Formandos em jornalismo montam documentário sobre lei municipal contra homofobia em Maceió
   Blog Diversidade   │     14 de novembro de 2012   │     13:28  │  2

Maceió é uma das cidades brasileiras a possuir uma lei que discorre sobre o direito à livre expressão de afeto por casais GLBTT. É a Lei Municipal 4.667/97, que prevê punições a estabelecimentos comerciais e instituições públicas que praticarem algum ato discriminatório à comunidade gay.

No entanto, a capital de Alagoas, um dos estados mais homofóbicos do país, ainda enfrenta sérios problemas discriminatórios que interferem no direito à cidadania dos indivíduos homoafetivos.

Durante quatro meses – de abril a julho de 2012 – eu e meu companheiro de faculdade (Kleverton Almirante) pesquisamos sobre o tema “Lei 4.667: práticas discriminatórias em Maceió”, investigando casos de homofobia e entrevistando personagens e autoridades sobre o cumprimento da lei. Pesquisa essa que resultou em uma vídeo reportagem, e em seu trabalho de conclusão de curso.

Para contextualizar o tema, o que procede na cidade são ocorrências de casais gays impedidos de desfrutar seus direitos de acesso a locais públicos, direitos comerciais e o direito de ir e vir, sendo excluídos do exercício da cidadania. Este trabalho mostrará como se dá o crime de homofobia e quais as ações tomadas para erradicar a prática.

A ideia em apresentar uma vídeo reportagem como Trabalho de Conclusão de Curso, surgiu após longas discussões com o orientador. Entendemos que o TCC no formato de trabalho profissional é interessante, por ser uma forma de avaliar a nossa preparação para atuação no mercado de trabalho. Na reportagem iremos abordar um tema polêmico, que é a questão do preconceito aos GLBTT em um cenário local, Maceió.

A lei 4.667, de 1997, foi criada com intenção de minimizar os casos de homofobia na capital alagoana principalmente na hora do lazer, haja vista que esta lei prevê punições para estabelecimentos comerciais e órgãos públicos que discriminarem qualquer pessoa por conta da orientação sexual. Mesmo com uma lei tão avançada, Maceió encontra-se em um cenário alarmante de cidade com grandes índices de casos de homofobia.

Na reportagem que você verá agora, Kleverton e eu procuramos saber se a lei de fato está sendo efetivada, além de ouvir casos de pessoas que sofreram algum tipo de preconceito por conta da orientação sexual.

Abaixo o link do documentário

watch?v=2SRM4-qP7vE

>Link  

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Carlos ivo

    Muito bom, temos que expor o máximo de matérias fundamentadas como esta, Para com isso as autoridades políticas de crédito essa massa que já nasceram autodidata que está apenas mostrando que tem potencial e não precisam de hipocrisia mas sim de verdadeiro apoio humano

    Reply
  2. Karina

    Um excelente tópico para documentar em nossos tempos, sem dúvida, é claro que você vai ver, eu sempre gosto de apoiar as mentes dos jovens. Pela minha parte eu compartilho estou assistindo uma série de documentários, semelhante ao formato de documentários políticos, mas com um tom mais frio, chamado VICE e transmitir HBO, espero que você dê uma olhada, saudações.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *