Monthly Archives: dezembro 2012

Novo set do Dj/Produtor Tommy Love – Retrospectiva 2012
   Blog Diversidade   │     26 de dezembro de 2012   │     15:34  │  0

Tommy Love é DJ há seis anos, produtor há cinco. Começou no interior de São Paulo, residente do Club W em Bauru. Hoje, Tommy é um dos nomes mais influentes e respeitados na cena eletrônica nacional.
Desde 2010, quando se mudou para a capital paulista, Tommy definitivamente não conseguiu descansar! Esteve cinco vezes no México, e viajou por mais de 30 cidades do Brasil. Não houve um fim de semana se quer sem festas marcadas pelos mais diversos cantos do país.
Resultado de intensa dedicação de um profissional bem informado e, principalmente, apaixonado pela boa música eletrônica e pelo próprio trabalho. Tommy Love alia competência técnica, conhecimento musical e carisma, conquistando, assim, respeito e reconhecimento do público.
Tommy é um dos principais e mais talentosos representantes da nova safra de DJs e produtores brasileiros. O primeiro single de Tommy foi lançado no começo de 2008, a faixa “Confusion”, que foi hit nos principais clubs da capital paulista. O sucesso de Confusion fez com que o DJ fosse considerado a maior revelação da cena em 2008.
O talento como produtor rendeu a Tommy Love trabalhos importantes. Seu melhor momento veio em 2012, ao ser convidado pelo DJ Hector Fonseca, de Nova Iorque, para assinar um remix oficial para a cantora Rihanna, o hit “Where Have You Been”.  Além do trabalho com Rihanna, Tommy já remixou  as principais cantoras da house music nacional, como Wanessa, Lorena Simpson e Natalia Damini. Hoje praticamente todos os DJs tocam produções de Tommy Love em seus sets.
Tommy Love adota um estilo moderno, com linhas de percussão elaboradas através de seu feeling apurado, fazendo de seus sets momentos únicos e inconfundíveis.
Além de tudo, é versátil. Consegue conquistar públicos variados, através de seu set diferenciado. Ao vivo, Tommy Love executa uma performance explosiva que não deixa ninguém parado: além das mixagens perfeitas, ele remixa e faz intervenções com acapellas e samples exclusivos.
O resultado é um mix de produções impecáveis e improvisos alucinantes e ousados, capazes de provocar sensações inesquecíveis na pista.

Para baixar o novo set – clic no link abaixo

SET DJ TOMMY LOVE – RETROSPECTIVA 2012

>Link  

Mahatma Gandhi explicava em seus pensamentos o verdadeiro singnificado do Natal
   Blog Diversidade   │     24 de dezembro de 2012   │     17:11  │  1

Então, é natal.
E o que você fez ?

Ouvi várias pessoas dizendo que o ano passou tão rápido e nem se deram conta da proximidade do Natal. Outras, contagiadas pelo efeito de peças publicitárias e decoração feérica de uma porção da cidade, liberam sua energia durante as compras.Enquanto isto, para muitos que vivem nas ruas, em valas, calçadas, vivendo em situação sub humana, o dia de hoje é um dia como outro qualquer. Acordam e como sempre não tem o que comer, a manhã se passa, e o almoço é uma incerteza, sem contar que a janta, geralmente é um pão velho ou nem isto.

No calendário, é tempo da alteridade. Nesse período o outro toma forma e vulto. Os que podem, organizam diferentes ações, influenciam amigos, espalham um espírito de amor e paz. São reuniões de confraternização, jantares, lanches, listas de presentes, listas de amigos secretos. Os condomínios se engalanam. As campanhas veiculadas pela imprensa ganham peso e expressão. Papai Noel, inspirado em São Nicolau, está presente em quase todas as comemorações.

Mais toda essa fantasia narrada acima, é explicada por uma simples frase de Mahatma Gandhi : “Os sete pecados capitais responsáveis pelas injustiças sociais são: riqueza sem trabalho; prazeres sem escrúpulos; conhecimento sem sabedoria; comércio sem moral; política sem idealismo; religião sem sacrifício e ciência sem humanismo.”

A verdade é que o homem é um ser ambicioso, são poucos os que realmente dividem o que tem com o seu próprio. A exemplo de Madri Tereza, Chico Xavier entre outros anjos de luz. Gente que realmente viveram a bondade espiritual de ser um ser de luz. Não vivem a mentira de um conto de fada. Chico e Madri sim foram pessoas que enxergavam a dor do próximo.

Que em 2013 sejamos mais coerente e consciente da verdade do bem e a mazela do mal.

Que o verdadeiro cristo seja pregado pelos religiosos, sem apartai, pois é preciso amar, sim, mas amar no sentido de expandir bons sentimentos e energia a todos que estiverem ao seu redor, pela vontade própria, íntima e sincera, sem esperar ser amado. Mesmo que este próximo não creia em um Deus que você acredita, ou mesmo que esta pessoa não creia em um criador.

Vivemos em um estado laico e é preciso que o mundo acredite na laicidade, para que o mundo viva a paz.   Esse amor ainda não está ao nosso alcance moral. Mas estamos no caminho para conseguir chegar lá.

O amor como entendemos espera retorno, resposta, se mede por interesses, pelo nível de ciúmes, se escolhe a quem esta muito distante do Amor Universal que nos propôs o mestre Galileu. Esse amor depende de uma conquista diária, no autoburilamento moral, de um refazimento interior gradativo que pode levar milênios de existência.

Que dirigentes governamentais, tenham a sensibilidade de realmente trabalhar em prol de seu povo.

Que o mundo pregue a paz e a igualdade, sem hipocrisia, sem racismo, sem egoísmos, facismo e homofobia.

Esta é a mensagem de boas festas do Blog Diversidade, a tod@s os seus leitores.

Um Feliz Natal.

>Link  

Santa hipocrisia “Bento XVI ferra luta contra o casamento gay, mais é acusado por estupro, pedofilia e outras violências sexuais”
   Blog Diversidade   │     22 de dezembro de 2012   │     20:56  │  10

“O maior pecador da Igreja” ou um Papa perseguido injustamente pelas denúncias de pedofilia que minam o catolicismo?

Não seria mais um discurso do papa Bento XVI contra o casamento gay, nesta  sexta-feira, no Vaticano, se não fosse um dos discursos pré Natividade mais  importantes e não houvesse uma inédita proposta de aliança com outras religiões  e até aos ateus. O papa, se dirigindo à Cúria Romana em seu último discurso do  ano, convidou a todos para lutarem contra o que o pontífice chamou de temas  essenciais de defesa da justiça, da paz, da família e da vida. Para o Bento XVI,  estes temas são “leis naturais” e universais.

Desde que assumiu o cargo, Bento XVI vem obsessivamente condenando a  homossexualidade e os ganhos de direitos da comunidade gay, publicamente, mas,  desta vez, ele atacou os estudos de gênero e classificou estes estudos de “falácia” e manipulador da natureza divina já que consideram que o sexo de uma  pessoa é determinado, na realidade, pela sociedade e educação. Para ele, “na  luta pela família está em jogo a essência do ser humano”. O religioso afirmou  ainda que reconhecer o casamento gay é rejeitar a família tradicional, o que em  sua concepção faz com que “desaparecem as figuras fundamentais da existência  humana: o pai, a mãe, o filho: as dimensões essenciais da experiência de ser uma  pessoa humana estão desabando”.
Bento XVI elogiou ainda o trabalho do rabino da França, Gilles Bernheim,  religioso ferrenho contra o projeto de legalizar o casamento e a adoção para os  homossexuais em seu país: “Bernheim mostra como, de sujeito jurídico  independente em si mesmo, ele se transforma necessariamente em um objeto, que é  e tem o direito, e como um objeto de direito, pode ser obtido”. “Se até o  momento percebíamos como a causa da crise da família a incompreensão sobre a  essência da liberdade humana, agora está claro que o que está em jogo é a  própria visão do ser humano, o que significa em realidade o fato de ser uma  pessoa humana”, filosofou o papa.
Na semana passada, em sua mensagem para a abertura da Jornada Mundial da  Paz, o papa chegou a afirmar que o casamento gay, assim como o aborto e a  eutanásia, era uma ameaça à paz mundial. Para o próximo ano, o Papa já  convocou em Novembro o “Ano da Fé” e parece que a caça às bruxas pode voltar.  Pelo menos assim parece querer o cardeal alemão Joseph Ratzinger, o próprio papa  Bento XVI, que por 24 anos coordenou a Congregação para a Doutrina da Fé, a  versão “modernizada” do Tribunal do Santo Ofício, instituição católica que  promoveu a Inquisição durante a Idade Média.

A organização acusa o chefe da Igreja católica de “ter tolerado e ocultado sistematicamente os crimes sexuais contra crianças em todo o mundo.”

Mais enquanto isto, o papa Bento XVI foi acusado de estupro e outras violências sexuais em 2011, por uma associação de vítimas de padres pedófilos, a Rede de Sobreviventes de Abusados por Padres (SNAP, na sigla em inglês). A queixa foi apresentada ao Tribunal Penal Internacional e anunciada em 09/09/2011 10h25 . Outros dirigentes da Igreja Católica também são processados.O religioso pode ser julgado por “responsabilidade direta e superior por crimes contra a humanidade por estupro e outras violências sexuais cometidas em todo o mundo”.

Uma documentação de cerca de 10 mil páginas conta os casos de pedofilia. A ONG americana Centro para Direitos Constitucionais afirma que a Igreja católica teria “tolerado e ocultado sistematicamente os crimes sexuais contra crianças em todo o mundo”.

Antes de o seu nome ser incorporado às denúncias, Bento XVI pediu desculpas pelo ocorrido e pediu para que estes crimes não fossem tolerados. Ele solicitou a todos os bispos que não deixem de cooperar com os tribunais, visto que respondem por todos os seus sacerdotes

>Link  

Gente nova na balada eletro: Cantora Lenny B lança single em homenagem aos DJS
   Blog Diversidade   │     21 de dezembro de 2012   │     17:49  │  0

A cantora paraense Lenny B, se destacou neste ano de 2012 quando lançou seu primeiro single “Look At Me Now” (produção do Dj Tom Hopkins e Anthony Garcia) que alcançou mais de 300 mil acessos no Youtube, e com isso, fez shows no Sul,Suldeste,Norte e Nordeste do Brasil.

Com apenas 8 meses de carreira no segmento, ela vem ganhando cada vez notoriedade no cenário musical eletrônico nacional e já foi indicada ao principal prêmio da música eletrônica da América Latina, o Dj Sound Awards como “Destaque Cantora Dance Nacional”, o evento aconteceu no ultimo dia 18 no Barra Music, Rio de Janeiro.

Com personalidade na voz e dona de uma beleza exótica, a cantora e compositora lança com exclusividade em nosso site o novo single “Play Music DJ” em parceria com os DJs Edu Brown e Bianco.

Segundo a cantora, este novo single é em homenagem aos DJs de todo o Brasil e do mundo, basta prestar atenção na letra e também tem uma pegada Pop Latina.

Lenny B, pretende gravar seu primeiro CD em 2013 e já está com tudo na preparação da nova turnê “Seduction” que contará com novos figurinos, músicas e outras surpresas.

Lenny B – Play Music Dj

>Link  

Militante LGBT assumirá a Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual da Prefeitura de São Paulo (Cads)
   Blog Diversidade   │       │     0:00  │  1

Julian Rodrigues, 39 anos, figura conhecida da militância nacional e um dos principais nomes de articulação da causa LGBT dentro do PT

A partir do dia 1 de janeiro de 2013, a Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual da Prefeitura de São Paulo (Cads) terá um novo titular.

Com a posse do petista Fernando Haddad como prefeito, entra para coordenar as atividades da Cads o militante Julian Rodrigues, 39 anos, figura conhecida da militância nacional e um dos principais nomes de articulação da causa LGBT dentro do PT.

Julian se diz tranquilo com o novo desafio, mas consciente de que terá muito trabalho pela frente. Ele destaca que serão duas as prioridades de sua gestão para o começo de 2013, inseridas no chamado Plano de 100 Dias exigido por Haddad a todas às pastas municipais.

“Teremos duas prioridades: primeiro elaborar uma campanha municipal contra a homofobia, principalmente por conta desses ataques mais recentes na cidade. O tamanho da campanha ainda vai depender do orçamento que vamos ter, mas pretendemos fazer um ato de lançamento com a presença de ministros e o prefeito aproveitando o aniversário da cidade (25 de janeiro).”

A campanha pretende ser abrangente e deve contar com cartazes, folders, camisetas e presença nas redes sociais e boates alertando para a importância de denunciar ataques homofóbicos. “E se tiver dinheiro vamos para a televisão e o rádio também”, adianta Julian, que participou ativamente da campanha de Haddad ajudando a elaborar o Plano de Governo do petista – que inclui ações para a diversidade sexual em todas as regiões paulistanas.

A segunda prioridade, segundo o novo coordenador, é garantir até o mês de maio de 2013 todo o apoio à Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que todos os anos recebe da Cads ajuda em forma de infraestrutura para sua realização. “Vamos ver se é possível aumentar esse apoio”, garante Julian, afastando para longe os boatos de que a manifestação não contaria mais com apoio da administração municipal.

Nova casa Com a extinção da Secretaria de Participação e Parceria, a Cads passa a partir do próximo ano a ser lotada na nova Secretaria de Direitos Humanos e Participação, onde o novo coordenador pretende realizar um trabalho no sentido de aumentar a estrutura da Coordenadoria e fazer melhorias como aumento no salário dos servidores e maior número de pessoas trabalhando no órgão.

Julian diz que “tudo vai se nortear pelo Programa de Governo que fizemos na campanha”, incluindo-se aí a chamada Cads Móvel, uma ideia que pretende levar os serviços da Coordenadoria à periferia paulistana e a outros bairros que muitas vezes nem sabem que a Cads existe. “O objetivo é facilitar o acesso da população aos serviços.”

O novo coordenador destaca ainda que dentre as metas para o próximo mandato estão as parcerias entre a Cads e universidades como a Unicamp e a USP, além de um diálogo aberto com todas as entidades da sociedade civil organizada na cidade – a quem ele promete receber pessoalmente, uma a uma, para conversar.

Sem ataques De partidos políticos diferentes a partir de 2013, Prefeitura e Governo de São Paulo não devem brigar no campo da causa LGBT, pelo menos é o que promete Rodrigues. Segundo ele, diferenças partidárias serão colocadas de lado no próximo ano e o foco será uma parceria produtiva para garantia da cidadania LGBT.

Ele conta ao Mix que ainda vai conversar com a titular da Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo, Heloísa Gama Alves, “para ver o que a gente pode fazer juntos. Onde pudermos somar esforços nós iremos. A eleição já passou”.
Julian Rodrigues tem 39 anos e é formado em Letras, especialista em Economia do Trabalho e mestrando em Ciências Sociais na PUC de São Paulo.

>Link