus é possível.  A maioria confunde com o ejacular sem se masturbar. Não há secreção de nada, na verdade, o certo seria dizer orgasmo anal, mas o pessoal chama de gozo mesmo. As sensações deste momento ápice do prazer são arrepio, pernas bambas, visão embaralhada, taquicardia, sensação de leveza, entre outras, muito parecidas com as do orgasmo convencional e podem variar.A diferença é que não existe a estimulação frontal e é muito mais intenso. É possível também gozar pelo ânus e pelo pênis ao mesmo tempo, com a diferença de que a libido passa logo depois da ejaculação.
Quem já experimentou diz que não há nada melhor. Difícil foi achar quem tivesse passado por tal experiência, ou que assumisse que passou por ela. A medicina explica que a estimulação da próstata, nos homens, gera uma sensação ímpar. Mas e as mulheres que também afirmam sentir prazer a ponto de atingir o orgasmo no sexo anal? As terminações nervosas da região do ânus e dos esfíncteres são os responsáveis por boa parte do prazer naquela zona tida como super erógena.
Seria lenda ou verdade? Quem já passou pela experiência afirma que a sensação é rara e é preciso um parceiro que saiba o que está fazendo. Agora, atenção! É possível algo que aos homens é quase impossível pelo pênis: atingir orgasmos múltiplos. Calma, se você já está curioso ou desesperado por nunca ter tido uma experiência tão forte assim, as pessoas que passaram por ela afirmam que não acontece sempre, mas em sua maioria já tiveram mais de uma vez a mesma experiência.
O nível de excitação e satisfação precisa estar bem alto, pelo menos assim que descreveram a situação aqueles que conseguiram o tal feito. Há posições que facilitam tal resultado, como a de frango assado e a de quatro. A estimulação da região nas chamadas preliminares também é fundamental. Por isso, uma das dicas, é dedicar bastante tempo para esta prática.

Alguns fatores são observados como comuns a quem conseguiu atingir o orgasmo anal. A grossura do pênis do parceiro parece ser importante, o tamanho nem tanto. É preciso atingir um ponto específico, que muitos descreveram como sendo o ponto G masculino, que pesquisas indicam ser a própria próstata este tal ponto. A estimulação da região entre o ânus e o escroto também ajuda no aumento do prazer. Beijos, carícias nos mamilos e orelhas também facilitam a chegada ao ápice. Há aqueles que se excitam com palavreados sujos ou sexo violento. É preciso conhecer o parceiro.
O importante é os dois chegarem juntos e se amarem intensamente. O orgasmo anal é uma experiência única. Se você já viveu esta experiência, que tal compartilhar com os outros leitores, deixando um comentário?

Fonte: Allan JohanRevista Lado A

Foto: Capa do álbum “Todos os Olhos”, do compositor e cantor Tom Zé, de 1973.

Concepção de Décio Pignatari e exibe um ânus disfarçado de olho que passou pela censura da época e é tido como genial pelos críticos de arte.

Tags:, , , , , , , ,

>Link  

Paulo Paim “2013 vai ser o ano da aprovação do projeto de lei contra a homofóbia”
   Blog Diversidade   │     30 de janeiro de 2013   │     11:49  │  8

Paulo Paim – Senador é o relator do projeto que criminaliza a homofobia

O senador Paulo Paim (PT-RS) citou o discurso do presidente Barack Obama para mostrar seu desejo de aprovar o PLC 122/2006 ainda em 2013 e aproveitou para criticar lideranças religiosas que são contra o projeto.“No Brasil, criou-se uma falsa polêmica entre liberdade de orientação sexual e liberdade religiosa. Isso não tem fundamento e não interessa a ninguém”, disse o senador gaúcho.

Paim assumiu a relatoria do projeto depois que a senadora Marta Suplicy foi nomeada como Ministra da Cultura. ”Vou trabalhar muito por esse projeto. 2013 vai ser o ano da aprovação do PLC 122″, garantiu o deputado que por dois anos presidiu a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

O PLC 122 já gerou muitas polêmicas em Brasília, dividindo os parlamentares em pró e contra, isto porque o texto do projeto criminaliza algumas atitudes que os críticos consideram como privilégios para os homossexuais.

Paim revelou que pretende promover uma série de audiências públicas sobre o assunto nos Estados, para que a discussão não fique restrita ao Congresso. Caso o projeto seja aprovado pela Comissão de Direitos Humanos, da qual o senador faz parte, o PLC 122 será encaminhado para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Outro ponto que gera muito debate se refere ao posicionamento contrário às relações homoafetivas, o que muitos acreditam que estaria ferindo a liberdade religiosa, uma vez que a Bíblia condena a homossexualidade.

Parlamentares das bancadas Católica e Evangélica somam forças para impedir que o PLC 122 seja aprovado.

 

>Link  

“Sem ter muito o que se comemorar” 29 de Janeiro dia da Visibilidade Trans
   Blog Diversidade   │     29 de janeiro de 2013   │     12:03  │  0

Desde 2004, 29 de janeiro, tornou-se  o DIA DA VISIBILIDADE TRANS (TRAVESTIS E TRANSEXUAIS).  A data comemora uma campanha publicitária lançada nacionalmente pelo Ministério da Saúde, “Travesti e Respeito”, estimulando  a sociedade brasileira a reconhecer travestis e transexuais como dignas de usufruir plenos direitos de cidadania. Entre estes direitos, o mais elementar: serem tratadas como querem, no feminino. O politicamente correto é dizer “a travesti” e não “o travesti”, muito menos “traveco”, pois é assim que elas querem ser chamadas.

As travestis representam a minoria social mais estigmatizada da sociedade brasileira: expulsas de casa, humilhadas na escola, apartadas do mercado de trabalho. Estima-se que devam existir no Brasil por volta de 500 mil travestis e transexuais,  90% vivendo como profissionais do sexo. Na Bahia devem ultrapassar 1 mil indivíduos, mais de 300 em Salvador. Rara é a cidade, mesmo as menores, que não tenha uma ou duas travestis atendendo clientes na “pista”. Nos jornais, nos anúncios de encontros eróticos, apresentam-se como  “bonecas”, geralmente listando seus atributos mais procurados pelos clientes, em sua maioria homens bissexuais.

Travestis e transexuais famosas têm merecido aplausos nos palcos e televisões: Rogéria, Valéria, Roberta Close, Telma Lipp. No ano passado, o jogador Ronaldo Fenômeno envolveu-se num nebuloso escândalo com travestis, até hoje sem resultado da justiça. Salvador elegeu sua primeira vereadora transexual, a dançarina Leo Kret, já existindo, na cidade de Colônia do Piauí uma travesti vereadora que ocupou o cargo de vice-prefeita, Katia Tapety.  Desde 1992 existe  a ANTRA (Articulação Nacional de Travestis), que congrega mais de cinqüenta grupos organizados.

Entre as principais reivindicações do segmento estão o respeito ao nome social feminino nas listas de chamada nas escolas, firmas, hospitais, etc. A travesti Milena Passos, Presidenta a Associação de Travestis de Salvador (ATRAS) lembra também da urgência de “políticas de saúde específicas para prevenção de DST/Aids, com campanhas de esclarecimento sobre uso de silicone e  hormônio e  capacitação da polícia para tratamento mais humano às profissionais do sexo.Cidadania não tem roupa certa, e travesti também é cidadã!”

Segundo pesquisa do Grupo Gay da Bahia , entre 1980-2012 foram assassinadas 1202 travestis e transexuais em nosso país, uma média de um homicídio a cada 10 dias, dos quais, 103 na Bahia no mesmo período. Em 2012foram assassinadas no Brasil  128 travestis: Roraima, Mato Grosso e Rondônia foram os estados mais “transfóbicos”, uma média de 1,9 travestis assassinados para cada 1 milhão de habitantes.  Crimes contra travestis profissionais do sexo são cometidos predominantemente na rua, “na pista”, altas horas da madrugada, utilizando-se armas de fogo e em menor número, arma branca e espancamento. Muitos dos assassinos alegam “legitima defesa da honra” e vingança por roubo ou por  transmissão da  Aids.

Para celebrar este dia, A

 

>Link  

Carlos Magno é eleito presidente da ABGLT
   Blog Diversidade   │     28 de janeiro de 2013   │     19:21  │  4

Novo presidente da ABGLT – Carlos Magno Fonseca

No sábado, 26 de janeiro, em ato solene e festivo realizado no Hotel Dan Inn, no centro de Curitiba-PR, foi oficialmente empossada a nova Diretoria Executiva da ABGLT, Secretarias e Conselhos Fiscal e de Ética, eleitos em assembleia-geral eleitoral realizada durante a o período vespertino do mesmo dia. Com o slogan “Uma ABGLT democrática e de lutas, por um Brasil sem homofobia”, a ABGLT estreou um novo modelo de gestão.   O mandato da nova diretoria termina em 2015. Veja, a seguir, quem serão os novos diretores da ABGLT.

 

Prestes a completar seu 18º aniversário de fundação nesta quinta-feira, 31 de janeiro, a ABGLT recebeu, na última sexta-feira, 25, dia em que as assembleias-gerais estatuinte e eleitoral da ABGLT 2013 foram iniciadas, uma nota oficial da titular da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República do Brasil, a ministra Ideli Salvatti.

Através de carta, grandes nomes do governo federal fizeram questão de parabenizar a maior instituição LGBT da America Latina, a exemplo da  Secretaria Nacional de Juventude – Ana Paula Madeira, ministra Ideli Salvatti, Presidenta Dilma Vana Rousseff  e o ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva, que com grandes palavras reconheceu o trabalho desenvolvido pela instituição no Brasil .
Agradeço muito o convite da ABGLT para seu décimo oitavo aniversário e posse da nova diretoria.
Fala do ex presidente Lula:
Infelizmente não vou poder estar ao lado de vocês nesta ocasião.
            Mesmo assim, quero aproveitar a oportunidade e parabenizar a Associação pelo trabalho sério e persistente que desenvolve para que a diversidade seja celebrada e respeitada no Brasil.
            O trabalho da ABGLT, das associações que vocês reúnem e de toda a militância contribui fortemente para que a dignidade humana seja prioridade para a sociedade e suas instituições.
Todos vocês têm um papel importante para consolidar uma sociedade justa e fraterna, sem homofobia.
Desejo a cada uma e a cada um de vocês um excelente Encontro e faço votos que a nova diretoria tenha sucesso em sua gestão.
Às 11h00 deste domingo, 27 de janeiro, militantes da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), a maior rede de organizações LGBT da América Latina, promoveram uma manifestação pública pacífica em frente ao Museu do Holocausto de Curitiba (Rua Coronel Agostinho de Macedo, 248, Bairro do Bom Retiro) para lembrar o aniversário dia da libertação de Auschwitz (Polônia) em 27 de janeiro de 1945. Naquele local, funcionava o maior e mais terrível campo de extermínio dos nazistas.
A manifestação da ABGLT também aconteceu para protestar contra o avanço e os perigos do fundamentalismo religioso, e ratificar às autoridades políticas nacionais, sobretudo ao governo federal, a aprovação de leis no Congresso Nacional que promovam a proteção das pessoas LGBT.
Durante o holocausto estima-se que mais de 200 mil pessoas LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) foram violentamente assassinados nos campos de concentração nazistas. O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto foi criado pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, através da resolução 60/7 de 1º de novembro de 2005.
A manifestação da ABGLT encerrou a programação oficial das assembleias-gerais estatuinte e eleitoral 2013.
DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL (2013-2015)
Presidente: CARLOS MAGNO FONSECA (CELLOS – MG)
1ª Vice-Presidenta: KEILA SIMPSON (ATRAS – BA)
2ª Vice-Presidenta: GUILHERMINA CUNHA (ADEH – SC)
Secretário-Geral: VÍCTOR DE WOLF (GDN – RJ)
Secretário de Finanças: ALESSANDRO MELCHIOR (APV – SP)
Secretário de Comunicação: TERRY MARCOS DOURADO (ACDHRios Brasil Central – GO)
Secretário de Relações Internacionais: BETO DE JESUS (IEN – SP)
Secretária de Relações Institucionais: FERNANDA BENVENUTTY (ASTRAPA – PB)
Secretário de Relações com os Movimentos Sociais: VINÍCIUS ALVES (Associação Beco das Cores – BA)
Secretário de Formação Política e Organização: CHRISTÓVAM DE MENDONÇA (GOLD – ES)
Secretária de Direitos Humanos: HELIANA HEMETÉRIO (Grupo Dignidade – PR)
 SUPLENTES DA DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL
 1ª Suplente: PHÂMELA GODOY (Grupo Visibilidade – SP)
2ª Suplente: RAFAELLY WIEST (Grupo Dignidade – PR)
3º Suplente: CRISTIANO RAMOS (UPV – PR)
  SECRETARIAS REGIONAIS
 Regional Centro-Oeste
Secretário Regional: EVALDO AMORIM (ELOS – DF)
Secretário Adjunto: CÍCERO (“DINIZ VASCONCELOS”) APARECIDO DA SILVA (AGTLA – GO)
 Regional Nordeste
Secretário Regional: WESLEY (?) (Associação Beco das Cores – BA)
Secretária Adjunta: DEDIANE (?) (GRAB – CE)
 Regional Norte
Secretário Regional: BETO PAES (ALGBTUC – PA)
Secretário Adjunto: GLEYSON OLIVEIRA (GHP – PA)
 Regional Sudeste
Secretário Regional: JÚLIO MOREIRA (Grupo Arco-Íris – RJ)
Secretário Adjunto: DÉBORA SABARÁ (GOLD – ES)
 Regional Sul
Secretário Regional: JULIANA SOUZA (Grupo Dignidade – PR)
Secretária Adjunta: ALEXANDRE BOGAS (ADEH – SC)
 SECRETARIA DE MULHERES
 Secretária: YONE LINDGREN (Movimento D’Ellas – RJ)
Secretária Adjunta: PAULA RAMOS (Grupo Estruturação – DF)
 SECRETARIA DE JUVENTUDE
 Secretário: VINÍCIUS COELHO (CELLOS – MG)
 Secretária Adjunta: ESTHER SILVEIRA (Grupo Arraial Free – RJ)
 SECRETARIA DE TRAVESTIS E TRANSEXUAIS
 Secretário: ANDRÉIA CANTELI (TransGrupo Marcela Prado – PR)
 Secretária Adjunta: VANILI BORGHI (GOLD – ES)
 SECRETARIA DE COMBATE AO RACISMO
 Secretária: MARCELLE ESTEVES (Instituto Arco-Íris – RJ)
 Secretário Adjunto: FELIPE CARVALHO (Grupo Cidadania Gay – RJ)
 SECRETARIA DE PESSOA COM DEFICIÊNCIA
 Secretária: ANAHÍ GUEADES (ADEH – SC)
 Secretário Adjunto: GLAU FERREIRA (Movimento Gay de Ipatinga – MG)
 SECRETARIA DE IDOSOS
 Secretária: MARCELY MALTA (Grupo Igualdade – PR)
 Secretário Adjunto: OSMAR (?) (Grupo Libertos – MG)
SECRETARIA DE CULTURA
 Secretário: MARCELO GIL (Grupo ABCD – SP)
Secretário Adjunto: FRANK ROSSATTE (Grupo Mescla – MS)
  SECRETARIA DE EDUCAÇÃO
 Secretário: TONI REIS (Grupo Dignidade – PR)
Secretário Adjunto: LULA RAMIRES (Grupo Corsa – SP)
 SECRETARIA DE SAÚDE
 Secretário: SEBASTIÃO DINIZ (Grupo DiveRRsidade – RR)
Secretário Adjunto: ALEXANDRE CHULVIS (Grupo Vanguarda da Esperança – SP)
 SECRETARIA DE ESPORTE E LAZER
 Secretário: CLÓVIS ARANTES (Grupo LivreMente – MT)
Secretário Adjunto: FERNANDO RODRIGUES (Grupo Homossexual do Cabo – PE)
 SECRETARIA DE TRABALHO, EMPREGO E ASSISTÊNCIA SOCIAL
 Secretária: TATIANE ARAÚJO (ASTRA – SE)
Secretária Adjunta: ANIKI LIMA (CELLOS – MG)
 SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA
 Secretário: MÁRCIO MARINS (Grupo Dom da Terra – PR)
Secretária Adjunta: BÁRBARA PASTANA (GHP – PA)
 SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE
 Secretária: MARINÉSIA FREITAS (Grupo OLGA – SP)
Secretário Adjunto: PABLO BRANDÃO (Grupo Cores da Vida – RJ)
 CONSELHO CONSULTIVO
Conselheiros/Conselheiras: MARCELO NASCIMENTO (RJ) CLÁUDIO NASCIMENTO (RJ) LUIZ MOTT (BA) JULIAN RODRIGUES (SP) SORAYA MENEZES(MG)
CONSELHO DE FISCAL
Conselheiros/Conselheiras:
MARCOS MARTINS (SHAMA – MG)
JOSÉ MARCELO (MGD – MG)
SHARLENE ROSA (GPH – RJ)
 CONSELHO DE ÉTICA
Conselheiros/Conselheiras:
CARLA AYRES (ADES – SC)
ELY BERGO DE CARVALHO (CELLOS – MG)
ÁLVARO BOECHAT CHIARELLOTTO (CELLOS – MG)

Tags:, ,

>Link