Gay diz que seu pai falava ” vou orar a Deus para que ele lhe mate”
   Blog Diversidade   │     8 de agosto de 2012   │     1:00  │  0

No programa do Fantástico deste Domingo dia 05/08 foi ao ar uma matéria sobre homofobia, a qual deixou alguns lideres evangélicos indignados. Segundo um destes líderes o Pastor Silas Malafaia a matéria ia mostrar um País homofóbico e dar mais ênfase a causa gay.

A matéria que teve por parte do pastor Silas um posicionamento contra, iniciou-se relatando a violência contra os homossexuais principalmente vindas da própria família, e antes da exibição o Fantástico colocou no ar outra matéria sobre mudança de sexo, onde mostra que muitos homossexuais fazem a mudança, por se acharem “um erro de Deus” conforme afirma psicologo entrevistado.

A força que possui a pregação da intolerância na vida das pessoas

Baseando-se em relatório da Secretária Nacional de Direitos Humanos de 2011 e sobre os depoimentos gravados pela equipe doprograma, onde foi recebido cerca de 50 ligações sobre comportamento homofóbico relatados pelos gays foi feita a reportagem. E em uma das ligações um denunciante falou que o pai dele falava que ia orar a Deus para matar ele, pois não queria um filho gay.

Por se tratar de uma matéria abordando o tema homofobia (Ódio aos homossexuais, muitas vezes levando à violência física) o que mais se viu na matéria foi denuncias de familiares que são contra a condição gay e nem todos os casos apresentava agressão física e sim um posicionamento não a favor a condição homossexual.

Segundo dados da  Secretária Nacional de Direitos Humanos as mães são as que mais agridem seus filhos por nãoaceitar a condição de homossexualidade que eles vivem e segundo dados as agressões ocorrem mais dentro das casas do que na rua.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *